maio 31, 2010

Criticar pastores? É errado?!

.
Uma situação a ser observada e que na maioria das vezes passa por despercebida, é a nomenclatura que os chamados “pastores” querem utilizar sobre as ovelhas para preenchimento de seu ego, qual seja, serem chamados de “LÍDERES”…

Em relato algum das Sagradas Escrituras, em especial através da nova Aliança que Jesus cumpriu na cruz do Calvário, em o Novo Testamento que, em síntese, é o espelho da igreja atual, jamais encontramos um só versículo que designa tal terminologia, “LÍDER”…

Por relatos das Sagradas Escrituras, deparamos como nosso irmão Pedro em sua primeira epístola, capítulo 5, versículos de 1 a 4, onde em humildade, dá os desígnios do “verdadeiro homem de Deus”:

Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho”.

Portanto, um verdadeiro pastor, apascenta, cuida, ama, dá exemplo…

... um verdadeiro líder, chefia, tem dominação baseada no prestígio pessoal.

Pois bem, aos pastores (presbíteros, bispos), se estes errarem, não há impedimento algum por vontade divina, que não devemos apontar os erros, antes pelo contrário, “aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor” [1Timóteo 5.20];

E, é neste sentido que Paulo repreende a Pedro na presença de todos [Gálatas 2.11-14].

Todos têm o conhecimento que a critica ensina a melhorar uma pessoa, a refletir quanto aos atos, ações, porquanto, aquele que não aceita critica não é apto a conduzir o rebanho do Senhor!

Infelizmente, muitos pastores interpretando versículos bíblicos a seu bel prazer e conveniência, transmitem este ensinamento que não devem ser criticados, e muitos engolem isto e se calam diante os erros pastorais...

Em outro sentido, a linguagem que muitos pastores transmitem é a do medo!

Sem nos esquecer da tão famosa afirmação: pastores são “ungidos do Senhor”... e por que seus defensores dizem que só Deus poderá julgá-los?

Esses homens (que alguns numa insanidade bíblica os chamam de “ungidos de Deus”) estão acima da lei de Deus?

É urgente e primordial um “basta” e parar com essa atitude de achar que homens que pregam o evangelho são melhores que os outros!

Todos somos seres humanos e sujeitos a erros e acertos; ser pastor não coloca ninguém acima do bem ou do mal.

Muitos, mas muitos, não têm capacidade de ter autoridade pela verdade do que dizem e vivem, então empurram certa “autoridade” garganta abaixo de seus discípulos em forma de ameaças usando pretextos bíblicos sem sentido, pois que, a verdadeira “autoridade” somente é a Jesus!

Nada pode calar a voz da justiça, porque “nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto.” [Marcos 4.22].


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.
.
____________

8 comentários:

Paulo disse...

Na verdade o pastor acaba sendo um lider, mas no sentido de guiar o povo de Deus e nunca no sentido de dominar, podemos criticar os pastores sim, o que não podemos e se levantar contra eles. Saul era ungido de Deus e quando Davi teve a oportunidade de se vingar dele, pela opreçao que o mesmo causava, o mesmo Davi disse longe de mim tocar no ungido do Senhor, e olha que Saul estava em rebeldia, porem de qualquer forma era o ungido do Senhor. Davi disse que Deus iria julgar a causa deles dois.
Quanto a repreender um pastor, diante de todos, isso nao cabe a nenhum membro da igreja, e sim a outro pastor, pois o apostolo paulo disse isso para timoteo que no caso era pastor, e como foi bem citado neste blog, Paulo repreendeu a Pedro porque ele tinha autoridade para isso. Bom o importante e amarmo-nos uns aos outros e continuarmos ligados em tudo para que atraves da nossa vida o Senhor Jesus seja glorificado, parabens pela materia amigo, passa no meu blog e deixa um conselho la, pois voce estara ediricando vidas, um abraço ate mais.

James disse...

.


Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados.


Irmão Paulo,

Permita-me elucidar em parte ao vosso comentário, pois que, não entendo que os “pastores” sejam “lideres” para conduzir o rebanho de Deus, aliás, Pedro deixa bem claro isto quando escreve em 1Pedro 2, que eles sejam exemplo para o rebanho trabalhando voluntariamente e sem ter domínio... porque?

Justamente para que não se exaltem, sejam humildes, não soberbos achando que eles são o “caminho” das ovelhas a salvação... assim, nos dizem as Sagradas Escrituras: “E tu, Belém, terra de Judá, De modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; Porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo de Israel.

Outrossim, qual o endereço de vosso blog?

Deus o abençoe e aos seus ricamente.


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Blog "Adoradores em Casas"
Comunidade Orkut "Adoradores em Casas"


...
..
.

Gi Martins disse...

Olá irmão James! Sou a Giselle do blog da igreja em são josé dos pinhais. http://www.igrejaemsaojosedospinhais.blogspot.com/

Estou realmente impressionada com esse texto que acabo de ler, pois ainda ontem a noite estive meditando exatamente nesse assunto e escrevendo um esboço sobre essa questão de lideraça na Igreja.

Cheguei a conclusão que é completamente anti-bíblico chamar um irmão em Cristo de "líder", visto que isso em nenhum momento é permitido no Novo testamento. Esse termo secular remete as pessoas a sentimentos de superioridade, que jamais foram permitidos no NT. Muito pelo contrário. O Senhor é muito claro quando diz em Mateus 20: 25-28.

Então Jesus, chamando-os para junto de si, disse: Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles.NÃO SERÁ ASSIM ENTRE VÓS; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal;
E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo; Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

Esse "não será assim entre vós" derruba qualquer intenção de liderança por parte de irmãos.

Como diz o irmão Frank Viola, no livro Cristanismo Pagão: se queremos realmente seguir o preceito protestante de "sola scriptura" devemos começar extirpando do nosso meio termos que nos remetem a um entendimento errôneo das escrituras.

Fique na Paz!

PS. Irei divulgar seu Blog lá no nosso, ok? se tiver problemas me avise!

James disse...

.

Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, amada em Cristo.


Irmã Gi Martins,


Em verdade, há um temor dos homens que se dizem ser de Deus, os “pastores”, que se acham os donos da verdade, de perderem as rédeas religiosas, por isso usam de metáforas e inverdades, amedrontando o povo preguiçoso que não medita nas Sagradas Escrituras, e assim, usam deste termo “liderança”, para fazerem vítimas e presas os frequentadores de templos de tijolos...

Haja vista, note o comentário que um “pastor” fez por e-mail a este meu humilde texto:

favor ler heb 13;17 13;24 13;7 você ao querer ensinar,estimula doutrinas que causam distorções e divergencias nas igrejas,Que o Senhor te repreenda!

Assim, podemos notar que, o Espírito Santo nos tem agraciado com a verdade bíblica e nos fortalecendo no amor de Cristo. Deus seja louvado!



Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


Fraternalmente,

irmão James.
Jesus, o maior Amor
Comunidade "Adoradores em Casas"
Blog "Adoradores em Casas"
Comunidade Orkut "Adoradores em Casas"

...
..
.

Gi Martins disse...

Isso é realmente muito triste irmão James.

Em relação ao termo "ungido do Senhor" que foi comentado pelo irmão Paulo no comentário acima, é importante se comentar que isso era relacionado a nomeação de REIS no Antigo Testamento. Os profetas e os sacerdotes não eram ungidos. E no novo testamento, o Ungido é apenas o Senhor Jesus, e através Dele, todos nós o somos.

Utilizar esse termo para se defender diante de repreensão de outros irmãos, é uma grande heresia!

Onde meu querido irmão Paulo, pode ser encontrada nas escrituras essa sua afirmação de que "somente pastores devem reprender pastores"? Será que isso não se trata apenas de um engano criado por homens para separar uma classe de homens como especiais, anulando o mandamento do Senhor em relação a sujeição mutua que é indispensável para o funcionamento orgânico do Corpo de Cristo?

Não existem homens especiais no Novo Testamento. Ou melhor, se existem, são TODOS OS FILHOS igualmente especiais diante do Pai.

Gi Martins disse...

Em relação a esse assunto, recomendo a leitura desses dois artigos muito esclarecedores:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/10/333015.shtml

http://www.midiaindependente.org/pt/red/2005/10/333003.shtml

Ev.Jailson Trajano disse...

Muito bom seu blog!
Paz!

dileninha disse...

Olá irmão,

Quando nos matriculamos em um curso, penso eu que pelo menos existam pessoas interessadas nele e que procuram estudar para conhecer todos os assuntos referente a ele, para assim obter conhecimento.
Infelizmente as igrejas estão cheias de pessoas totalmente alheias às Sagradas Escrituras, estão ali para ouvir uma palavra que lhe convenham e não serem confrontadas com a Verdade, querem um Evangelho piegas. É isso irmão, pessoas que não conhecem a Verdade são facilmente manipuladas por uma liderança que realmente não tem a missão que um verdadeiro pastor tem que é o de apascentar, amar e cuidar, estão mais interessados em satisfazer seus egos, querem está acima do Bom Pastor.
Toda honra e toda glória seja dado ao Senhor Jesus!