fevereiro 04, 2010

Corá e os ministros evangélicos

.
Nos tempos da peregrinação pelo deserto, Israel transportara o "tabernáculo" [Êxodo 25-27], uma grande "barraca" na qual eram realizados os atos de adoração (depois de sua saída do Egito), sendo que a tribo de Levi, Deus os separou da congregação de Israel para os fazer chegar até a Si, a administrar o ministério do tabernáculo do SENHOR; a eles, a incubência do trabalho nos serviços do tabernáculo, desde ajuda aos sacerdotes até o transporte [Números 3.5-13]; aliás, estes são os verdadeiros "levitas", os nascidos na tribo de Levi;

Porém, houve um levita, por nome Corá, que não contentou com o que lhe agraciara o Senhor, rebelou-se contra Moisés [Números 16]; o que Moisés caindo com o rosto em terra, disse-lhe: "Porventura, pouco para vós é que o Deus de Israel vos separou para administrar o serviço do tabernáculo?"

E, através desta história bíblica, veremos que a rebelião de Corá foi repreendida pelo Senhor enviando-o vivo ao sepulcro [Números 16.31-33]; esta passagem nos faz entender que, a história do homem é recheada de inveja, descontentamento, ambição, ânsia de poder...

Neste limiar, o Espírito Santo nos traz um ensinamento a que, sejamos pois, humildes em nossa posição de servos do Senhor, realizando tudo a que nos foi agraciado, fazendo tudo o que estiver a nossa mão [Eclesiastes 9.10]; trazendo sempre, alegria em nossos corações, contendo-nos com o que possuimos e ao que somos.

Nossa alegria permaneça firme na pregação do evangelho, o anúncio da salvação na pessoa de Jesus Cristo, sendo que, para isto, os anjos atentaram o desejo de fazer [1Pedro 1.12].

Entretanto, muitos dos que se dizem ser povo de Deus, não se contentam em levar as Boas Novas, não lhes é aprazível o entendimento de qual seja a boa, a agradável e a perfeita vontade de Deus, mas, permeiam por uma vida de ambição religiosa, muitos dos ditos "pastores", não aceitam simplesmente o que Deus lhes concedera, mas, buscam sem escrúpulos, sem rodeios, não importando ao que irão proceder, o desejo ardente de ser eles os reverenciados, de obterem fama, status, poder, glória e riqueza, criando ainda para si, nomenclaturas alheias a Palavra de Deus.

E, neste sentido, tudo quanto visualizamos nos primórdios bíblicos, é refletido em nosso tempo presente, ou assim dizendo, as atitudes de nosso tempo presente, nada mais são que reflexos de outrora, de um ser insignificante que se acha alguma coisa, o homem religioso!!

Ao homem (a raça humana), em sua grande maioria, é difícil reconhecer o possuir falhas, e, quando chega a conhecer a Bíblia e compra um canudo de teólogo, pronto! Já é o dono da verdade, e se possuir um patético programinha evangélico de tv, será um pastor de remone!

O que sem dúvida alguma podemos ter entendimento do que Paulo em 2Timóteo, capítulo 3, quer nos alertar:

"SABE, porém, isto : que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.

Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela.

Destes afasta-te.

Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências;

Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.
"

.
_______________

2 comentários:

mary disse...

Paz do Senhor!!

James..estamos vivendo o mesmo tempo de Moisés e tantos outros..
tudo está muito claro em rádios, tv e jornais..a história do homem é recheada de inveja..

os valores continuam trocados, de Deus faz-se servo, e quem deveria ser servos se tornam "deuses"..da arrogancia, da sobeerba, da inveja, do ciume, da ganancia e tantos outros adjetivos incontáveis!

e nesse contexto, o levita, por nome Corá, que não se contentou com o que lhe agraciara o Senhor, se rebelou contra Moisés, e ao próprio Deus..

e isso é real e atual...(infelizmente)..mas..

..mas continuemos a Louvar ao Senhor Jesus Cristo, e toda honra e glória seja dada a Ele!!

somente Ele é digno de todo merecimento, e que todo joelho se dobre perante o nosso Deus!!Aleluiass \o/

... Mas tudo isso acontece para cumprir a profecia!!

MARAVILHOSOOOOOOO!!
muito sábio como sempre em suas colocações..

Deus o abençoe gdemente e derrame sobre sua vida Unção de amor, sabedoria e discernimento!

Pazzz!!


mary
\o/\o/

..pra encerrar:

(Salmos 18:1-2
“Eu te amo, ó Senhor, força minha. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo, em quem me refúgio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio)”


mary
\o/

Fábio Henrique disse...

Graça e paz, irmão James!

A palavra não pode ser alterada. Quem é o pai que se o filho lhe pedir alimento lhe dará um escorpião? Poderia haver engano? Deus sabe quem são os apócrifos e aquela de que as coisas mudam com o tempo não passa de mais uma fraude do mundo.
O Verdadeiro sempre será Verdadeiro. Mas como os filhos do maligno lutam contra o imutável? Lutam com suas peçonhas e é bem fácil de se perceber o que fazem.
Por acaso, falei de que tal peçonha provinha de um aracnídeo? Não! Mas se desse texto alguém afirmasse que defendi a idéia de que o escorpião é um deus você acreditaria? Não!
Tantas heresias, tantas religiões, mas a verdade continua incontaminada. Moisés nunca disse que quem falou com ele foi o sol, estrelas ou outra coisa inanimada, porque Moisés creu no Deus vivo; por isso, seguindo a verdade nunca declarou que Deus era desta terra, feito por mãos humanas. Quem tem os olhos bons é membro da verdadeira igreja onde o cabeça é Cristo e só a Ele devemos seguir.

Toda honra, toda glória, seja dada somente a Ele, Jesus, o maior amor.