Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 14.abr.2017, Jeremias 18

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na Minha mão, ó casa de Israel.
[Isaías 64.8; 45.9; Mateus 20.15; Jeremias 18.4; Daniel 4.23]
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,
[Jeremias 1.10; 12.14-17; 25.9-14; 45.4; Amós 9.8]
se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também EU ME arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.
[Jeremias 26.3,13; Ezequiel 18.21; Juízes 2.18]

[628,570]

janeiro 11, 2011

E deu Abrão um ‘único’ dízimo...

.
E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo” [Gênesis 14.20].

Há um equívoco pelo qual muitos têm defendido quando questionada a razão dos dízimos, porém, todos sabem que os dízimos foram instituídos por Deus ao povo de Israel nos tempos da lei mosaica, em forma de percentual das colheitas israelitas e para o sustento dos levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros [Deuteronômio 14.22-29]...

E este equívoco se remete a questão de Abrão ter entregue a Melquisedeque “dízimo” do despojo de uma guerra [Gênesis 14]; assim, os defensores dos dízimos em este tempo da graça alegam que os dízimos são antes da lei;

Ora, Abrão deu dízimo de tudo, mas, uma única vez, e novamente é necessário afirmar, produto de uma guerra!

Também é de profunda necessidade em se entender as Sagradas Escrituras e viver o que dEla nos traz sabedoria para entendimento,e não para esperteza; então, entenderemos que Abrão deu um único dízimo ao rei de Salém, e, após passados vários anos, Deus aparece a Abrão e requer, agora sim, que ele (Abrão) ande em Sua presença e seja perfeito, tendo como promessa divina: “E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente” [Gênesis 17]...

... além de que, neste tempo e firmando a promessa, Deus muda o nome de Abrão para Abraão [“E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto”];

Portanto, é equivoco requerer em defesa que os dízimos foram antes da lei mosaica, somente por que Abrão deu um único dízimo, e tão somente, não se pode furtar que Deus fez concerto e promessa a Abrão não por causa do dízimo, mas, sim que Abrão andasse na Sua presença e em perfeição...

... abrindo um parêntese, é interessante como o engano dos dízimos evangélicos aflora, pois que, estão defendendo os dízimos por causa de um único ato isolado de Abrão, requerem que outrem dê dízimos mensalmente e em forma de dinheiro; ora, Abrão deu dízimo de despojo de guerra, e não dinheiro!!

Outro equívoco é defender a validade do dízimo através de Abraão, com a passagem de Hebreus, capítulo 7, mas, em verdade, com esta passagem apenas é mostrada a superioridade de Cristo em relação ao sacerdócio do Antigo Testamento; o objetivo da passagem não é falar sobre a validade ou não do dízimo para os dias de hoje, mas mostrar a superioridade do sacerdócio de Cristo;

É, ainda, interessante o exame da epístola aos Hebreus, principalmente os capítulos 9 e 10, os quais deixam bastante claro que todas as cerimônias do Antigo Testamento foram abolidas com a vinda de Cristo, pois elas apenas tipificavam Aquele que viria, eram sombras da realidade que é Cristo; ou seja, mesmo que Abrão deu um único dízimo e que Deus instituiu os dízimos ao povo de Israel, tudo isto foi abolido com a vinda e morte de nosso Senhor e Salvador!

Ressaltando que, milhares se permitem (por preguiça não buscam entendimento) em serem ensinados a crer na ação dos “dízimos” como forma de agradar a Deus para serem abençoados, infeliz e tolo engano; o início do capítulo 17 de Gênesis demonstra que não é verdade este ensinamento evangélico dizimista, eis pois, o que Deus requereu de Abrão: “... anda em minha presença e sê perfeito”, ou seja, nossa fidelidade a Deus nada tem com relação ao dízimo que Abrão deu ao rei de Salém...

... mesmo porque, Deus não requer fidelidade através de dinheiro, como o SENHOR mesmo diz: “Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos” [Ageu 2.8], e de tudo quanto somos abençoados por Deus é por Sua infinita misericórdia e não porque entregamos dízimos (ou pagamos ou compramos) para ter bênçãos...

... Deus nos tem abençoado sem medida, e, em recompensa pelo trabalho que somos abençoados, não precisamos devolver nada, porque o que recebemos de Deus é para suprir nossas necessidades, nada para mais e nada para menos, e não “há nada melhor para o homem do que comer e beber, e fazer com que sua alma goze do bem do seu trabalho. Também vi que isto vem da mão de Deus” [Eclesiastes 2];

Assim, eis, pois, mais uma verdade sobre aqueles que defendem os “dízimos evangélicos”, são cegos para enxergar que o dinheiro que eles entregam é nas mãos de homens e não na de Deus...: “Maldito o homem que confia no homem”!!


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.
.
___________

6 comentários:

Missionário Barbosa disse...

Irmão James, Toda a glória à Jesus Cristo!
O Verdadeiro e original evangelho de Jesus Cristo é: Ajudai as víuvas, orfãos, os necessitados e pregai o evangelho a toda criatura.
Meu irmão James No livro de Eclesiastes 1.2 fala: Vaidade de Vaidade! diz o pregador, vaidade de vaidade! É tudo vaidade.
Este versículo expressa o tema de Eclesiastes, e, todos os empreendimentos humanos na terra não têm sentido nem propósito quando realizados à parte da vontade de DEUS, fora da comunhão com Ele e da sua obra de amor em nossa vida.
O livro também salienta que a própria criação está sujeita à vaidade e à corrupção.
1- O autor procura aniquilar as falsas esperanças que o povo deposita num mundo, principlamente nos homens e seu dinheiro, posição de destaque totalmente secular. Seu empenho é que o ser humano perceba as sérias realidades do mal, nas igrejas na sociedade etc, da injustiça e da morte, e que reconheçam que a vida, à parte de DEUS, não tem sentido e nem pode levar à verdadeira felicidade.
2- A solução ao problema está na fé e na confiança em DEUS e não em homens carnais com seus deseijos mundanos pecaminosos; DEUS é que dá total sentido à vida; que dá real prazer em viver.
Devemos atentar para além das coisas terrenas, para as celestiais, a fim de obtermos esperança, alegria e paz; Vejam em Eclesiastes 3.12,17; 8.12,13; 12.13,14.

CARLOS HERRERA disse...

Olá ...gostei muito do blog..parabéns..já estou seguindo-o!
cativosporcristo.blogpost.com
Abraços

Georges disse...

James, permita-me um adendo.
Aqueles que defendem ser o dízimo anterior à Lei, devendo ser seguido à risca, deveriam se lembrar também que são anteriores à Lei:
- o sábado
- a circuncisão
- o sacrifício de animais (tanto propiciatórios como de gratidão, vide Noé ao sair da arca)
- comer animais puros e rejeitar os impuros
Pergunto: os dizimistas seguem esses preceitos?

MARY disse...

PAz do Senhor!

olha eu aqui de novo..rss

Infelizmente as pessoas dos nossos dias vivem atormentadas por muitas coisas desse mundo, confusas, atrás de facilidades e felicidade... (por isso seguem o fácil onde hoje tudo se paga para "ter", e nada se faz para "ser". A causa é uma só: o pecado, o distanciamento de Deus, de Sua doutrina e principalmente do seu Espírito.



Os equívocados se amontoam dentro de inúmeras igrejas, (preste atenção que não estou generalizando, pois os que são separados estão saindo lá de dentro e aprendendo que a igreja está dentro de si mesmos), onde há muitas vidas desconexas, sem qualquer sentido espiritual, (vão para não serem chamados de desviados, tem na maioria compromissos com irmãos e não com Deus), congregando multidões, que vagueiam perdidas, implorando ao Deus Altíssimo, que lhes dê as quinquilharias desse mundo, trocando seus míseros dízimos e de peitos estufados e narizes impinados se sentem salvos. Mas nem nisso são ouvidas, tal é a distância em que se encontram. Há quem peça a Deus fama, riqueza e prosperidade mas nem passa pelas suas cabeças, que o espírito das riquezas, não é de cima. E o pecado permanece, porque Cristo não foi recebido em sua glória. E, se não foi recebido, Deus não se afasta, apenas não se aproxima como fez em todas as épocas.



Então qual é o nosso maior problema? O pecado!!!!!!!!!!!! E como podemos vencer o pecado? Oblações? Ofertas? Dízimos? AAAAhhhhh..se fosse tão simples. Continuaríamos a matar rolas e pombinhos; seguiríamos ofertando e dizimando até nas nossas hortaliças, pois queremos nos livrar do pecado não é mesmo?? e assim encontraríamos o caminho da felicidade. Mas, no pecado, Deus não nos ouve. E, se Deus não nos ouvir, estaremos perdidos. E qual é a saída? A saída é Cristo. Mas “eu creio”, dizem. Mas crêem com os lábios; os corações estão distantes, ocupados com os sonhos passageiros.



O que devemos fazer? buscar a Jesus agora. Leia o Novo Testamento cuidadosamente; todos os dias, um ou dois capítulos. Preste bem atenção na Palavra, para encontrar no Evangelho, o Espírito que procuramos. O Espírito Santo. É ele quem te dará forças e o esclarecimento necessário. Jesus é o único caminho. Não há outro. Procure-O, enquanto pode ser encontrado.

Tenho certeza absoluta que a verdade prevalecerá na vida de cada um que O buscar de todo coração..não faça "trocas" com quem deu Sua própria vida para você! É humilhá-LO demais outra vêz!...

Ele quer mais de você: fidelidade, intimidade, caráter cristão, mansidão, pureza de coração, uma vida sem pecados, não é tão dificil assim como o proprio diabo prega que é..uma vida sem pecado é tudo o que Ele quer de você!





Deus abençoe grandemente e que todo entendimento e sabedoria possa inundar a vida daquele que O busca de todo coração!



IDEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!



bjocaaaasss

mary
\o/\o/


P.S - o verdadeiro evangelho de JEsus cristo é Ide, pregai o evangelho a todas as criaturas´!..mas será em vão se nessa atitude do IDE, não tiver sabedoria e conhecimento do verdadeiro amor em Cristo para com o próximo, pois bem sei que é muito fácil fazer "cortesia com o chápéu do outro", quero ver ajudar as viuvas, os carentes, os que precisam crescer em espirito e conhecer Jesus, com o custo do nosso bolso, com o nosso sacrifíco, com o nosso deixar de adquirir algo que queremos tanto, para beneficiar outrem, tirar de nosso corpo a roupa e doar, tirar alimento de nossas prateleiras e abastecer outras casas...isso é irmandade, isso é amar o proximo, não é mérito de ninguem que o faz, isso é compromisso cristão, dever, obrigação...
Não é dificil...tem que nascer la de dentro, pois Deus nunca se afasta, muitas vêzes Ele não consegue se aproximar...

MARY disse...

PAz do Senhor!

olha eu aqui de novo..rss

Infelizmente as pessoas dos nossos dias vivem atormentadas por muitas coisas desse mundo, confusas, atrás de facilidades e felicidade... (por isso seguem o fácil onde hoje tudo se paga para "ter", e nada se faz para "ser". A causa é uma só: o pecado, o distanciamento de Deus, de Sua doutrina e principalmente do seu Espírito.



Os equívocados se amontoam dentro de inúmeras igrejas, (preste atenção que não estou generalizando, pois os que são separados estão saindo lá de dentro e aprendendo que a igreja está dentro de si mesmos), onde há muitas vidas desconexas, sem qualquer sentido espiritual, (vão para não serem chamados de desviados, tem na maioria compromissos com irmãos e não com Deus), congregando multidões, que vagueiam perdidas, implorando ao Deus Altíssimo, que lhes dê as quinquilharias desse mundo, trocando seus míseros dízimos e de peitos estufados e narizes impinados se sentem salvos. Mas nem nisso são ouvidas, tal é a distância em que se encontram. Há quem peça a Deus fama, riqueza e prosperidade mas nem passa pelas suas cabeças, que o espírito das riquezas, não é de cima. E o pecado permanece, porque Cristo não foi recebido em sua glória. E, se não foi recebido, Deus não se afasta, apenas não se aproxima como fez em todas as épocas.



Então qual é o nosso maior problema? O pecado!!!!!!!!!!!! E como podemos vencer o pecado? Oblações? Ofertas? Dízimos? AAAAhhhhh..se fosse tão simples. Continuaríamos a matar rolas e pombinhos; seguiríamos ofertando e dizimando até nas nossas hortaliças, pois queremos nos livrar do pecado não é mesmo?? e assim encontraríamos o caminho da felicidade. Mas, no pecado, Deus não nos ouve. E, se Deus não nos ouvir, estaremos perdidos. E qual é a saída? A saída é Cristo. Mas “eu creio”, dizem. Mas crêem com os lábios; os corações estão distantes, ocupados com os sonhos passageiros.



O que devemos fazer? buscar a Jesus agora. Leia o Novo Testamento cuidadosamente; todos os dias, um ou dois capítulos. Preste bem atenção na Palavra, para encontrar no Evangelho, o Espírito que procuramos. O Espírito Santo. É ele quem te dará forças e o esclarecimento necessário. Jesus é o único caminho. Não há outro. Procure-O, enquanto pode ser encontrado.

Tenho certeza absoluta que a verdade prevalecerá na vida de cada um que O buscar de todo coração..não faça "trocas" com quem deu Sua própria vida para você! É humilhá-LO demais outra vêz!...

Ele quer mais de você: fidelidade, intimidade, caráter cristão, mansidão, pureza de coração, uma vida sem pecados, não é tão dificil assim como o proprio diabo prega que é..uma vida sem pecado é tudo o que Ele quer de você!





Deus abençoe grandemente e que todo entendimento e sabedoria possa inundar a vida daquele que O busca de todo coração!



IDEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!



bjocaaaasss

mary
\o/\o/


P.S - o verdadeiro evangelho de JEsus cristo é Ide, pregai o evangelho a todas as criaturas´!..mas será em vão se nessa atitude do IDE, não tiver sabedoria e conhecimento do verdadeiro amor em Cristo para com o próximo, pois bem sei que é muito fácil fazer "cortesia com o chápéu do outro", quero ver ajudar as viuvas, os carentes, os que precisam crescer em espirito e conhecer Jesus, com o custo do nosso bolso, com o nosso sacrifíco, com o nosso deixar de adquirir algo que queremos tanto, para beneficiar outrem, tirar de nosso corpo a roupa e doar, tirar alimento de nossas prateleiras e abastecer outras casas...isso é irmandade, isso é amar o proximo, não é mérito de ninguem que o faz, isso é compromisso cristão, dever, obrigação...
Não é dificil...tem que nascer la de dentro, pois Deus nunca se afasta, muitas vêzes Ele não consegue se aproximar...

Anônimo disse...

IRMÃO,
JAMES

PARABÉNS! GOSTARIA DE CITAR UM VERSÍCULO EM GALATAS QUE PROVA QUE AQUELE QUE ESTA DEBAIXO DAS LEIS CONTINUA NA MALDIÇÃO, AQUELES QUE TEM O SENHOR JESUS CRISTO COMO UNICO SUMO SACERDOTE ESTÃO LIVRES DE MALDIÇÃO!
10 Todos aqueles, pois, que säo das obras da lei estäo debaixo da maldiçäo; porque está escrito: Maldito todo aquele que näo permanecer em todas as coisas que estäo escritas no livro da lei, para fazê-las.
ENTÃO OS DIZIMISTAS ESTÃO COM A CORDA NO PESCOÇO, PORQUE NÃO ADIANTA CUMPRIR SOMENTE UMA LEI, SENDO QUE AS LEIS SÃO MAIS DE 500...
FUI ENGANADA POR MUITO TEMPO, HOJE EU TENHO FEIO O QUE JESUS ME ORDENOU, PRIMEIRO AJUDO AQUELES QUE NÃO TEM CONDIÇÕES DE COM PRAR NEM REMÉDIO E TEM QUE FICAR NAS FILAS DE POSTOS DE SAÚDE, SE SOBRAR VOU AJUDAR AQUELES QUE SÃO MEUS IRMÃOS EM CRISTO JESUS QUE REALMENTE NECESSITAM, JAMAIS DAREI O MEU DINHEIRO PARA QUALQUER CONTADOR DE VANTAGEM EM CIMA DE UM PULPITO QUE TRABALHA NO MÁXIMO 3 VEZES POR SEMANA.