Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 14.abr.2017, Jeremias 18

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na Minha mão, ó casa de Israel.
[Isaías 64.8; 45.9; Mateus 20.15; Jeremias 18.4; Daniel 4.23]
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,
[Jeremias 1.10; 12.14-17; 25.9-14; 45.4; Amós 9.8]
se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também EU ME arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.
[Jeremias 26.3,13; Ezequiel 18.21; Juízes 2.18]

[628,570]

julho 19, 2010

Existe diferença entre as músicas, secular ou evangélica ou seja lá o nome que for??!!

.
Muito se fala sobre música... uns dizem que tudo é música... outros, como os evangélicos, dizem que somente as deles é que se pode ouvir, ou seja, a música evangélica ou gospel;

Seria mesmo assim??

Não!! Música evangélica não é sinal de louvor, música é música e pronto!!

Louvor extrapola a conotação de notas musicais, timbres, ou por exemplo, aquela gritaria em ressonância evangélica que algumas cantoras do gospel usam...

Louvor a Deus é algo muito além da música... mas, cantarolar uma música que bendiz ao nome do Senhor é algo que nos alegra o coração, assim como algumas músicas, ditas seculares, também nos alegra, falam das belezas de Deus, da Criação, de maravilhas que Deus nos preparou deste a fundação do mundo... portanto, existem músicas que todos podemos ouvir, secular ou evangélica;

Caio Fábio, tem entendimento neste sentido, eis uma compilação, de um questionamento (©Portal Você para Deus) acerca deste assunto:

Graça e Paz!
Olá Caio!
Tenho uma dúvida e preciso que o senhor me ajude.
Faço parte do ministério de louvor de uma pequena comunidade; sou músico, e muitas vezes escuto musica instrumental (música secular). Sou trompetista, e no meio cristão não ha muitas músicas do gênero.
Muitos músicos cristãos dizem que ouvir musica secular é prejudicial a saúde cristã.
A maioria das musicas evangélicas são muito pobres (musicalmente falando), muito básicas; poucos acordes, e etc...
Eu somente escuto música instrumental (jazz,bossa,mpb).
Agora, por favor, me ajude.
Eu estou errado?
Essas músicas, mesmo as estudando, é errado, ou é pecado?
Please!!!!Help-me!!!
Abraços em-graça-dos pra você!


Resposta:

Meu amado: bons sons para você!
Se eu disser a você que o que menos tenho são Cds evangélicos, isso ajudaria você?
Meu querido, toda dom vem do alto; e todo talento vem do Pai das Luzes.
O homem não tem nada que não tenha recebido.
Eu ouço tudo que é bom, até música evangélica—mas somente quando é boa!
E tem mais: toda boa música me inspira em Deus.
Eu vejo a imagem de Deus em todas as belezas humanas.
E vejo os atributos de Deus em toda a criação.
O Apocalipse diz que haverá o dia quando todas as nações virão e trarão todas as suas riquezas como Glória ao Cordeiro.
Haverá de tudo nesse dia!
Todas as formas culturais e toda produção humana estarão consagrados ao Cordeiro.
Eu não espero esse dia chegar. Usufruo-o Hoje!
Portanto, escute tudo o que for bom—e não precisa ser só instrumental—, mesmo que seja evangélico (rsrsrs).
O tecladista do Café, o Fernando Merlino, é tecladista da Elba Ramalho e da Leny Andrade.
Ele vai do culto ao trio elétrico ou ao show, e vice-versa.
Nunca caiu nenhum pedaço.
Pelo amor de Deus, meu amado!
Todas as coisas são puras para os puros!
Chega de loucura, fanatismo e opressão!
Cada um ouve o que gosta, porque no fim, nem tudo é a mesma...coisa. Gosta?
Fique livre.
Foi para liberdade que Cristo nos libertou.
Tudo é vosso—disse Paulo. Seja a vida, seja a morte, seja o mundo, ou as coisas presentes ou do porvir...
Tudo é vosso, e vós de Cristo; e Cristo de Deus!
Se não for assim, então, é melhor dizer: Me converti a um presídio de segurança máxima!
Boa seleção musical para você!
Nele, em que tudo o que bom recebe dele o amém,
Caio


Assim, espero que nossos amados leitores também possam usufruir de uma boa seleção musical e não se atolem nas crendices e fantasias de pastores evangélicos neuróticos, onde somente é santo o que eles vomitam em seus palcos (púlpitos) particulares...


Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.

_____________

5 comentários:

Tomai e Comei: Aqui nasce um novo reino. disse...

Os 12 piores

Eu fiz o mal. Venho a este blog anunciar a minha missão. Sou Judas. Acaso, você é um dos 12 que traí? Minha missão é reunir 12, 12 dos piores. Estes 12 devem estar dispostos a empenhar sua vida na construção de um reino justo. Só podem fazer parte desta família os que tiverem contraído uma dívida incalculável com a humanidade, tipo Judas Iscariotes, Hitler, Stalin, Napoleão, os imperadores romanos e tantos outros ditadores, sanguinários e/ou traidores da pátria. Vim buscar os que querem curar outros. Enquanto os piores não se converterem, sempre estarão entre nós. Coloque-se no lugar de um deles e faça com que agora reúnam exércitos em favor da justiça e da paz divina. Por pior que você seja, não tenha medo de se apresentar. Conheço bem suas feridas. É como se elas fossem minhas. Estes que tiveram forças para o mal agora vão se reunir em favor do bem. Se foram capazes de construir reinos do mal, imagine se se unirem para a construção de um reino pregado por Jesus Cristo!

Georges disse...

Minha resposta para a pergunta-título deste artigo é um sonoro NÃO. Infelizmente, não. Hoje em dia não há mais diferença, o sal perdeu o sabor. E também não existe essa entidade chamada "música gospel". Siplesmente porque "gospel" não é um estilo musical, pelo menos no BRasil. Na outra América, sim, é um estilo bem característico. No Brasil, o que existe é MPB gospel, pagode gospel, rock gospel, até funk gospel e forró gospel. Ora, isto não é estilo, uma vez que se mantêm as características básicas de cada tipo de música (ritmo, harmonias, melodias, instrumentos de MPB, pagode, rock, funk, forró etc.). Portanto, o que existe são esses tipos de música com letras pretensamente cristãs. Se você retirar essas letras e colocar no lugar as porcarias mundanas próprias de cada "estilo" desses, verá que, de fato, não há a mínima diferença. É por isso que essas músicas agora tocam em novelas, na hora do gol no Globo Esporte etc.
Mas quero deixar registrado também que não concordo com o senhor Caio Fábio. Esse negócio de "qualquer música me aproxima de Deus" soa muito "new age". Se fazemos distinção entre música sacra e música profana (que me parece uma distinção mais acertada do que "da igreja" e "do mundo"), a música profana não pode nos aproximar de Deus. Ela no máximo nos inspira a alma, como um hino nacional por exemplo. Ela nos emociona, mas não nos aproxima de Deus. Isso só é possível pela adoração, que, como foi muito bem explicado, não depende de música ou, como disse Habacuque, de nenhum fator externo.
Soli Deo Gloria.
Abs
Georges

FÁBIO HENRIQUE disse...

“Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.” – Romanos 14:21

Cíntia Mara disse...

Acho que as músicas, evangélicas ou não, estão com a qualidade cada vez mais baixa. Não apenas musicalmente, mas nas letras e conteúdos - que, para mim, são o mais importante. Por isso, antes de gostar e passar a ouvir qualquer coisa, eu presto bastante atenção se aquilo vai ser, pelo menos, agradável aos ouvidos ou se não passa de mais um amontoado repetitivo de notas.

Nós estamos acostumados a músicas de "fácil digestão", que não exijam um pensamento crítico. Aí muita gente acaba engolindo esse "gospel" que tem aí, cada vez mais longe da palavra de Deus.

Eu ouço mais música cristã internacional do que qualquer outro tipo. Mas também ouço alguns cantores seculares e não vejo problema nenhum nisso. Me irrita a falta de coerência de alguns cristãos, que podem assistir a filmes "mundanos", novelas "mundanas", programas de TV "mundanos", mas não podem ouvir uma música "mundana".

Na paz de Cristo!

FÁBIO HENRIQUE disse...

A graça e a paz seja com os irmãos!


O que nos convém é o que não prejudica em nada nossa saúde espiritual e física.

Concordo! Se pode "GOSPEL" pode-se tudo!