outubro 11, 2010

Conhecendo da Igreja Local...

Estivemos a pouco tempo (com nosso irmão Luis Paulo), em torno de uma discussão saudável, firmada na fraternidade entre irmãos (perguntas e respostas) e em especial, alertando sobre a necessidade da Igreja Local, a união de todos aqueles que professam o nome do Cordeiro sobre a face da terra, independente do local [Mateus 18.20] para o qual ela (reunião de irmãos em Cristo) está reunida [1Timóteo 3.15];

E importante lembramos com relação as interpretações, que muitas das coisas que encontramos, é de cunho humano, por isso, nos ensina a sã doutrina bíblica que é necessário confrontar tudo o que encontramos com as Sagradas Escrituras; lembremos dos irmãos de Beréia [Atos 17.11];

Nossa geração necessita se permitir em entender através dos ensinamentos de Cristo, o quão é importante SER Igreja, e não como as instituições religiosas estão ensinando, em IR a igreja...

... isto é uma grande, uma enorme diferença!

Há um abismo entre o SER Igreja ensinado por Cristo e o IR a igreja ensinado pelos homens!!

O irmão Luis afirma que antes só conhecia a "Igreja Local" de Witness Lee (e como diz: o que acaba sendo mais uma denominação, pois é uma organização religiosa como qualquer outra); depois buscando na internet, por um acaso, encontrou um site (www.estudosdabiblia.net) onde um irmão por nome Dennis Allan traz muitos estudos interessantes que o ajudaram muito, e embora ele defenda a idéia de igrejas locais, não tem nenhuma ligação com os ensinamentos de Witness, e também um outro irmão do site "o que respondi" e este último também defende a idéia de igrejas locais sem vínculo com Witnnes Lee.

E assim, questiona:

(1) Qual é a impressão que o irmão tem deles? Pergunto isto, por que me parece que há uma certa divergência, por exemplo, o Dennis Allan crê que não haverá milênio nem grande tribulação após o arrebatamento e não que nos dons espirituais operando nos nossos dias, o que é diferente do site "o que respondi".

jesusomaioramor - É sempre necessário buscarmos conhecimento bíblico, e a internet é uma ótima ferramenta neste sentido (mas, devemos ser cautelosos), sempre nos respaldando na Palavra de Deus que nos exorta a examinarmos tudo, retendo o bem [1Tessalonicenses 5.21];

Porém, são imprescindíveis termos consciência de que o entendimento da vontade e Palavra de Deus, é somente pela ação do Espírito Santo [1João 2.27], portanto, devemos buscar de Deus o entendimento, sempre em orações, jejuns e meditando e estudando as Sagradas Escrituras;

(2) As convicções divergentes de interpretação da Palavra de Deus não acaba gerando uma certa divisão no Corpo?

jesusomaioramor - As divergências em torno da Palavra de Deus sempre irão existir entre os homens, em relatos bíblicos encontramos várias, mas, é necessário que tenhamos uma vida pautada nos ensinamentos de Jesus através da mansidão, humildade, assim, evitaremos confrontos que podem trazer contendas, mas, a discussão (salutar, com ética, respeito) em torno da Palavra de Deus é necessária para haver edificação, pois, com elas, é trago ensinamentos aos irmãos que tem menos capacidade de entendimento;

Quando nos permitimos na nossa troca de conhecimento bíblico, sempre respaldado na Palavra de Deus, evitaremos as divergências mais sérias;

Quanto a divisão do corpo de Cristo, entendo que há sim, porém, devido as doutrinas existentes das denominações, pois, cada qual tem a sua... e nesta visão, radicalmente, defendo a extinção das “instituições religiosas com nome de igreja”;

(3) Existem pastores, presbíteros, nestas igrejas locais?

jesusomaioramor - Quando meditamos nos ensinamentos divinos, encontramos em Efésios 4.11 e 1Coríntios 12, relatos de que Deus deu aos homens “dons ministeriais”, para o aperfeiçoamento e edificação do corpo de Cristo; estes dons não podem ser atribuídos como “cargos” (isto encontramos, e muito, nas denominações), mas, sabemos que na obra de Deus, cada qual tem o seu chamado, e isto é aplicado na Igreja Local, onde a própria reunião dos irmãos separa aqueles pelos quais o Espírito Santo é manifestado para o que for útil [por exemplo, Atos 6.1-7]...

Podemos notar que alguns irmãos têm dons diferenciados uns aos outros [1Coríntios 12.7], um é exemplo para pregar, outro para ensinar, há irmãos que melhor evangelizam e fazem visitas, outros na administração das reuniões, enfim, tudo deve ser feito para o bom desenvolvimento da obra de Deus, o congregar dos irmãos deve ser desimpedido da soberba e orgulho humano...

Nosso chamado divino é para servir ao nosso próximo, e não para ser servido como ocorre com os intitulados “pastores” nas denominações...

(4) Existe ordenamento, ou algo assim?

jesusomaioramor - As consagrações ou ordenações, geralmente ocorrem nas denominações com maior ênfase, existe uma festividade em torno disto, como destaque, geralmente manipulado pelo pastor ao seu favorecimento, uma espécie de moeda de barganha que o pastor usa para manipular aqueles que lhe estão mais perto, ou os que entregam maiores dízimos ou ofertas aos cofres religiosos...

Na Igreja Local, os irmãos, quando tendo entendimento de que o importante é a obra de Deus, não se preocupam com este ou aquele detalhe de nomenclatura (como pastor, presbítero), pois, para os verdadeiros adoradores, somente há um Pastor, Jesus Cristo, somos todos conservos uns aos outros, servimo-nos, uns aos outros... somos todos sacerdotes do Altíssimo [1Pedro 2.5];

(5) Vocês consideram irmãos em Cristo salvos aqueles que congregam em igrejas denominacionais?

jesusomaioramor - É certo que sim, nas denominações há vários irmãos em Cristo que não se deixam contaminar com as doutrinas denominacionais, existem vários irmãos que se preocupam com o próximo, que adoram ao Senhor em espírito e em verdade, que não dobram o joelho diante os homens.

(6) Como são realizados a santa ceia e o batismo neste modelo de igreja no qual o irmão congrega?

jesusomaioramor - É necessário entendermos que, na Ceia o importante é o porquê da celebração e não quem parte e distribui o pão e o vinho; como também, não é quem batiza ou quem é batizado que importa, mas o batismo em si e em nome de quem e com que autoridade;

Ceia

Fazei isto em memória de mim” [Lucas 22.19]. A Ceia é nossa oportunidade para lembrar o sacrifício que Jesus fez na cruz, pelo qual Ele nos oferece a esperança da vida eterna;

A Ceia é entendida como um ato de comunhão com o Senhor [1Coríntios 10.14-22];

Portanto, quando nos reunimos para a Ceia, nos reunimos em torno do Senhor Jesus, assim, partimos o pão, e tomamos o cálice do Senhor;

Batismo

Seria somente os “pastores” (denominacionais), os designados a promover o batismo??

Não!! Em ordenança, estabelecida em Mateus 28 [vs.19], Jesus em Sua graça, nos ordena (a todos) a Grande Missão, ir, ensinando todas as gentes, batizando-as, e notadamente não classificou quem em especial é que deveria proceder, mas que houvesse o batismo.

Recorrendo as Sagradas Escrituras, de acordo com os que patrocinam a exclusividade de pastores denominacionais, estes serão confrontados de que a todos é a incumbência do batismo, e não que recai somente aos “pastores”, pois quê, pela graça de Deus somos todos feitos sumo sacerdotes [1Pedro 2.9; Apocalipse 1.6; 5.10]!

O correto biblicamente falando, é que a todos quantos se fazem discípulos de Jesus e O seguem, lhes diz que, indo, pregando, batizem, para todos!!

Outrossim, um outro relato bíblico que não dá exclusividade aos “pastores” (denominacionais), é Atos 8 [vs. 8-40], onde Filipe, que não era pastor, batizou ao eunuco que creu que Jesus Cristo é o Filho de Deus!

(7) Compreendemos que a obediência ao pastor se limita ao que a Palavra autoriza, isto é, enquanto os ensinamentos dados pelo pastor estiverem em acordo com a Bíblia.

No livro de Apocalipse, o Senhor Jesus manda orientações aos anjos das igrejas, o que se refere aos líderes destas igrejas, correto? Entende-se portanto que cada igreja deve ter um líder, para que venha orientar os irmãos e que também é responsável por eles diante de Deus o que chama-se de pastor, conforme o texto abaixo:

Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil. [Hebreus 13.17]

Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. [Hebreus 13.7]

Como isto é praticado nas igrejas locais? Existe em cada igreja um responsável como na igreja primitiva? Existe alguém que sirva como referencial, e que possa intervir caso haja algum tipo de problema na igreja entre os membros, enfim, que exerça liderança sobre a igreja local?

jesusomaioramor - Reportando-nos a resposta do item 3:

"Podemos notar que alguns irmãos têm dons diferenciados uns aos outros [1Coríntios 12.7], um é exemplo para pregar, outro para ensinar, há irmãos que melhor evangelizam e fazem visitas, outros na administração das reuniões, enfim, tudo deve ser feito para o bom desenvolvimento da obra de Deus, o congregar dos irmãos deve ser desimpedido da soberba e orgulho humano..."

... assim, nas Igrejas Locais, haverão irmãos com dom ministerial que se dedicarão aos demais membros no sentido daquilo que Pedro (1Pedro 5) diz:

- para apascentar “o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho”, assim, não encontramos irmãos em liderança na Igreja Local, mas, irmãos dispostos a cuidar e amar aos irmãos como se deles prestasse contas, porque isto??

Por que os irmãos que tem o dom ministerial de apascentar, ou pastorear, buscam ter entendimento da Palavra de Deus, para ensinar e cuidar dos outros, portanto, merecem nosso respeito, e devemos nos sujeitar a eles, mas não como em obediência a eles, mas, ao ensinamento que eles transmitem da parte de Deus, portanto, nos sujeitar a eles refere-se a obedecermos ao que Deus nos tem ensinado através deles!!

Note ainda Hebreus 13.7, “que vos falaram a Palavra de Deus”, pois quê, resumi-se em verdade que, novamente digo, nosso respeito e sujeição não é ao irmão que pastoreia, mas, sim, a Palavra de Deus que ele anuncia e nos ensina sobre a fé!!!

Quanto aos problemas entre irmãos, parece-me que isto somente ocorre em grande concentrações, onde os membros pouco se conhecem!!!

(8) O que a Bíblia dá a entender é que no NT a igreja de Cristo (membros do corpo) se reunia em lugares mais amplos, conforme o crescimento, e que também se reunia nas casas. Existiam também lugares chamados "igreja", veja: Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio [1 Coríntios 11.18];

Neste texto vemos a Igreja (membros do corpo) indo à igreja (um lugar específico onde se reuniam), o que está de acordo com o texto que segue o anterior: “Não tendes porventura casas para comer e para beber? Ou desprezais a igreja de Deus, e envergonhais os que nada têm? Que vos direi? Louvar-vos-ei? Nisto não vos louvo. [1Coríntios 11.22];

Fica claro que a Igreja não se reunia somente em casas, mas em lugares que suportassem uma quantidade maior, de forma que na realização da Ceia, eles deixavam suas casas e iam a igreja onde se ajuntavam [1Coríntios 11.18];.

Qual é a sua visão sobre isto? A Igreja deve se reunir somente em casas, ou pode fazê-lo em lugares mais amplos?

jesusomaioramor - Temos em verdade, relatos bíblicos de locais mais amplos onde as pessoas se reuniam, mas, com relação a estes locais, note que a igreja de Corinto era de grande porte, portanto, é bem claro que não se reunia somente em casas “e iam a igreja onde se ajuntavam”, mas ocorria o que nestes ajuntamentos??

Como há relatos destes amplos locais, também há relatos de que ocorria neles várias contendas, dissensões, desprezos:

1.11 – “Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.”

2.5 – “Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.”

5.1 – “Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai.

11.17,18 – “Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior. Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior.”

E com relação a igreja de Laodicéia, uma igreja rica materialmente, havia soberba, desprezo quanto a ação do Espírito Santo:

3.17 – “Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta;”

Como podemos notar, a soberba, a prepotência, o desprezo por irmãos menos favorecidos, sempre estarão rondando os arraiais de grande porte de reunião daqueles que se dizem ser povo de Deus, e em especial, em nosso tempo presente, onde o materialismo é mais presente (apesar de ser o objetivo em toda a história da humanidade)...

... por isso que, entendo ser as Igrejas Locais (ou com número mais reduzido de membros), um melhor e mais favorável ambiente para a comunhão, pois, quando estamos em menor número, maior será nossa aproximação aos irmãos...

... além de que, um local mais amplo acarretará tão somente em maiores despesas, mais gastos, e em especial, menor o convívio entre os irmãos (deixando de momento de testemunhar e afirmar da exploração da fé alheia que existe na grande maioria das igrejas templos); conheço igrejas templos onde supera os 1.000, 4.000 membros, assim, como todos poderão se conhecer dentro de um mesmo local?? Impossível!!!

Lembrando-nos que Jesus deu um ensinamento de que nossas dádivas devem ser para auxiliar aos pobres e necessitados [Mateus 19.16-23; 25.31-46]; e quantas pessoas poderiam ser assistidas se todos os gastos com estes suntuosos e luxuosos templos evangélicos (e tantos outros) fossem direcionados a elas, os menos favorecidos??

Por isso que, permaneço firme no entendimento da Igreja Local, tal qual encontramo-la em Atos dos Apóstolos:

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo (este é o templo em Jerusalém, onde os discípulos iam para transmitir os ensinamento de Jesus, nada tem de referências com os templos religiosos chamados de “igrejas”), e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração.

Enfim, rogamos a Deus que o Espírito Santo possa conferir em vossos corações o entendimento de SER igreja, para que, em amor fraternal, possam testemunhar em verdade da comunhão entre os irmãos para adorar a Deus, em espírito e em verdade [João 4.23,24], independente do local e da quantidade...

... disse Jesus em Mateus: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles”...

... e alertou a mulher samaritana que independe o local da adoração: “Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai” [João 4]...


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.
.
_____________

3 comentários:

E e J disse...

Que mensagem abençoada e maravilhosa...

Barbosa disse...

Irmão JAMES Graça e Paz de Jesus Cristo de Nazaré,ele é o único caminho que leva o homem a vida eterna,não há outro.
Meu irmão quero falar de I Pedro 5.2 que o irmão menciou. DEUS TE ABENÇÕE!
NEM POR TORPE GANÂNCIA.
1- A AMBIÇÃO POR DINHEIRO; LER I Timóteo 3.3,8; Tito 1.7. Nenhum pastor,bispo,reverendo,apóstolo e etc, deve enriquecer-se em detrimento da obra de DEUS. Aqueles que se deixam dominar por este desejo,ficam à mercê dos pecados da cobiça,da prevaricação e do furto. Por amor ao dinheiro,compremetem a Palavra de DEUS e seu povo,os padrões da retidão e os princípios do Reino de DEUS.
2- A sede de poder. Aqueles que cobiçam o poder,dominarão aqueles a quem deveriam servir,pelo abuso excessivo da sua autoridade.
Isto acontece infelizmente!
Antes,o pastor,bispo,e etc,devem conduzir a igreja,servindo de exemplo ao rebanho na sua devoção a Cristo,no serviço humilde,na perseverança,na retidão,na constância na oração e no amor à Palavra de DEUS. Isto está acontecendo?
Isto,é real e acontece,será que podemos dizer que é a Vedadeira igreja de DEUS? Não! DEUS não habita em quatro paredes!
No livro de João 4.23,24 que o irmão também mencionou diz: Mas a hora vem,e agora é,em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em Verdade,porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é espírito,e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em Verdade.
Jesus Cristo o justo ensina várias coisas neste versículo.
1- "EM ESPÍRITO"indica o nível em que ocorre a adoração Verdadeira. Devemos comparecer diante de DEUS com total sinceridade e num espírito de gratidão sendo dirigido pela vida e atividade do Esírito Santo.
2- "VERDADE" no grego é(aletheia) é uma característica de DEUS,encarnada em Jesus Cristo,intrínseca no Espírito Santo. Por isso, a adoração deve ser prestada de conformidade com Verdade de DEUS que se revela em Jesus Cristo e se recebe mediante o Espírito Santo. Aqueles que propõem um tipo de adoração que ignora a Verdade e as doutrinas da Palavra de DEUS desprezam no seu todo o único alicerce da Verdadeira adoração; ler
Salmos 31.5; Romanos 1.25; 3.7; 15.8; João 14.6; 2 Coríntios 11.10; Efésios 4.21; João 14.6;
2 Coríntios 11.10; Efésios 4.21; João 14.17; 15.26; 16.13.
EM VERDADE.
Porque Jesus é a Vedade,viver em união com Jesus Cristo requer a Verdade. Alegar ter comunhão com Jesus e ter a salvação sem,porém,viver e falar de acordo com a Verdade,é estar enganado. Quem não tem a Verdade,revelada que é Jesus Cristo,manifetada pelo doce Espírito Santo,revela a real condição do seu coração;os tais se opõem a DEUS e permanecem fora do Reino dos Céus. O Mentiroso pertence à "sinagoga de Satanás" ler Apocalipse 3.9; e João 1.14; 5.31; 14.6; Lucas 4.25; 9.27; 12.44; I Coríntios 5.8; Efésios 4.25; I João 1.6; João 8.44; Atos 5.3; Apocalipse 21.8,27; 22.15; 14.5.

Diogo Carvalho disse...

Amado irmão, admiro sua sobriedade, amor e respeito aos irmãos que decidiram, mesmo entendendo a realidade universal da igreja de Cristo, permanecer reunindo-se às igrejas locais que se organizam sob a forma de denominações (é o meu caso).
Apenas permita-se ponderar em uma questão.
O amado disse "Quanto a divisão do corpo de Cristo, entendo que há sim, porém, devido as doutrinas existentes das denominações".
Mas não seria o caso também de os grupos exclusivos de igrejas nos lares causarem a mesma divisão?
Por exemplo, só em minha cidade há três, que eu conheça.
Enfim, na biografia do irmão Yun, ele conta que havia redes de igrejas nos lares que não eram unidas nem harmônicas, a exemplo do que ocorre em geral com as denominações.