Leitura bíblica: 17.abr.2014

"No segundo ano de Jeoás, filho de Jeoacaz, rei de Israel, começou a reinar Amazias, filho de Joás, rei de Judá.
Tinha vinte e cinco anos quando começou a reinar, e vinte e nove anos reinou em Jerusalém. E era o nome de sua mãe Joadã, de Jerusalém.
E fez o que era reto aos olhos do SENHOR, ainda que não como seu pai Davi; fez, porém, conforme tudo o que fizera Joás seu pai.
Tão-somente os altos não foram tirados; porque o povo ainda sacrificava e queimava incenso nos altos.
Sucedeu que, sendo já o reino confirmado na sua mão, matou os servos que tinham matado o rei, seu pai.
Porém os filhos dos assassinos não matou, como está escrito no livro da lei de Moisés, no qual o SENHOR deu ordem, dizendo:
Não matarão os pais por causa dos filhos, e os filhos não matarão por causa dos pais; mas cada um será morto pelo seu pecado.
"
[ 2Reis 14 ]

"filhos dos assassinos não matou"
1 Essa moderação, inspirada na lei mosaica [Deuteronômio 24.16], mostra o bom caráter do príncipe; para o curso prossegue, assim, para as famílias dos regicidas (que ou pessoa que mata um rei ou rainha) era diretamente contrária ao vigente costume da antiguidade, segundo a qual todos relacionados com os criminosos foram condenados a impiedosa destruição;
2 Demostrou fé e coragem, que ele iria obedecer a este mandamento de DEUS, que era perigoso para si mesmo, por essas pessoas provavelmente em busca de vingança pela morte dos pais.

Em textos neste site, poucas vezes há menção de números de versículos, na maioria, são expostos livros e capítulos bíblicos;
porquanto, o uso da Palavra de DEUS [contida na Bíblia] e a meditação nos contextos bíblicos citados, trarão um mesmo entendimento pela unção do ESPÍRITO SANTO [1João 2]!!

janeiro 15, 2009

O que é ser um LEVITA!




...
Descendente de Levi e membro desta tribo.

Deus deu aos levitas algumas tarefas especiais no serviço do tabernáculo e do culto (Êxodo 4.14 e 2Crônicas 20.14).

Todos os sacerdotes do povo escolhido eram levitas, isto é, descendentes de Levi por Coate (segundo filho de Levi), e Arão. Mas Levi teve outros filhos, cujos descendentes ajudavam os sacerdotes, formavam a guarda do tabernáculo, e o transportavam de lugar para lugar (Números 4.2,22,29).

Os levitas não eram responsáveis pela música no tabernáculo. Afinal, não havia uma parte musical no culto estabelecido pela lei de Moisés, embora as orações e sacrifícios incluíssem o sentido de louvor, adoração e ações de graças.

No tempo de Davi, toda a família achava-se dividida em três classes, cada uma das quais estava subdividida em vinte e quatro ordens. A primeira classe estava ao serviço dos sacerdotes - a segunda formava o coro dos cantores do templo - e a terceira constituía o corpo dos porteiros e guardas do templo (1Crônicas 24,25,26). Para sustentar todos estes homens, tinham-lhes sido concedidas quarenta e oito cidades, com uma faixa de terra em volta de cada uma delas - e tinham, também, o dízimo de todos os produtos e gado do pais (Levítico 27.30 - Números 35.1-8) - desse dízimo cabia aos sacerdotes a décima parte. Além disso, todos os levitas participavam do dízimo dos produtos, que geralmente o povo tinha de empregar naquelas festas.

No Novo Testamento não temos referência a ministros de louvor nem a instrumentistas na igreja. Jesus disse que o Pai procura adoradores (João 4.24). O ensino apostólico, por sua vez, incentiva todos os cristãos a prestarem culto ao Senhor, com salmos, hinos e cânticos espirituais (Efésios 5.18-20; Colossenses 3.16).
...

4 comentários:

Ao toque do amor disse...

É irmão, o que importa pra Deus é o nosso coração. O Senhor deseja que nossa vida seja um lugar de adoração e que seja uma vida de oração e de alegria. Louvado seja o Deus das surpresas e maravilhas.
TENHA UMA SEMANA FELIZ E ABENÇOADA

james disse...

Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, irmã Sandra Veneziani.

Quando nos arrependemos de nossos erros, pecados, o Espírito Santo nos agracia com Seu amor e nos ensina a adoração e a uma vida, conforme muito bem nos lembra, de oração e alegria...

Não precisamos de slogans e nomenclaturas, simplesmente, adorarmos ao Senhor em espírito e em verdade...

Mas infelizmente não é o que podemos contemplar nos que se dizem evangélicos, estes não se contentam em serem adoradores, eles precisam de “títulos”...

Mas, nós, os crentes, buscamos ao Senhor para adorar a beleza da Sua santidade, ao toque do Amor...

Deus a abençoe e aos seus ricamente, e por sua amável visita ao nosso humilde blog.

Fraternalmente.
James.

Andressa ♥ disse...

hmmmn, certa vez ouvi uma colega de sala cristã dizer que era uma "cristã cardiologista" por acreditar que Deus olha é o coração. Muitas vezes as pessoas dizem isso como desculpas por suas atitudes ou desejos impuros, orgulhosos e desagradáveis a Deus. Entretanto, essa expressão que Deus quer o nosso coração é mais forte que isso. Pois o coração é a fonte das intenções e atitudes. Portanto, quando entregamos nossos corações verdadeiramente entregamos nossas ações, vontades e desse coração entregue pode nascer uma adoração em espírito e em verdade. É isso que Deus quer, que sejamos 100% dele, né irmão. Que o Senhor continue te abençoando!

james disse...

Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, irmã Andressa ♥,

Infelizmente, milhares estão se convencendo, mas poucos são os que realmente se convertem a Cristo Jesus, como por assim dizer, conforme nos confortam as Sagradas Escrituras, “Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”, e muitos se desviam por caminhos de ilusão eclesiástico e não na alegria de servir ao Senhor dos senhores em espírito e em verdade.

Para servirmos ao Senhor não necessitamos de títulos, nomenclaturas ou mirabolantes designações...

Deus a abençoe e aos seus ricamente, e por sua amável visita ao nosso humilde blog.

Fraternalmente.

James, presbítero.