Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.jun.2017, Hebreus 4

Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, JESUS, FILHO de DEUS, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
[Hebreus 6.20; 1.2-3; 8.1; 9.24; 10.12]
Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
[2Coríntios 5.21; João 8.46; Hebreus 7.26; 2.17-18]
Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
[Efésios 3.12; Filipenses 4.6-7; Êxodo 25.17-22; Levítico 16.2; 1Crônicas 28.11]

[659,985]

janeiro 09, 2012

A igreja que está em sua casa

A Palavra de Deus nos testifica sobre as diversas oportunidades que Jesus esteve em lares, fazendo visitas, curas, ensinamentos;
E, não podendo nos fazer de rogados que Seus apóstolos também assim procederam, inclusive por diversos relatos que os santos homens de Deus, ascenderam com testemunhos da ekklēsia (Igreja) reunida nos lares (ou nas casas) daqueles que professam a Cristo como Senhor e Salvador;

- “Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e a igreja que está em sua casa” [Colossenses 4];
- “E a nossa amada Afia, e a Arquipo, nosso camarada, e a igreja que está em tua casa” [Filemon 1];
- “As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Áqüila e Priscila, com a igreja que está em sua casa” [1Coríntios 16];
- “Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acáia em Cristo” [Romanos 16];

Há uma constante preocupação daqueles que vivem pela simplicidade do evangelho, em visualizar uma só Igreja, baseada nos preceitos do ensinamento de Cristo através da Palavra de Deus (constante pela Bíblia), onde pela unção do Espírito Santo, a Igreja de Cristo se estabelece nas localidades, sem placas, não distorcida em denominações, entretanto, firmada nos lares (ou locais amplos), por todos os que professam o nome do Cordeiro de Deus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso.

Porquanto, busquemos o entendimento pela unção do Espírito Santo, a essência para que os crentes reconheçam o plano divino da redenção [“E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis” - 1João 2].

O que seríamos sem a presença Espírito Santo neste mundo?? Nada! Sem a bendita presença do Santo Espírito não haveria nem a criação, o que diremos de nosso entendimento de qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus!!

E, é neste sentido que o Espírito Santo também age naqueles que buscam entendimento, que buscam em entender o plano de Deus, e, portanto, não se permitem em se fazer presas de doutrinas e tradições de homens (religiosos, pastores e bispos evangélicos, em especial os que são fundadores de 'igrejas' de placas e usam de títulos, aliás, títulos são coisas pessoais, e não objeto de se tentar reprimir ao próximo)...

E diante tudo o que é apresentado, o maior engodo que se faz presente ao longo dos últimos séculos, diz respeito a “igrejas” de pedras (ou tijolos) com seus templos, ditas, igrejas evangélicas e católica, ou instituições religiosas com placas de igrejas, por que, grande parcela da humanidade está acostumada a estas construções como que lugares santos, o que é um terrível e maligno engano.

Em o Novo Testamento não há uma única referência que estes lugares religiosos sejam a vontade de Deus para a santa e imaculada Igreja, a Noiva do Cordeiro.

A simplicidade do evangelho afirma que estes locais (“igrejas” de pedras ou tijolos, com seus templos, ditas, igrejas evangélicas e católica, ou instituições religiosas com placas de igrejas) não são bíblicos e transmitem ao mundo um equivoco, transfiguram a mensagem da cruz em sacrifício de tolos, norteiam o entendimento bíblico em troca de dinheiro;

Mas, Mateus 16, testifica que o Senhor Jesus edificou Sua Igreja, santa, pura, pois, os santos são pessoas que professam a Cristo como Senhor e Salvador; e em nenhum relato bíblico afirma que Cristo ordenou a construir prédios religiosos, porquanto, lugares comuns (como as instituições religiosas com placas de igrejas) não são santos, jamais serão!!!

Dar valor aos edifícios com placas de ‘igrejas’ é hipocrisia, um empecilho ao evangelho, e em especial, os que os lideram dizendo ser lugares santos!!


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.


.
[187450]


2 comentários:

Rafael de Oliveira disse...

Para que saibas a Igreja de Deus, não são contruções arquitetônicas (prédios, casas alugadas, espaço público...) a Igreja somos nós. Qual lugar pode se constituir como Igreja sem o ser humano? E aquele Jesus não o conhecemos mais daquele modo, material, mas em espírito.

Antonio Batalha disse...

Irmão vim fazer uma visita ao seu blog, li algumas coisas, e dou graças a Deus pelo seu empenho em proclamar a bendita Palavra. Quero porém deixar algo mais do que um simples comentário. Quero deixar estas palavras: Que escreva sempre com humildade, de todo o coração, e com muito amor, escreva principalmente as verdades vividas na sua vida, porque eu creio que o seu alvo e o meu é sermos úteis, e atingirmos o coração dos que lêem. Aproveito para fazer um convite. gostaria de te-lo como meu amigo virtual na Verdade que Liberta. As minhas saudações em Cristo Jesus.