Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 22.mai.2017, Amós 3

Certamente o SENHOR JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado o Seu segredo aos Seus servos, os profetas.
[Gênesis 6.13; 18.17; João 15.15; 1Reis 22.19-23; 2Reis 3.17-20]
Bramiu o leão, quem não temerá? Falou o SENHOR JEOVÁ, quem não profetizará?
[Jeremias 20.9; Atos 4.20; Amós 1.2; Jó 32.18-19]

[653,745]


março 18, 2011

Igreja física, igreja local, igreja nos lares, e a Igreja de Cristo

.
O ensinamento bíblico em exaustão afirma, exorta, admoesta, o que disse Jesus com relação a Sua Igreja, que Ela não seria subjugada, nada a abalaria (porque é firmada na Rocha, Jesus), que é orgânica, sem mancha, é a noiva de Cristo, fiel, visível aos olhos de Deus, composta pelos filhos do Reino divino que são aqueles que professam o nome do Cordeiro sobre a face da terra:

Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” [Mateus 16]... é fundamental entender que a “pedra” a qual Jesus se refere, é Ele próprio, e não Pedro ou aquelas que colocam no chão quando se vai construir um templo religioso...

... mesmo porque, “Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” [Efésios 5].

Há, porém de ressaltar que, sou conhecedor que existem lugares que se intitulam “igreja” praticando aquilo que seja o intuito do evangelho, o anúncio da salvação na pessoa de Jesus Cristo, através da pregação da Palavra de Deus; entretanto, não posso dar valor ao “local” da reunião, que impropriamente é chamado de “igreja”, é preciso sim, dar toda honra, toda glória, todo louvor ao SENHOR que nos resgatou das garras malignas, e nos faz SER Sua Igreja, o povo de Deus reunido sobre a face da terra, independente que seja num mesmo “local” que comumente é chamado de “igreja”...

... ou seja, o local físico ou geográfico não se faz de importante, porém, a insistência e perseverança em se reunir em nome de Jesus, a essência de viver em novidade de vida, sendo luz nas trevas, sendo testemunhas do amor de Cristo e levando as Boas Novas de salvação até os confins da terra [Atos 1], isto sim, é do agrado do coração de Deus!!!

Desta forma, nos sentimos, os que vivem pela Verdade que liberta, desvinculados de tudo aquilo que faz referência a vontade humana; nos retiramos das “instituições religiosas” (tanto faz serem evangélicas ou católicas, ou qualquer outra coisa que pertença ao “sistema religioso”); nos fizemos, pela vontade e graça de Deus, servos e prisioneiros de Cristo, e também fomos libertos das amarras de homens corruptos de entendimento [“ por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas” – 2Pedro2];

E como me retirei das “instituições religiosas” (que chamam de “igreja”), não justifica a ninguém querer me rotular como rebelde para com Deus ou insubordinado a sã doutrina, pois que, persevero em ser fiel a Palavra de Deus, precavendo-me dos rudimentos do mundo, cultivando e divulgando a comunhão fraternal, e para isto, tanto eu, como outros, nos reunimos em qualquer lugar, mas por fundamento em o nome de Jesus [Mateus 18.20], e, em especial em nossos lares (nossas casas), pela mesma maneira que nos exortam e corroboram relatos bíblicos (dentre outros tantos):

- “Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia e a Ninfa e à igreja que está em sua casa” [Colossenses 4];
- “E lhe pregavam a palavra do Senhor, e a todos os que estavam em sua casa” [Atos 16];
- “E aconteceu que, indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa” [Lucas 10];
- “As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Áqüila e Priscila, com a igreja que está em sua casa” [1Coríntios 16];
- “Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Acáia em Cristo” [Romanos 16];
- “E à nossa amada Afia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa” [Filemom];
- “E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa” [Lucas 19];
- “E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão” [Atos 8];

Entretanto, o correto questionamento não está no porque de nos reunir em nossas casas, pois, esta maneira de reunião faz parte da vontade divina para a Igreja;

O correto em se afirmar ou questionar é o quando houve o beneplácito de Deus para que fossem feitas reuniões de forma adversa a Sua vontade; pois que, quando se negligencia os fundamentos de Deus para a união e em ser a Igreja, estar-se-á distanciando de todos os preceitos bíblicos, mesmo porque, a Palavra de Deus afirma que, “Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito” [Lucas 16], e, definitivamente, o relato de Lucas não faz referências as contribuições que sejam feitas as “instituições religiosas” que chamam de “igreja”.

Há algumas objeções que é preciso ser demonstrado em relação a muitas das “instituições religiosas” com nome de “igreja”, ou igrejas físicas de tijolos, ou igrejas locais em templos de tijolos, porque, muitas de suas atuações não condizem com o ensino bíblico, portanto, não percorrem de encontro da vontade de Deus para Sua Igreja, quais sejam:

As “instituições religiosas” chamadas de “igrejas”, precisam entender a Grande Missão que Jesus nos incumbiu [Mateus 28], ou seja, ir além das paredes dos templos, são necessários os adventos de nosso Bom Pastor, e qual seja?? Que sejamos sal e luz para os que estão no mundo (ou do lado de fora dos templos); não se pode permitir que se fique de braços cruzados ou batendo palmas nos cultos, sentados em bancos, esperando que as pessoas venham ao templo, a ordenança de Jesus é para que se vá de encontro a elas (aliás, não é contribuindo nas “instituições religiosas” para fazer missões que se estará cumprimento a ordenança divina);

As “instituições religiosas” chamadas de “igrejas”, firmaram o “domingo” como o dia “oficial” e especial para os “cultos de adoração”, coisa que foi instituída por Constantino (herança do “Cristianismo”), mas, em verdade, devemos oferecer nosso culto racional a Deus todos os dias; além de que, na maioria destes locais, instituíram os cânticos musicais como “adoração”, e isto não é verdade, isto está se tornando idolatria as músicas!!

E outra, por conta das “instituições religiosas” chamadas “igrejas”, milhares as tem abraçado como fé, e infelizmente, não abraçam apenas ao Senhor Jesus em fé; assim como, se utilizam de contribuições em forma de dinheiro (o que, em geral, é falado em todos os cultos) como obediência a Deus, sendo a forma humana, religiosa, de misericórdia e fé!!

Não podemos ainda, deixar de ressaltar que, por conta das mazelas das “instituições religiosas” chamadas de “igreja”, encontramos vários dizendo que é necessária uma possível reforma da “igreja”; que o amor está se esfriando nos antros da “igreja”; que é necessário um avivamento da “igreja”; porém, tudo isto não passa da necessidade espiritual das criações humanas (ou, das “instituições religiosas” chamadas de “igreja”) que realmente precisam de tudo que aqui foi exposto, mesmo porque, a “Igreja de Cristo” é firmada na Rocha e as portas do inferno não prevalecem contra Ela; mas, muitos dos membros são em verdade, os que precisam de uma reforma, de um avivamento, de recapitularem o primeiro amor...

As “instituições religiosas” chamadas de igreja física de tijolos, igreja denominacional local, como são criadas pelos homens, são apenas locais onde se reúnem pessoas, boas e más; não possuem a autoridade de Deus; são prédios de tijolos onde não é habitação de Deus; suas reuniões têm a mesma importância (ou algumas até menos) que as que simplesmente se realizam nas casas, sendo que, nas reuniões em casas não se pratica liturgia como nos templos religiosos (como a supremacia da figura de um homem central que se acha superior aos outros, a desigualdade em prepotência de alguns em relação a outrem, o desfile de supostas bênçãos)!!!

E é conforme este relato, que temos notado que, através de vários comentários (alguns até se estarrece de ler, os evangélicos fazem afrontas, adicionam adjetivos pejorativos, sem contar das burrices) desvirtua-se de forma a especulação quanto ao que seja a referência e verdade que o SENHOR dá em conotação do que seja a Sua “Igreja” propriamente dita, porque a Igreja de Cristo não se firma em nomes ou em aglomerações aqui ou acolá, mas, Ela é firmada no poder de Deus sobre a face da terra!!

Então, assim sendo, pelo ensino bíblico, concluir-se-á que, a Igreja de Cristo são o povo de Deus, e este povo está espalhado sobre a face da terra, donde Sua morada e localização são celestiais; e nesta vida material, este povo se reúne COMO Igreja em diversos locais, e, portanto, estes locais não são a “Igreja”, mas, endereços geográficos de reunião daqueles que são a “Igreja”, tais como, as reuniões em nossos lares!!


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


__________
.

8 comentários:

Paulinho Adorador disse...

Paz e Graça querido,

Excelente texto que mostra a realidade do que vivemos nestes últimos dias. Parabéns!!!!

Que Deus continue te abençoando e usando.

Peço permissão para postar seu texto no meu blog (http://paulinhoadorador12.blogspot.com); claro que com a devida citação.

James disse...

.

Graça, e paz, e amor vos sejam multiplicados.


Irmão Paulinho Adorador,

Por certo!! Eis que tudo quanto aqui apresentamos é para honra, glória e louvor ao nosso Deus Criador...

Aliás, não me preocupo com plágio, ou que copiem os textos (mesmo porque, meus textos são vinculados a Bíblia, ou seja, a Palavra não é minha, mas de Deus), e que, sabemos que tudo quanto fazemos é para engrandecer o reino de Deus e desmascarar os religiosos de plantão, porque o importante é que o povo que se diz de Deus tenha os olhos abertos e se libertem das amarras do sistema religioso e sirvam a Deus e não a homens!!

Deus o abençoe e aos seus ricamente, e por sua rica visita ao nosso humilde blog.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


Fraternalmente,


irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Blog "Adoradores em Casas"
Orkut "Adoradores em Casas"
Facebook "Adoradores em Casas"
Twitter “Adoradores em Casas”


...
..
.
.

Nike disse...

Irmão James, se o irmão não congrega em igrejas físicas alguma razão vc tem e respeitamos.
Se é feliz assim amém!
O importante que o Nome de Jesus Cristo seja anunciado, para salvação dos homens perdidos neste mundo trevas.
James tú és um vaso precioso para Jesus Cristo.
Deus te abençõe meu irmão!

Anônimo disse...

IRMÃO JAMES,

SOU LEITORA ASSIDUA DO SEU BLOG, POIS DEFENDEMOS OS MESMOS IDEAIS.

GOSTARIA DE SOLICITAR SUA AJUDA EM ORAÇÃO, POIS TENHO ENFRENTADO MOMENTOS DIFICEIS NO TRABALHO E ESTOU SEM SABER O QUE FAZER.

AGRADEÇO PELA ATENÇÃO.

CLEUSA MANTOVANI

Paulinho Adorador disse...

Caro Irmão James,

Muito obrigado e que Deus continue te usando.

mary disse...

Paz do Senhor

Ola James..
Tem muitos irmãos perdidos dentro de "igrejas"..e aí vem alguém e pergunta: é possivel estar perdido dentro da igreja? e a resposta é SIM!!! É!!!..

A classe de perdidos dentro da igreja, refere-se não somente aquele que faz coisas as escondidas e pensa que ninguém vÊ..não é dessas pessoas as quais me refiro mas digo, aquelas presas a dogmas, regulamentos, normas, compromissos que permeiam não a Palavra de Deus, mas aos interesses próprios, mecantilismos ou apenas status, onde existe uma hierarquia que o pobre la dentro continua sempre do mesmo jeito, pobre de espírito, de conhecimento, de vontades, e continua pobre, pois tem preguiça de buscar a verdade!

Não cresce, não aprende, não se espelha em Jesus, mas em homens, em modismos, dentro da "onda", está dentro da igreja e está perdido, porque nem sabe ao certo o que significa "ser igreja"..

Esse seu texto James, traz consigo também, aquela palavra em Marcos 10:17a25, que diz, que aquele jovem rico cresceu dentro de preceitos e normas, sem conhecer verdadeiramente o Senhor..
Mas Jesus o amou da mesma maneira, quando disse: ("Tu sabes os mandamentos")...mas não era isso que era preciso e necessário..(assim como muiiiitos o sabem ao pé da letra), mas, se nossa preocupação primeira fosse amar a Jesus como Unico Salvador, automaticamente seríamos incapazes de fazer algo que O magoe.

Portanto, é possível de alguma maneira cumprir normas sem amar Jesus, mas é impossível amar Jesus e deixar de cumprir a Sua Palavra.

..e enquanto não O amar de todo coraçao, Ele não aceitará nada de nós, não adianta guardar mandamentos, cumprir normas, obedecer regulamentos; bater cartão na igreja, seguir dogmas..se não amá-LO, se Ele não for o centro de nossas vidas!!!!..nada disso terá sentido e continuaremos com essa horrível sensação, com esse vazio na alma, por uma busca incessante por nos sentirmos perdidos..

Podemos fazer uma coisa: tirar do coração o amor às coisas deste mundo, colocá-LO como o centro de nossas vidas, então, vá e siga-O.

A Bíblia diz que o jovem, ("...pesaroso desta palavra, retirou-se triste...") (Marcos 10:22).

Que tragédia! Estava mais pronto a guardar mandamentos do que amar o Senhor Jesus. Por quê? Talvez porque é mais fácil aparentar que se é bom do que entregar o coração a Deus.
Porque muitos ainda, depois de tanto tempo ainda continua agindo desta maneira.

Que Deus o abençoe e derrame sobre sua vida unção de amor, paz e sabedoria!

Mary
\o/\o/
Paz do senhor!

Silvinha disse...

Graça & Paz irmão James! muito bom e esclarecedor esse post, praqueles que tem preconceito com o modo com que nos reunimos.

só 2 comentários:
1) vc sabia q existe uma denominação não pentecostal chamada "Igreja de Cristo"? tenho amigos que são dessa denominação, que não é nova, já existe há muitos e muitos anos;

2) o que é então a adoração pra vc? pergunto pois vc comentou que os cânticos iniciais das reuniões não podem ser chamados assim; particularmente entendo que eles são parte da nossa adoração à Deus e não a adoração em si. o que o irmão pensa a respeito? gostaria que por gentileza, você respondesse lá no meu blog (que vincularei aqui), pode ser?

obrigada desde já!

James disse...

.

Graça, e paz, e amor vos sejam multiplicados.


Irmã Silvinha,


Certamente, a chamada “igreja” ou “sistema religioso” vem ao longo dos anos sendo promulgada através do ensino que distancia o “homem” de Deus e o aproxima das coisas desta vida material...

Outrossim, quanto ao vosso questionamento:

- vc sabia q existe uma denominação não pentecostal chamada "Igreja de Cristo"? tenho amigos que são dessa denominação, que não é nova, já existe há muitos e muitos anos;

Agradeço-te pelo esclarecimento, já fiz um alerta no blog.

- o que é então a adoração pra vc? pergunto pois vc comentou que os cânticos iniciais das reuniões não podem ser chamados assim; particularmente entendo que eles são parte da nossa adoração à Deus e não a adoração em si. o que o irmão pensa a respeito?

Adorar a Deus, ou nossa adoração a Deus, não se firma pela liturgia que encontramos nas “igrejas templos”, pois, o que eles fazem não tem respaldo bíblico, o verdadeiro adorador, o qual é procurado por Deus, é aquele que adora em espírito e em verdade, e não por cantar músicas com letras que falam Jesus, Deus, etc... e como eu disse no texto e nos ensina a sã doutrina, devemos apresentar nossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o nosso culto racional [Romanos 12]; portanto, não contemplo pela Palavra de Deus que cantar músicas que na letra falam de Jesus sejam parte da adoração;

Os “cânticos espirituais” ressaltados pela Bíblia são diferentes dos que encontramos nas “igrejas templos”, porque, eles usam, como eu disse, “cânticos musicais”, são músicas como outra qualquer, é barulho, gritaria, pula-pula, ou seja, quando meditamos nos “cânticos espirituais” notamos que eles são mais que simples músicas; nossa adoração, quando estamos juntos, diz Efésio, “Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração” (faço referência que Paulo nos ensina “cantando” no coração).

Aliás, no sentido das músicas e cantoria, a Palavra de Deus nos traz algumas advertências:

Afasta de mim o estrépito dos teus cânticos; porque não ouvirei as melodias das tuas violas” [Amós 5];
Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim” [Mateus 15].

Deus a abençoe e aos seus ricamente.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


Fraternalmente,


irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Blog "Adoradores em Casas"
Orkut "Adoradores em Casas"
Facebook "Adoradores em Casas"
Twitter “Adoradores em Casas”


...
..
.

.