Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 14.abr.2017, Jeremias 18

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na Minha mão, ó casa de Israel.
[Isaías 64.8; 45.9; Mateus 20.15; Jeremias 18.4; Daniel 4.23]
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,
[Jeremias 1.10; 12.14-17; 25.9-14; 45.4; Amós 9.8]
se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também EU ME arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.
[Jeremias 26.3,13; Ezequiel 18.21; Juízes 2.18]

[628,570]

janeiro 12, 2013

Dízimos, azorrague satânico

[303620]

Qual o fundamento pelo entendimento bíblico em afirmar que os dízimos são o flagelo de satanás?
Simples! É exprobrar o ensino das “igrejas” quanto aos infelizes evangélicos em terem de contribuir para os mercenários religiosos [pastores, bispos, missionários, apóstolo, padres, reverendos e a cia religiosa eclesiástica] a título avarento de serem fiéis a Deus e obedientes a esquizofrênica instituição religiosa.

Porquanto, os dizimistas se tornam flagelados, mártires da manutenção obstinada dos lugares apelidados de “igrejas”, que são obras de homens e que contrapõem ao ensinamento de Cristo.

Ora, as instituições religiosas com placas de igrejas tornaram-se verdadeiros impérios financeiros, logomarcas do poder de persuasão sobre a fé alheia, imponentes e suntuosos templos mistificados em santuários no único fim de locupletar e na fraude do uso indevido da Palavra de Deus em usurpar de pessoas simples e de até intelectuais com Bíblias as mãos que se perdem no conhecimento exacerbado do fundamentalismo e legalismo.

É necessário evitar em cair no legalismo, no erro em irmos à contra mão da Palavra de Deus, e para isto, façamos das palavras do apóstolo João, o limiar de nossas vidas, constituindo um limite ao engano dizimista, e assim asseverarmos:

E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça. Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.” [João 1]

Os dizimistas, pelo legalismo, acometem o erro de exigir que todos devem aderir a suas inadequadas interpretações bíblicas e as suas tradições religiosas;

É triste dizer que a grande maioria evangélica exclui de seu convívio, de forma agressiva, a todos quanto se expressam diferente de suas opiniões, recriminam os que não trilham a via pela qual os fatos ou os dogmas são transmitidos pelas suas gerações sem prova autêntica da veracidade de suas tradições; não aceitam os que não querem frequentar suas instituições religiosas apelidadas de “igrejas”;

Enfim, aquele que se expressa (barganha) a Deus através do dinheiro no âmbito de almejar impossíveis bênçãos materiais, está diretamente renegando a vida eterna, torna-se, porquanto, adorar a Mamom, faz-se discípulo de satanás, afinal, é o próprio que prometeu todas as glórias de reinos ao Filho de Deus se lhe prostrasse, e assim o faz com quem busca as glórias desta vida pela barganha religiosa [“Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares”, Mateus 4].


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.

Azorrague
1 Açoite de várias correias ou cordas.
2 Látego ou chicote de couro.
3 [Figurado] Flagelo.
Exprobrar |eis|
1 Lançar em rosto.
2 Censurar (diretamente).
3 Vituperar.

.

8 comentários:

o crente disse...

James, estou contigo.
Precisamos acabar com esta bandalheira religiosa onde charlatões estão fazendo fortunas nos ombros de pessoas que trabalham de sol a sol e o nosso governo assiste a tudo calado.

Presbítero Santos disse...

Bem verdade irmão James.
Satanás tá dando de braçadas dentro das igrejas evangélicas como dá e deu durante séculos na católica.
Deus o abençoe.
pb Santos

Reginaldo Barbosa disse...

Verdade.

Creio que Deus conta conosco para libertar muitas vidas que ainda são reféns desse engodo maldito, ainda que seja preciso pagarmos um alto preço por isso.

Em verdade, eu e minha família já estamos pagando, mas o que importa é que a fé seja defendida.

A propósito, achei esse vídeo legal. Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência.

http://www.youtube.com/watch?v=XbgAKdg1oAw

REUNIDOS EM NOME DO SENHOR JESUS disse...

Estas pessoas que estão dentro deste sistema religioso, a maioria delas, não receberam mo amor a verdade.
E a maioria delas querem barganhar com Deus as coisas deste mundo, achando que dando o dizímo podem cobrar de Deus ou determinar as bençãos materias. coisas para o ventre.
Muitos dos eleitos ainda estão engodados dentro deste sistema religiso, mas no tempo certo ouvirão a voz do bom Pastor Jesus e sairão.

Não vivo debaixo da lei dos judeus. Vivo em Cristo disse...

James, o tempo da lei já passou, sendo que o dízimo era obrigação no VT e hoje não vivemos na lei, vivemos em Cristo.
Mas Jesus Cristo ao morrer num maldito madeiro levou consigo a lei e entramos no tempo da graça.
Os discípulos não mencionam dar dízimo nas sinagogas.
O apóstolo Paulo fala para contribuirmos com alegria voluntariamente sendo em ofertas generosas.
Nas igrejas do NT não se fala em dízimo e sim em ofertas.
Podemos dar ofertar em qualquer lugar onde o Espírito Santo nos mandar dar.
Seja em congregações, nas reuniões em casa, para os necessitados, para os órfãos, para a viúvas devemos ofertar no que Deus propuser no nosso coração a quantia a dar.
O dinheiro na vida do cristão deve ser para a obra de Deus, seu sustento, e para ajudar os necessitados.
Dízimo foi uma lei dos judeus, mesmo assim eles roubavam de Deus para reformas de suas casas, foi por esta causa que Malaquias disse que roubaste de Deus, em Oseias fala também a mesma coisa em seu tempo.
Deus não estipula o valor da oferta que devemos dar, e sim nos mostra o que nosso coração sente em dar.
10%, 20%, 30%, 50% ou tudo!
Não estamos mais na lei judaica e sim graça de Jesus!

Diego Silva disse...

que tal agente fazer uma pela parceria de blog...
o meu blog tbm falar sobre o nosso querido Deus, eu vou pegar o seu banner e colocar no meu blog, e espero que vc possar pegar o meu,
meu blog e jesusmereceoamor.blogspot.com.br

Fica Com Deus... AMIGO...

Nilo disse...

Meu irmão amado de Jesus James.
Não é sobre o texto que quero falar, mais aproveito em falar sobre os mestres que está em Tiago 3.1 que diz: Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.
Aqui estão incluídos os pastores, bispos,etc, dirigentes de igrejas, missionários,, pregadores da Palavra ou qualquer pessoa que ensine a congregação.
O professor, o líder o pregador precisam compreender que ninguém na igreja tem uma responsabilidade maior do que aqueles que ensinam as Sagradas Escrituras.
No dia do juízo final, os mestres,pastores cristãos serão julgados com mais rigor e mais exigência, do que os demais cristãos.
James! Não compreendo como estes líderes pastores etc evangélicos que sabem disto, e continuam na imoralidade dentro das igrejas, corrupção da Palavra original de Jesus, injustos, avarentos etc.
Será James que é joios? Não tem cabimento! Está aí escrito neste versículo acima, e eles não estão nem aí? Isto só pode ser obra das trevas.
O homem de Deus, fiel e santo não cai numa desta não!
O juízo de Deus é sério e vai acontecer.
É obra do diabo sim! E as igrejas estão na contra-mão do Verdadeiro evangelho de Jesus, e o mundo está dentro das igrejas evangélicas comandado pelo joio, é ele que ditas as ordens.
Infelizmente é isto que vemos e está acontecendo, os líderes e cristãos membros de igrejas estão dormindo no Verdadeiro sono profundo da mornidão espiritual de satanás que está sobre eles.
Mas tem líderes de igrejas estão envolvidos e consciente nas trevas e estão no meio disto aí, comandado pelo joio, são escravos do pecado e da corrupção em geral e amam o que fazem.
Maranata Jesus, só "Maranata que queremos urgente".

Renato Cosmo de Lima disse...

Irmão James, sou grato ao Senhor Jesus por usarem servos fiéis a obra dEle. Tive o privilégio de ser evangelizado pelo irmão do Blog Discípulo de Cristo, que na unção do Espírito Santo, me trouxe o pleno entendimento sobre a não validade do dízimo no Novo Testamento, aprendi muito com os estudos publicados no blog dele.
Concordo contigo, suas palavras são precisas e muito esclarecedoras.
Que bom que Deus usa várias pessoas para que a Verdade prevaleça!!!

Gostaria de receber sua visita e também sua presença como seguidor...

Fique na Paz!
Ir. Renato