Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 10.jul.2017, Mateus 5

EU, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; [Lucas 23.34; 6.27-28; Atos 7.60; Romanos 12.14; 1Pedro 3.9; Salmos 7.4]
Para que sejais filhos do vosso PAI que está nos céus;
porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[Lucas 6.35; Atos 14.17; Mateus 5.9; Jó 25.3; Salmos 145.9]
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? [Lucas 6.32-35; Mateus 6.1; 9.10-11; 11.19; 18.17]
E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? [Mateus 5.20; Lucas 6.32; 10.4-5; 1Pedro 2.20]
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso PAI que está nos céus. [Levítico 19.2; Colossenses 1.28; Gênesis 17.1; Deuteronômio 18.13; Lucas 6.36]

[664,370]

dezembro 03, 2016


Quando se fala de CRISTO, a verdade anuncia inimigos

[525,560]


Contextos bíblicos:

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" [Gálatas 4]

e

"E disse Acabe a Elias: Já me achaste, inimigo meu? E ele disse: Achei-te; porquanto já te vendeste para fazeres o que é mau aos olhos do SENHOR." [1Reis 21]

A mais pura verdade é: a verdade dói!

Mas eis que muitos criaram uma auto suficiência em maturidade no intuito de esconder a verdade, quando sempre, ignorá-la; tal maturidade como escudo da inverdade, insinua a imaturidade alheia.

E por aí, a falta de alimento sólido para os que já serem mestres pelo tempo, portam-se maduros para uns fins, e inevitavelmente, imaturos em outros. Paulo referenciou-nos que nem tudo nos convêm, porém, tudo é lícito, e aos da maturidade pela conveniência e imaturos pela falta de que se vos tornem a ensinar os rudimentos das palavras de DEUS; se fazem na maturidade, mas necessitam de leite e não sólido mantimento [Hebreus 5pela imaturidade.

E quando nos referimos as lideranças eclesiásticas (tais como, pastores, bispos, missionários e afins), quase em sua totalidade, se apresentam com semblante de maturidade, entretanto, pela monomania, ou a mania em que predomina uma ideia fixa como que querendo saber muito em tudo, mas diga-se de passagem, pela postura e compostura que vivem é melhor que não saibam.

CRISTO nos trouxe liberdade pela cruz [muitos vivem na libertinagem religiosa] e, isto Paulo em muito enfatizou, e nós, assim devemos anunciar esta liberdade em verdade que nos leva a uma vida de autenticidade cristã.

Muitos não aceitam ouvir, e outros não querem, e para isto as lideranças eclesiásticas anunciam a inverdade, em crendices, vãs filosofias, doutrinas e tradições; e para isto, criaram uma liberdade forjada na mente dos homens; 

Contra isto, o evangelho de CRISTO que nos outorgou a liberdade, da qual jamais devemos abrir mão, e, hoje, a insensatez de viver um evangelho diluído no contexto mundano, tem achado guarida em milhares de corações que vivem pela sistematização doutrinária do evangelho com a contextualização do Antigo Testamento (a junção da Antiga Aliança no seio da Nova Aliança), criando assim as inverdades anunciadas como doutrina nas igrejas instituições.

Eis, pois, a questão: 
A verdade de DEUS anunciada, por que nada é contra a verdade, senão pela verdade [2Coríntios 13], a qual milhares precisam ouvir, e por ela os desigrejados são combatidos pelas lideranças eclesiásticas (geralmente, pastores) que anunciam o que milhares querem ouvir!!

E qual aquele que tem medo da verdade, qual motivo da verdade incomodar, seria conveniência, teríamos maturidade suficiente em dizer a outrem que não a tem?!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.
.

Nenhum comentário: