Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[676,340]

março 09, 2013

A importância do templo para o desigrejado

[317620]

   O significado que devemos ter do templo, a sua importância, em o Novo Testamento, que abrange após a crucificação e ressurreição de nosso Senhor e Salvador, dever-se-á ser considerada no contexto do que o templo simbolizava no Antigo Testamento (até a crucificação de CRISTO).

Em muitos contextos bíblicos, através dos profetas e até do próprio Senhor JESUS, foi à censura ao uso indevido do templo [João 2.13-17; Mateus 21.12,13; Mateus 24.1,2; Marcos 13.1,2; Lucas 21.5,6];

Muito embora, o contexto de Atos 2.46 afirmarem que os discípulos iam ao templo, é imprescindível crer que eles não entravam dentro daquele, e sim, ficavam nas partes externas ensinando a doutrina de CRISTO; aliás, por sinal, nem os próprios judeus, seguidores do judaísmo entravam!

O contexto do Antigo Testamento dava ênfase de que o templo de Jerusalém era a morada, a “casa” do SENHOR, o único lugar legítimo onde todos os judeus (israelitas) deveriam oferecer seus sacrifícios e holocaustos, e certamente davam os dízimos de todo o fruto da sua semente, que cada ano se recolhia do campo.

E, perante o SENHOR, no templo de Jerusalém, comiam os dízimos do grão, do mosto e do azeite, e os primogênitos das vacas e das ovelhas; e assim aprendiam a temer ao SENHOR todos os dias.

E quando o caminho era tão comprido que os não podiam levar, por estar longe deles o templo; então vendia-os, e atando o dinheiro na mão, iam ao templo; e aquele dinheiro davam por tudo o que deseja a alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que pedia alma; come-o ali perante o SENHOR, e alegravam-se, eles e as suas casas;

Porém não desamparavam o levita que estava dentro das portas; pois, não tinham parte nem herança com os israelitas.

Ao fim de três anos tiravam todos os dízimos da colheita no mesmo ano, e os recolhiam dentro das suas portas;

Então vinham o levita (pois nem parte nem herança tem com eles), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das portas, e comiam, e fartar-se-iam; para que o SENHOR os abençoava em toda a obra que as suas mãos fizessem [Deuteronômio 14].

Entretanto, o próprio Senhor JESUS afirmou que aquele templo (a “casa” do SENHOR, símbolo da presença de DEUS entre o seu povo) seria derribado e não ficaria pedra sobre pedra [Lucas 21; Marcos 13];

A crucificação, morte e ressurreição de CRISTO deu ênfase de que os cultos de adoração a DEUS transferiu-se do templo para o próprio Senhor JESUS CRISTO;

É ELE, CRISTO, e não o templo, quem agora representa a presença de DEUS entre o Seu povo (Israel e gentios);

ELE é o Verbo de DEUS que se fez carne [João 1], e nELE habita toda a plenitude de DEUS [Colossenses 2];

O próprio JESUS declara ser ELE o mais adequado templo [João 2]; mediante o Seu sacrifício na cruz, ELE cumpriu todos os sacríficos que eram oferecidos no templo [Hebreus 9.1; 10.18];

JESUS em Sua fala à mulher samaritana, declarou que a adoração “dentre em breve” (após Sua ressurreição) seria realizada não num prédio específico, mas “em espírito e em verdade”, onde as pessoas verdadeiramente cressem na verdade da Palavra de DEUS e recebessem o ESPÍRITO de DEUS por meio de CRISTO e não por que estarem num lugar para adoração.

E é por certo que, como os pastores evangélicos recolhem dízimos e ofertas, deveriam, se tivessem temor e honra a DEUS, enviar tudo quanto recebem ao templo (ou muro) de Jerusalém, afinal, ele representava a presença de DEUS no meio de Seu povo!!!


Porque dEle e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


Este texto corrobora com MIDIA GOSPEL

.

5 comentários:

Sem palavras! disse...

Mc 11.15,17: E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derribou as mesas dos cabistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
E os ensinava, dizendo: Não está escrito: A minha casa será chamada por todas as nações casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões.
Jesus Cristo, ao expulsar aqueles que compravam e vendiam no templo, manifesta seu zelo pela genuína santidade entre os que dizem adorar a Deus; Lc 19.45.
Jesus deixa bem claro que a casa de Deus existia para ser "casa de oração", um lugar onde o povo de Deus pudesse ter um encontro com Ele na devoção espiritual, na oração e na adoração.
Ali era um templo, mas na peregrinação de Jesus no seu evangelho, sempre Ele encontrava com seus fiés seguidores em vários lugares para reunir e adorará-lo.
Jesus não menciona ora alguma que devem reunir em templos de paredes.
Jesus disse onde estiver dois ou mais reunidos em meu nome lá Eu estarei.
Mas neste caso aí, Jesus dizia sobre os que estavam no templo e que os seus líderes deixavam e à fazia de comércio, sendo assim Jesus disse que ela não deve ser profanada como meio de autopromoção social, lucro financeiro, diversão ou show artístico.
Sempre que o templo que reunem é usada por pessoas de mentalidade mundana, ela torna-se um " covil de ladrãoes."
O objetivo de Jesus é indnação de pessoas que reunem neste lugar, onde fazem do lugar covil de ladrões.
Sendo que esta repreenção de Jesus, continua fortemente nas igrejas de hoje, que se tornaram casa de covil de ladrões.
Jesus Cristo não tinha lugares
certo para reunir seu povo, era em qualquer lugar.
Devemos adorar a Deus em espírito e em Verdade em qualquer lugar, e sempre estar-nos cheios do Espírito Santo andar no espirito contantemente, e Deus está em todo lugar, é só buscá-lo.

SOMOS COMO O VENTO disse...

Sim irmão SEM PALAVRAS, concordo contigo e com o amado James e complemento com uma questão em relação ao verdadeiro Templo na ocasião da expulsão dos cambistas como está registrado no LIVRO DE URÂNTIA, Jesus disse APONTANDO para si mesmo que era o templo do Pai:

(1895.2) 173:5.4 Depois de contar essa parábola, Jesus estava a ponto de despedir a multidão, quando um crente comiserado, abrindo caminho por entre os grupos, até chegar a ele, perguntou: “Mas, Mestre, como saberemos sobre essas coisas? Como estaremos prontos para o convite do rei? Que sinal tu darás para que saibamos que és o Filho de Deus?” E quando o Mestre ouviu isso, ele disse: “Apenas um sinal vos será dado”. E então, APONTANDO para o PRÓPRIO CORPO (letra maiuscula minha), ele continuou: “Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei”. Mas eles não o compreenderam e, enquanto dispersavam-se conversaram entre si, dizendo: “Este templo está sendo construído há quase cinqüenta anos, e ele ainda diz que o destruirá e o reconstruirá em três dias”. Mesmo os seus apóstolos não compreenderam o significado dessa afirmação, mas, posteriormente, depois da sua ressurreição, eles recordaram-se do que Jesus havia dito.

Sem palavras! disse...

Meus irmãos, James, e somos como o vento.
Está bem claro nas Escrituras o que o apóstolo Paulo disse: em Atos 7. 47,48: E Salomão lhe edificou casa; mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta:
o céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso?
Mas os líderes de denominações insitem em dizer que o templo e denominações é o lugar único de reunir os cristãos.
É uma lavagem cerebral meus irmãos!
Tão certamente como Deus tinha um padrão para o tabernáculo segundo o antigo concerto, Deus tem um padrão para sua igreja segundo o antigo concerto. Os apóstolos do NT não resolveram de modo arbitrário e aleatório como a igreja seria constituida,, porque o Pai e o Filho, mediante o que o Espírito Santo registrou nos Evangelhos, nos Atos dos Apóstolos, nas Epístolas e nas cartas às sete igrejas Ap 2.3, estabeleceu o padrão apóstolico para a igreja.
Veja o que deu nas igrejas primitivas de paredes do passado e as consequencias que vem dando as igrejas de paredes atual ao decorrer dos tempos, uma Verdadeira bagunça, e carnalidade total, e corrupção financeira, sendo que algumas igrejas primitiva do passado se salvaram destas corrupções do original evangelho de Jesus, mas a maioria delas eram pervertidas, como as de hoje.
Quantas vezes Paulo teve que mandar cartas as igrejas para repreendê-los, e ir até elas.
Por gentileza leiam às sete cartas do Apoclaipse.
Infelizmente, depois da era apóstolica, a igreja, com seus líderes passaram à ser pior, começou a apartar-se da revelação divina e a modificar o padrão celestial de Deus ao acomodar-se às culturas e à organização denominacionais, conforme as sua próprias ideias humanas e terrenas. O resultado tem sido a proliferação de padrãoes de caranalidade, doutrinas da Nova Era,corrupções e padrões humanos impostos à igreja por seus líderes.
Para a igreja de Jesus Cristo experimentar novamente a totalidade do plano, poder, favor e presença de Deus, deve deixar de seguir seus próprios caminhos que é guiados por homens líderes evangélicos carnais mundanos, e voltar a adotar o padrão apóstololico do NT como a norma perpétua de Deus para ela.
Os templos são simples paredes. Mas falo é de homens e mulheres, e líderes evangélicos maléficos que frequentam estes lugares e que estão corrompendo e contaminando este lugar com paixões carnais humanas do mundo, e que estão fazendo os templos de comércio e enagno com doutrinas falsas a muitos e dizem que é um lugar de adoração à Deus.
O que estamos vendo é: O povo de Deus se desviando de Jesus e da sua Verdadeira Palavra de salvação e vida eterna, é por isto que a igreja do Deus Vivo se encotra enferma.
Recusam a dar ouvido à voz do Espírito Santo, e escultam a voz dos homens carnais e estão andando juntos com eles para a perdição.
Isto é o que está acontecendo.
Mas as igrejas denominações com seus líderes carnais, incorrerão no juízo divino: O reino lhes será tirado; Rm 11.20-22; Ap 2.3.

REUNIDOS EM NOME DO SENHOR JESUS disse...

Caro irmão James

O entendimento está correto, pois agora somos o corpo de Cristo Jesus, osso do seu osso e carne da sua carne e a glória de Deus, Jesus, brilha na igreja, sem a igreja, que são os escolhidos não há o brilho de Cristo Jesus.
Outra coisa que devemos sempre lembrar os irmãos, que Jesus Cristo era Israelita da tribo de Judá, segundo a carne, pois Ele é o verdadeiro Deus, o Deus revelado.
Temos sempre que lembrar que Jesus é o próprio Deus manifesto. O Deus que se humanizou, pois no principio o Homem caiu dainte de Deus, na incredulidade não crendo que o Senhor cumpriria aquilo que foi dito, que da árvore do conhecimento do bem do mal não deveria comer. Pois bem este Deus diante do qual o homem caiu no pecao, o Deus que não se mostrava, agora vem na semelhança do homem para reconciliar o pecador, o homem caído diante Dele.
Jesus o verdadeiro Deus e a vida Eterna.

abraços a todos os irmãos em Cristo Jesus.

theoz disse...

caro amigo desigrejado....convido o a participar da nossa comunidade no facebook

"Seguir a Jesus sem Religião" Temos um arcenal de argumentos...
http://www.facebook.com/VerdadeReoculta?ref=hl