Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, setembro, 2018

Oséias 2

Portanto tornarei a tirar o Meu grão a seu tempo e o Meu mosto no seu tempo determinado; e arrebatarei a Minha lã e o Meu linho, com que cobriam a sua nudez.
E agora descobrirei a sua vileza diante dos olhos dos seus amantes, e ninguém a livrará da Minha mão.


[726,018]

setembro 15, 2018

Sacerdotes, fariseus e escribas no séc XXI


Contexto Mateus 21:

"Portanto, EU vos digo que o reino de DEUS vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.
E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó.
E os príncipes dos sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas palavras, entenderam que falava deles;
E, pretendendo prendê-prendê-LO, recearam o povo, porquanto O tinham por profeta."

Quando se combate os ensinos e posturas das lideranças eclesiásticas das igrejas instituições, eles se portam tal qual os sacerdotes e fariseus quando foram confrontados por CRISTO, que em razão disto, pretenderam prendê-LO e jogá-LO à crucificação.

E por que esta relação??
CRISTO quando debateu (criticou) com os sacerdotes, escribas e fariseus, demonstrou (atestou) que eles queriam, com a Palavra de DEUS usurpar no "templo", e assim conseguir "vantagens" sobre o povo, como testifica o contexto acima, de Mateus 21;

E não é diferente em nosso tempo presente, através das igrejas instituições, as lideranças eclesiásticas (religiosos que se acham sacerdotes) usando da Palavra de DEUS [contida na Bíblia],  adulteram as Boas Novas de nosso SENHOR com crendices, sofismas, dogmas, teologia nas doutrinas e tradições de homens, comungando o Antigo Testamento com a contextualização do evangelho transmitida pelos apóstolos;

Os lideres das instituições religiosas apelidadas de "igrejas", tais como a ICAR, todas IGREJAS EVANGÉLICAS e as demais religiões, pela religiosidade, fazem da Nova Aliança pela qual o FILHO de DEUS consumou na cruz do Calvário, ter uma nova roupagem, atingida pela reforma agregada à Antiga Aliança, para enganar, ludibriar pela fé das pessoas incautas que não buscam entendimento pela Bíblia, mas, preferem tentar barganhar com o TODO-PODEROSO entregando suas idiotices (dízimos e ofertas, doações) nas mãos de homens pecadores como eles mesmos, povo tolo!!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[726,015]

agosto 26, 2018

A teologia das religiões perseguem e crucificam a CRISTO


Você quer ir à Igreja?
Vá para sua casa, para sua família.

Assim como JESUS CRISTO foi combatido pela escuma eclesiástica da época de Sua vinda, por centenas de anos, como hoje, há um sistema religioso cruel pernicioso (Constantino e seu cristianismo) que (por si) "toma conta" (permissionário) da cristandade, a membresia filantrópica (da mãe ICAR, e em especial das suas filhas bastadas, IGREJAS EVANGÉLICAS). Pior de tudo, enganam se enganando, vivendo uma monomania, predominam uma ideia fixa, ambiciosa, religiosos pesporrentes mostrando-se vaidosos e achando-se superiores aos outros, para isto, escondidos atrás de fúteis e sem valor, títulos eclesiásticos e teológicos, tirando proveito da fé e da fraqueza dos tolos e financiadores de ídolos presunçosos, os fieis, e este sistema por assim ser pago, persegue os verdadeiros cristãos.

Mas o SENHOR DEUS asseverou pra SI de um pequenino rebanho, mesmo que a teologia [Teologias] tente por escritos, laudas e estudos de homens, do que pensam ser DEUS, ensinar mentiras, amedrontar e fazer tutela da barganha dizimista por suposta obtenção de bênçãos terrenas, desprezar a salvação em CRISTO, tornando-se os mais miseráveis dos homens por fomentar de maneira subliminar em esperar-NO somente pr'esta vida [1Coríntios 15], pois quê, esta teologia, a quem Paulo denominou de "escória" assim ensinou-nos em buscar apenas o entendimento em CRISTO, desprezando ao dito conhecimento teológico [Filipenses 3], por que em verdade, em verdade, por DEUS em CRISTO, os salvos receberão a coroa da glória e isso é mais que suficiente para satisfazer os escolhidos, como devedores, fracos, injustos, pecadores, ser-nos agradecidos por Seu imensurável Amor, JESUS:
  • "Não ME elegestes vósoutros a MIM, porém EU vos elegi a vósoutros"                                      (Bília Almeida 1850) [João 15]
É urgente, sem demora, acordar para CRISTO e andar na contramão de tudo e todos aqueles que institucionalizaram a fé com ativismo, crendices, sofismas e dogmas, construindo templos, liturgias e cerimônias em rituais, instaurando doutrinas e tradições de cunho apenas dos homens e de egocêntricos, religiosos ribaldos, enganando propositadamente aos outros e agindo de forma traiçoeira, leviana, são prosmeiros e com posturas em ter lábia e palavreado fácil, tratantes, velhacos, caloteiros.

Sabemos ainda, pelo contexto bíblico, que os defensores da teologia, quando divulgam em seus estudos, encontrar-se-á os amantes de si mesmos, fazendo por tudo para agradar a si próprio, se auto-elogiam, honram e gloriam-se, "tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela, são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências" [2Timóteo 3].

Já em outra esfera, os DESIGREJADOS, nascediços em CRISTO, temos sido alcançados pelo ensino da Palavra de DEUS [contida na Bíblia] pela ação do ESPÍRITO SANTO [1João 2], e não em salas dominicais religiosas e culto/shows pirotécnicos gospel, porquanto, DESvinculamo-nos dos lugares apelidados ou com placas de igreja, a chamada igreja instituição, por que nossa COMUNHÃO 'não somente' se faz em estar nas igrejas instituições.

Eis pois, a razão do termo DESIGREJADO, uma alusão ao cristão não institucionalizado, por que não somos chamados e não queremos estar dentro das 4paredes dos templos de pedra santificados ao bel prazer, não fazemos parte de nenhuma igreja religiosa institucionalizada, mas, fomos chamados para fora pra SER a IGREJA, a Ekklēsia de CRISTO, para atender ao chamado de DEUS para manifestar a glória dELE.

Sendo assim, pelo contexto da Palavra de DEUS, certificamos que, não há intenção nenhuma dos DESIGREJADOS em formar grandes grupos para reuniões, ou, jamais seremos denominações religiosas, não almejamos e nem pretendemos realizar reuniões para centenas, à milhares de pessoas reunidas num mesmo lugar, antes, pelo contexto bíblico, desejamos e realizamos nossas REUNIÕES, em especial, em nossos lares, em pequenos grupos (é mais acolhedor), levando o entendimento de CRISTO às famílias e vizinhos, amigos, irmãos, na simplicidade do evangelho.

Não entendemos a necessidade e achamos desnecessários os aglomerados religiosos de grande quantidade de pessoas (templos de custos em milhares de reais), e o pior, para aquiescência em ouvir sermões melindrosos, maliciosos e melancólicos de um só religioso gritando, cantarolando, pedindo dinheiro;

Mas, os DESIGREJADOS confiamos em um aglomerado de pequenas e sinceras reuniões, congregando nos lares ("a igreja que está em sua casa" [Romanos 16]), em centenas de centenas, a comunhão sendo por haver a união em torno de e somente ao SENHOR, reunidos em um só corpo, aqui e acolá, em o nome de nosso CRISTO, por que em nossos ajuntamentos buscamos pela intervenção divina em salmo, em doutrina, em hinos, fazendo tudo para edificação [1Coríntios 14], sem a manipulação religiosa das instituições, amando-nos uns aos outros, sem hierarquia, sem amedrontamento, sem imposições de doutrinas humanas, sem nada pagar de tributo ou oferta (in)voluntários, porém, "com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de CRISTO seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do FILHO de DEUS, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de CRISTO" [Efésios 4].

E assim, famílias, venham vivenciar o Amor do CRIADOR na pessoa de Seu FILHO Amado, e constituindo dia após dia, IGREJAS (reunião, assembleia, congregação de pessoas professas) em suas CASAS, em perseverar a SÃ DOUTRINA, uma vez que, os servos de CRISTO são a geração eleita, sendo cristãos crentes, são o sacerdócio real, por que a Noiva, a Igreja foi conclamada, edificada por CRISTO à ser um povo sacerdotal, para tanto, e em verdade, pelo alimento sólido que recebemos pela exposição, estudo, tão e somente da Palavra [1João 2]não necessitamos e desprezamos os "sacerdotes religiosos", lideres espirituais, "comedores de feijão" e pecadores como todos somos, as tais lideranças eclesiásticas e toda sua patética cobertura espiritual.

Congregar não é ir a um templo de concreto, pois o SENHOR DEUS ali não habita [Atos 17].
Congregar é reunir com sua família, vizinhos e amigos, irmãos.
A Igreja começa em casa.

Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[723,670]

agosto 03, 2018

Não se deixe fazer de idiota, música gospel não é louvor.


Música gospel é somente comércio religioso, sempre por apelações puramente comerciais, nada mais.

A Palavra de DEUS [contida na Bíblia] nos afirma que os homens de DEUS entoavam louvores, como Silas e Paulo na prisão, mas, certamente eles não cantavam músicas gospel, antes, e “perto da meia noite orando Paulo e Silas, e cantando hymnos a DEOS, escutávão-os os outros prezos [Atos 16, Bíblia Almeida 1850].

Mesmo por que, a música gospel em nada tem de DEUS, antes usam sobre DEUS de forma a enganar o ouvinte para que este venha a comprar mais CD's.

Não se enganem, os louvores, hinos espirituais e cânticos dos irmãos em CRISTO que nos fazem referência a Palavra são sempre os Salmos, nada poderá mudar isto.

Aliás, assim que ao termino da celebração da ceia Pascal Judaica se cantava (ou recitava) os Salmos de Hallel, que são os Salmos 113-118. Terminado o canto deste hino se encerrava o ritual da Pascal.

O texto de Mateus 26 descreve em pormenores deste acontecimento quando o SENHOR procedeu à Ceia (na Páscoa) e ao lava-pés:

E havendo cantado o hymno, sahirão ao monte da Oliveiras[Mateus 26, Bíblia Almeida 1850].

  • Nota: Os salmos 113 a 118, da início o Hallel, recitado e cantado durante as grandes festas judaicas, de modo particular na Festa da Páscoa, sendo o que finaliza a cerimonia, sendo um grande hino de louvor.

Hallel, seu significado
A palavra hallel é de origem aramaica: “cântico de louvor e exaltação a DEUS”, músicas que celebram os acontecimentos da vida, demonstra alegria de ter JAVÉ como DEUS.

Podemos classificar o Hallel em:
  • Os Salmos 113 a 118 (Pequeno Hallel),
  • o Salmos 135 (Grande Hallel) e o Salmos 150 (Hallel Final) fazem exaltação a DEUS com cantos e músicas, como ação de graças pela vitória do MESSIAS . [abiblia.org]

E por fim, aprendam, nem na Jerusalém Celestial há templo:

"E nella não vi templo, porque della o templo he o SENHOR DEOS TODOPODEROSO, e o CORDEIRO" [Apocalipse 21, Bíblia Almeida 1850].


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[720,640]

julho 04, 2018

DESIGREJADOS, a fratura nas igrejas instituições


Há pastores pesporrentes (lideranças eclesiásticas) exaustivos combatentes em mentir, enganar, iludir ou ludibriar seus seguidores contra aos desigrejados, e, porque??

Por que nós nos desvinculamos, reverberamos em desprezar as igrejas instituições, e este êxodo vem de encontro justamente em função das atitudes destes mesmos pastores, e isto sobremaneira tem causado um roubo nos cofres religiosos, afinal, hoje somos mais de 40MILHÕES de desigrejados espalhados pelo Brasil, quiça no mundo.

Há pastores prosmeiros que dizem querem auxiliar os desigrejados a encontrarem o caminho da verdade, mentira, estes ribaldos estão atrás é de dinheiro!!

Há pastores que combatem os desigrejados por que denunciam estes mesmos pastores e suas igrejas instituições pelos ensinos fraudulentos em denegrir a Palavra do SENHOR com equívocos e idiotices em asneiras, sem contexto bíblico e aproveitando dele, pretensiosos em enganar as pessoas, abarrotados de crendices, dogmas, doutrinas e tradições humanas [Mateus 3], chafurdam em suas teologias dogmáticas e praticam torpezas dentro de templos repletos de tolos ambiciosos em suas barganhas dizimistas.

Há pastores que criticam outros pastores, tem quem chama-os carinhosamente de "criminosos" e até a própria "igreja mãe" (matriz institucional) não é polpada, e afrontam aos desigrejados por fazerem as mesmas denuncias sobres estes escumas religiosos!!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[715,350]

junho 16, 2018

Ceia do SENHOR, não é comer pãozinho e beber suco de uva!!


Durante em o Seu ministério terreno, JESUS havia deixado bem claro que o pão era o símbolo do Seu corpo, e o vinho, o símbolo do Seu sangue a ser derramado em favor dos homens para remissão dos pecados, pois quê, sem derramamento de sangue não há remissão de pecados conforme a Lei dos holocaustos e sacrifícios para Israel, sendo evidente que, pela lei ninguém será justificado diante de DEUS, porquanto, “CRISTO nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro [Gálatas 3], e por este madeiro asseverou que não veio destruir a lei que requer sacrifícios e holocaustos para remissão dos pecados com derramamento de sangue, mas: “não vim ab-rogar, mas cumprir [Mateus 5].

Contexto bíblico João 6 [Bíblia Almeida 1850]
  • Porque o pão de DEOS he aquELLE, que do ceo desce, e dá vida ao mundo
  • E JESUS lhes disse: EU SOU o pão da vida; quem vem a MIM, em maneira nenhuma terá fome; e quem crê em MIM, nunca terá sede
  • Eu sou o pão da vida. Vossos pais comerão Manná do deserto, e morrêrão. Este he o pão que desce do ceo, para que o homem dELLE coma, e não morra. EU SOU o pão vivo, que desceo do ceo; se alguem comer deste pão, para sempre ha de viver. E o pão que EU hei de dar, he minha carne
  • JESUS pois lhes disse: Em verdade, em verdade vos digo, que se não comerdes a carne do FILHO do Homem, e não beberdes Seu sangue, não tereis vida em vó mesmos. Quem come Minha carne, e bebe Meu sangue, tem vida eterna, e EU o resuscitarei no ultimo dia. Porque minha carne verdadeiramente he comida e meu sangue verdadeiramente he bebida. Quem come minha carne, e bebe eu sangue, em num permanece, e EU nelle. Como o PAI vivente ME enviou, e EU vivo pelo PAI; assim quem a MIM ME come, tambem por MIM ha de viver. Este he o pão, que desceo do ceo. Não como vossos pais, que comerão Manná, e morrerão: quem comer este pão, para sempre ha de viver
Entendimento pela Sagrada Escritura

Quem come Minha carne, e bebe Meu sangue, tem vida eterna, e EU o resuscitarei no ultimo dia” quer anunciar o receber a Palavra e se alimentar dEla [COMER SUA CARNE], é aceitar e entender o sacrifício da cruz, o perdão dos pecados e a redenção [BEBER O SEU SANGUE], porquanto, é aceitar o sacrifício do corpo e do sangue de CRISTO para ter a vida eterna.

Mas, quando JESUS assim disse, ELE escandalizou os judeus, pois a lei os proibia de comer sangue de animais [Levítico 7]. A vida estava na carne [Levítico 7], o sangue do animal propiciava os pecados do povo de Israel, restaurando-lhe a comunhão com DEUS, a vida eterna.

O PÃO era uma parábola do seu próprio corpo submetido ao propósito redentor de DEUS [Hebreus 10], e, o Seu SANGUE, derramado na morte, relembrava os ritos expiatórios em no Antigo Testamento (Antiga Aliança), o que foi representado no cálice sobre a mesa, este cálice, dali por diante, era revestido de um novo significado, como um memorial de um novo Êxodo realizado em Jerusalém [Lucas 9].

A contextualização da última “Ceia“ do SENHOR e Seus discípulos, deve ser entendida como um memorial [Lucas 22], um momento em que JESUS ansiava muito em estar com eles [Lucas 22] por que era a Festa dos Pães Asmos, a Páscoa judaica (Pessach, onde é celebrado o dia que DEUS libertou Seu povo Israel do Egito, memorial para que os filhos de Israel jamais se esquecessem que foram escravos no Egito), e por este memorial in “Ceia“, CRISTO simbolizava em Seu corpo e Seu sangue, a libertação da remissão dos pecados, assim como Israel liberto da escravidão do Egito, e jamais deve ser entendido como um ritual religioso.

Conclui-se bem claro que, as pessoas são conduzidas ao erro por falta de conhecimento, deixando-se levarem por crendices, sofismas, de argumentos capciosos para enganar, dogmas em tradições e doutrinas de homens nas imposições das lideranças eclesiásticas nas igrejas instituições, criando condições nas quais a Palavra de DEUS não requer aos membros em participar do ritual da Ceia.

Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[712,900]

junho 01, 2018

A Igreja, primitiva ontem, e para hoje


Torna-se necessário e indispensável, enquanto temos tempo e o tempo urge, por isso temos de tomar tempo numa decisão expondo a diferença abismal entre, a Igreja de CRISTO textualizada pela Palavra de DEUS [contida na Bíblia], e as igrejas instituições tão difundidas e defendidas pelos tolos dizimistas e manipuladas a bel prazer pelas lideranças eclesiásticas (a imagem ao lado, nada tem a ver em debater política, mas sim, mostrar quem são as lideranças eclesiásticas religiosas que milhares dos supostos cristãos brasileiros tem seguido, cegos e idolatrando).

Por definição do contexto bíblico, a Igreja [ἐκκλησίας (ekklēsias)] é o grupo de pessoas professas em CRISTO reunidas em Seu nome, aqui e acolá, espalhadas pelo mundo, uma assembleia, a congregação de Hebreus 10.25.

Portanto, não se pode denominar (apelidar) um prédio, entre paredes, de igreja, pois, verdadeiramente a reunião é que é a Igreja e não o lugar supostamente santificado em templo, o local onde religiosos confinam seus seguidores para ludibriar, enganar com crendices, sofismas, dogmas, tradições e doutrinas de homens dissolutos, amantes de si mesmos.

A Igreja de CRISTO é a reunião dos filhos de DEUS que acontece em qualquer lugar, assim, quando CRISTO vier buscar a Sua Igreja, virá buscar a congregação de pessoas e não o lugar onde elas estão reunidas.

A Igreja se reúne em qualquer lugar, como a primitiva que se reunia nas casas, nas cavernas, e até em tumbas (neste ínterim por que era perseguida), e assim o devemos fazer, por que CRISTO está onde se reúnem dois ou três em Seu nome[Mateus 18], e como já dito, não por que o lugar é apelidado de "igreja":
  • Paulo quando quis perseguir os crentes foi nas casas, e "Saulo assolava a Igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão" [Atos 8];
  • Paulo fez diversas saudações às Igrejas nas casas, "As Igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Áquila e Priscila, com a Igreja que está em sua casa" [1Coríntios 16];
  • "Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e à Igreja que está em sua casa" [Colossenses 4];
  • "Saudai também a Igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acáia em CRISTO" [Romanos 16];
  • "E à nossa amada Áfia, e a Arquipo, nosso camarada, e à Igreja que está em tua casa" [Filemom 1];
  • Pedro quando preso, na casa de Maria a Igreja orava, e, "considerando ele nisto, foi à casa de Maria, mãe de João, que tinha por sobrenome Marcos, onde muitos estavam reunidos e oravam" [Atos 12].
  • Na descida do ESPÍRITO SANTO, Pentecostes, a Igreja estava em uma casa, e "de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados" [Atos 2];
  • Paulo quando vai para Cesaréia, vai para a casa de Filipe, e "no dia seguinte, partindo dali Paulo, e nós que com ele estávamos, chegamos a Cesaréia; e, entrando em casa de Filipe, o evangelista, que era um dos sete, ficamos com ele" [Atos 21];
  • "E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a JESUS CRISTO" [Atos 5].

Em verdade, pelos textos bíblicos, sem pretextos, as reuniões da Igreja sempre foram na época dos apóstolos, NAS CASAS, e quando eles iam no templo era para anunciar o CRISTO aos judeus, visto que eles não aceitaram o SENHOR, lembrando (aos deturpadores da Palavra) que esse templo é judaico e não cristão, e que os apóstolos ficavam nas escadarias e no pátio dos gentios, nunca no interior do templo;

Ainda que haja muitos templos, estes nada mais são que construções inseridas por Constantino para conglomerar a si a reunião de pessoas, para este fim, a ICAR, copiada pelas filhas bastardas evangélicas, também levianamente, inseriram ao contexto religioso, a imposição da, se e somente se, necessidade obrigatória de apenas encontrar à DEUS no interior destes profanos recintos, locais de comércio e barganha religiosa (os quais são relíquias do passado templo de Jerusalém no qual JESUS "tendo entrado no pátio do templo, expulsou todos os que ali estavam comprando e vendendo; também tombou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos comerciantes de pombas" [Mateus 21], pois quê, é a mesma pratica comercial de hoje nos templos batistas, assembleianos, universais, internacionais, mundiais e todas quantas forem as evangélicas), espíritas):
  • "O DEUS que fez o mundo e tudo que nele há, sendo SENHOR do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens" [Atos 17]
  • "Não sabeis vós que sois o templo de DEUS e que o ESPÍRITO de DEUS habita em vós? Se alguém destruir o templo de DEUS, DEUS o destruirá; porque o templo de DEUS, que sois vós, é santo" [1Coríntios 3];
  • "E que consenso tem o templo de DEUS com os ídolos? Porque vós sois o templo do DEUS vivente, como DEUS disse: neles habitarei, e entre eles andarei; e EU serei o Seu DEUS e eles serão o Meu povo" [2Coríntios 6].

A Igreja é uma Família, da qual, bem ajustada e comprometida com os argumentos divinos, unida, são pessoas contempladas a buscar e adorar a DEUS, em espírito e em verdade, partindo a pão entre si, compartilhando de suas dádivas com os menos favorecidos; estas têm DEUS, DEUS está presente em seus corações.


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

[711,075]