Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 28.mai.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Judá e por quatro, não retirarei o castigo, porque rejeitaram a lei do SENHOR e não guardaram os seus estatutos; antes, se deixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais.
[Ezequiel 20.24,13,16; 2Reis 17.19; Isaías 28.15]
Por isso, porei fogo a Judá, e ele consumirá os palácios de Jerusalém.
[Jeremias 17.27; Oseias 8.14]
Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]

[655,000]

janeiro 16, 2009

Conhecendo a Bíblia – 35ª parte - SOFONIAS

...
SOFONIAS

O Dia do SENHOR

Sofonias era profeta em Judá nos dias do rei Josias. Josias reinou 31 anos. Seu ministério está perto do fim de Judá. Era contemporâneo de Jeremias. Escrito no século VII aC. O conteúdo do livro foi escrito provavelmente antes de 621 aC. O nome de Sofonias significa "O Senhor Esconde", era filho do filho do filho do filho de Ezequias (tetraneto, 1.1).

"o dia do Senhor" é usado mais vezes nestes três capítulos do que qualquer outro profeta nos seus livros.

Assíria já ocupou Israel no norte desde 721 aC, e agora, uns 40 anos antes de Babilônia entra em Judá, Sofonias profetiza aquela invasão (1.1-3). Ele fala dos juízos de Deus sobre as nações vizinhas (2.3-15; quereteus v. 5, filisteus v. 5, moabitas v. 7-11, etíopes v. 12, assirianos v. 13, ninivitas v. 13-15), e sobre a cidade de Jerusalém (3.1-12).

Sofonias pede arrependimento, de buscar ao SENHOR, que é o único caminho de ver a misericórdia de Deus. Sim, Deus tem até preparado um remanescente que servirá Ele na santidade (3.12,13). Isso mostra o Seu desejo de ter o homem O temendo e O obedecendo em amor, com uma vida santa e separada.

A Reforma Religiosa nos Dias de Josias.

Esta reforma foi patrocinada pelo rei Josias, mas com o povo de Judá não foi um avivamento espiritual. A reforma era impressionante externamente, mas internamente não foi tão impressionante. O povo de Judá não foi sincero para com Deus. Leia 2Reis 22.15-20. Esta passagem mostra a insinceridade do povo. Por isso, o juízo de Deus sobre Judá, era inevitável. Só entendendo isto, é que entende o livro.

Do juízo de Deus para a bênção de Deus. Compare 1.2 com 3.20. Deus deu castigo a Judá nos dias daquele tempo, mas a bênção de Israel ainda será pela promessa de Deus. Parece que muitas pessoas pensam hoje em dia do mesmo jeito que as pessoas pensaram daquele tempo passado (1.12).

Pode ver a profecia da abertura do Evangelho para os gentios (3.9-11). O resto do livro (3.14-20) é uma profecia da segunda vinda de Cristo quando vem estabelecer o Seu Reino milenar.
...

Nenhum comentário: