Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 06.ago.2017, João 6

Disse-lhes pois JESUS: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu;
mas Meu PAI vos dá o verdadeiro pão do céu.
[Êxodo 16.4,8; Salmos 78.23; João 1.9; 6.33,35]
Porque o pão de DEUS é aquELE que desce do céu e dá vida ao mundo.
Porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[João 6.50; 1João 1.1-2]
Disseram-lhe pois: SENHOR, dá-nos sempre desse pão.[João 4.15; Salmos 4.6]
E JESUS lhes disse: EU SOU o pão da vida; aquele que vem a MIM não terá fome;
e quem crê em MIM nunca terá sede.
[Mateus 11.28; João 5.40; 6.41; Apocalipse 7.16; Isaías 49.10; 55.1-3]

[669,530]

fevereiro 10, 2009

... convencido ou convertido?!

.



Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos” (Lucas 22.32).

Presenciamos pelos olhos da fé, Jesus advertindo a Pedro, o qual já havia andado com o Mestre, por três anos, e nosso Amado Senhor, assim afirma: “quando te converteres”...

E este mesmo Pedro disse: "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos..." (Atos 3:19).

Devemos nos voltar para Deus, quando pecamos e vivemos nos prazeres mundanos, fazemo-nos inimigos de Deus e assim, nos afastamos de Deus, por isso, o chamado de nosso Senhor e Salvador, ao verdadeiro arrependimento, e isto é nossa conversão a Deus e aversão ao mundo, que traz um coração contrito, indo assim a libertação do pecado...

Milhares estão freqüentando igrejas, sem contudo, inclusive pastores e obreiros, terem um real arrependimento, devido na realidade não terem tido uma verdadeira libertação das coisas terrenas e materiais, outrossim, “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, porém tão pouco é este conhecimento da verdade que, impossível um real arrependimento, conseqüente, há um convencimento da existência do pecado...

Mas, milhares ainda, sentem o peso do pecado, como por assim afirmarem:
"eis que tudo se fez novo", essa passagem bíblica retrata que houve renovação na vida do individuo, certo? Mas, porque continuamos pagando as conseqüências da "antiga vida"? É como se os erros passados não fossem apagados, nem "aliviados". Porque?

Quando produzimos frutos de arrependimento, por melhor dizer, arrependemos de nossos pecados, Deus nos perdoa, mas isto não nos ausenta do pagamento pelos nossos erros, Jesus Cristo padeceu no madeiro pelos nossos pecados, para nos justificar diante de Deus, para nossa salvação, pois, se assim não ocorresse, não poderíamos ter direito a glória.

Quando Jesus Cristo sofre na cruz e derrama Seu Santo sangue, o Senhor Jesus faz a aliança com Deus a nosso favor, “Para que, sendo justificados pela sua graça sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna” (Tito 3.7).

Jesus foi coroado com uma coroa de espinhos para nos coroar com a glória do Pai, “os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura” (João 19.2).

Cristo não nos disse que teríamos uma vida em rosas, só por que O aceitamos como Salvador. De forma alguma!

Jesus sempre nos alertou dos sofrimentos que teríamos nesta vida, o descanso é no lar celestial, não aqui nesta vida terrena, “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16.33).

O que estão pregando na maioria dos púlpitos das igrejas, não é o evangelho de Cristo para remissão de pecados e salvação, somente há uma expectação de alívio, um mar de rosas e busca de ganho material, a fé é em um Jesus, gerente gracioso de um Banco Celestial!

Mas, a verdade, é que o Espírito Santo nos ensina que se ainda sentimos o peso de nossos pecados, é por que verdadeiramente não nos arrependemos e não nos convertemos a Cristo, e sim nos convencemos de que temos pecados!
...

6 comentários:

Eloiza Nogueira disse...

Muito boa a sua colocação. Temos visto templos cheios e muitos corações vazios, ocos, muito terreno árido e até decepcionado, porque estão procurando a benção mas esquecem que para a benção chegar nos temos que primeiro receber o Dono da benção, temos que colocar em primeiro lugar o reino de Deus, e abandonar todos os valores mundano por amor Ele que tudo merece de nós.

james disse...

.
Misericórdia, e paz, e amor vos sejam multiplicados, irmã Eloiza Nogueira.

A verdadeira conversão vem de um coração quebrantado, um coração voltado para o espiritual, um coração voltado a Deus e não ao mundo...

Quando nos convertemos, nosso desejo ardente é estar com o Senhor Jesus, independente do que possamos ter nesta vida terrena, com muito ou pouco, o que importa é Jesus Cristo em nossas vidas, conforme a amada irmã nos traz.

Deus a abençoe e aos seus ricamente, e por sua amável visita ao nosso humilde blog.

Fraternalmente.

James, presbítero.
Jesus, o maior Amor
...
..
.

Matias Borba disse...

Nobre James,
Paz do Senhor!

Infelizmente essa grande verdade tem alcansado muitas vidas, "templos lotados e vidas vazias."

Muitas pessoa preferem louvar muito, correr muito em busca de vitoris e de tantas outras coisas, porem buscar Deus e sua Palavra nao querem e ate a rejeitam.

Deus tenha misericordia, onde e que existe um Evangelho que as pessoas nao cuidam dos outros, onde a ganancia fica acima de tudo, onde as pessoas nao tem coragem de siquer ajudar seu proximo com, alimento, moradia, dinheiro etc.?

Deus nos ajude...

james disse...

.

Graça e paz vos sejam multiplicadas, irmão Matias Borba.

Eis a grande verdade do evangelho de Jesus Cristo:

"E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará."

E isto é o que o amado nos traz, não há ajuda aos pobres, às viúvas, aos órfãos, aos necessitados, enfim, o amor é entre aspas, dentro das quatro paredes eclesiásticas, na qualidade do "eu amo quem me ama"...

Deus o abençoe e aos seus ricamente e por sua nobre visita ao nosso humilde espaço.

Fraternalmente.

James, presbítero.
...
..
.

Sapão disse...

James,

em outros posts, já te critiquei mas fiquei contente quando li este post e tenho a oportunidade de elogiar o tema abordado.

O exmeplo de Pedro é muito feliz, pois ele andou com Jesus 3 anos e mesmo assim não havia aprendido a praticar tudo o que aprendeu. E bastou ele se afastar um pouco de Jesus que ele pecou e O negou.

Importante lembrar do contentamento que Paulo expressou em Fp 4, 12

Quanto ao parágrafo final, você disse que "se ainda sentimos o peso dos nossos pecados, é porque verdadeiramente não nos arrependemos e não nos convertemos a Cristo, e sim nos convencemos de que temos pecados". Ressalto que há cristãos salvos em Cristo que ainda sentem esse peso por não entender corretamente o perdão de Deus, achando que ele ainda é condicional ou achando que é como o perdão dos homens. São cristãos sérios, porém com dificuldade em depender somente da graça e entregar o fardo a Deus. Faz parte do processo de santificação (que é lento, gradual e de glória em glória conforme 2Co 3, 18) e é uma mistura de arrependimento com remoroso que ainda não gerou a força necessária para uma atitude de perdoar a si mesmo

NaquEle que nos ama incondicionalmente
Andre (Sapão)

james disse...

Sapão,

Quando em verdade, nos arrependemos de nossos pecados, e nos convertemos, para que sejam apagados os nossos pecados, nos vem assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor... pois assim nos diz o Senhor Jesus:

"Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve."

Deus abençoe por sua participação em nosso humilde blog.

James.