Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 28.mai.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Judá e por quatro, não retirarei o castigo, porque rejeitaram a lei do SENHOR e não guardaram os seus estatutos; antes, se deixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais.
[Ezequiel 20.24,13,16; 2Reis 17.19; Isaías 28.15]
Por isso, porei fogo a Judá, e ele consumirá os palácios de Jerusalém.
[Jeremias 17.27; Oseias 8.14]
Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]

[655,000]

janeiro 03, 2013

Alianças de Deus. Equívocos das igrejas

[301240]

Pastores, bispos, missionários, após“tolos”, teólogos da igreja instituição, tem ensinado equívocos, enganos para a multidão de frequentadores usando das Alianças de Deus.

Pastores, bispos, missionários, após“tolos”, teólogos da igreja instituição, tem ensinado crendices, meninices, absurdos, tolices, que se baseiam na Antiga Aliança; entretanto, a Antiga Aliança foi estabelecida por Deus com a nação de Israel, é a base do Velho Testamento, o qual foi por Cristo abolido [2Coríntios 3]

Dizem de promessas de Deus para a igreja instituição, mas que foram feitas exclusivamente a Israel, coisas da Antiga Aliança, por que, Deus fez surgir Israel de uma maneira singular, na escolha de Abrão e Sarai, para preservar Sua identidade étnica, nação conduzida por Moisés e Josué.

Igreja instituição
1 lugares apelidados de “igrejas”
1 igreja física
3 instituições religiosas com placas de “igrejas”
4 denominações ou congregações ou comunidades evangélicas
5 igrejas evangélicas, católica
6 sistema religioso, cristianismo, religiões

A Palavra de Deus contida na Bíblia é explicita e cristalina quando afirma que a antiga Aliança era símbolo transitório, e Cristo é Mediador de uma Aliança melhor e eterna [Hebreus 8];

A única e verdadeira promessa de Deus para a Igreja foi consumada por Cristo na cruz do Calvário, pela Nova Aliança, a vida eterna [1João 2]; a maior riqueza para aquele que é fiel a Deus (nada nesta vida comparar-se-á a ela) que será agraciada aos que crêem professando o nome do Cordeiro de Deus e perseverarão até o fim [Mateus 24], onde, os crentes contemplarão a beleza da santidade do SENHOR diante o Santo Cordeiro [Apocalipse 1]; porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conhecemos em parte, mas então conheceremos como também somos conhecidos [1Coríntios 13].

As “igrejas”, através dos tempos, quanto mais cultura, estudos, inteligência, conhecimento, tornam-se ainda mais insanas, dementes, perfeitas no chamariz astucioso para atrair ou enganar, repletas de lisonjas ou mimos aliciadores;

As “igrejas” desenvolveram um poder (não de Deus) de atrair multidões, se voltaram para o “mundo” tomando seus rituais, danças, ritmos, maneira de entreter, onde o sacrifício vicário de Cristo foi dispensado e o amor pelas almas já não se faz necessário; é imperioso que a organização ou instituição “igreja” cresça a qualquer custo; isto é o importante para os dirigentes religiosos [pastores, bispos, missionários, após“tolos”, etc] e suas famílias;

As “igrejas” ensinam as coisas transitórias do Velho Testamento para enganar o povo, vivem pelo judaísmo disfarçado de cristianismo, e coisas tais como o templo, dízimos, cantores como levitas, vestimentas sacerdotais, homens religiosos [pastores, bispos, missionários, após“tolos”, etc] disfarçados de “ungidos”, balbuciam cobertura espiritual pelos lideres evangélicos como os sacerdotes que faziam expiação pelos pecados, muitos evangélicos ainda vislumbram em tocar o shofar, um preceito como todos os outros da fé judaica.

Entendimento bíblico:

Antiga Aliança – Feita por Deus com a nação de Israel, compreende todo o Antigo e adentra ao Novo Testamento até a crucificação e morte de nosso Senhor e Salvador; onde os israelitas eram exortados a aplicar o coração a todas as palavras que Moisés testificou, para as recomendar aos filhos, que tivessem cuidado de cumprir todas as palavras "lei", pois, porquanto, Cristo veio ao mundo e em cumprimento a Lei dada através de Moisés a nação de Israel, foi crucificado e morto; como Ele asseverou:Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir[Mateus 5];

Nova Aliança - Consumada por Cristo na cruz do Calvário, compreende o Novo Testamente após a morte e ressurreição de nosso Senhor e Salvador, como Ele mesmo disse:Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito[João 19], assim, Cristo cumpriu todas as coisas, através de Seu sofrimento e morte, tais como os rituais, cerimônias, preceitos que se faziam da Antiga Aliança, agora, a Igreja vive uma Nova Aliança, melhor e eterna!


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.

.

5 comentários:

Presbítero Santos disse...


Irmão James,

A paz de Cristo esteja convosco.
Infelizmente, o sistema religioso tem se firmado em mentiras e filosofias que enganam, mutilam, agridem a sã doutrina de Deus.
As igrejas evangélicas em especial são mestras em usar da Palavra de Deus como forma de fazer riquezas deturpando as Alianças de Deus, nada mais maligno.

pb Santos.

VOLTEMOS ÀS RAÍZES disse...

Parabéns pelo blog, irmão James. Artigos edificantes.

VOLTEMOS ÀS RAÍZES disse...

Parabéns pelo blog irmão James, artigos edificantes

o crente disse...

Irmão James,

Crente somos, porquanto, não aceitamos estas mazelas religiosas que imperam nas igrejas, principalmente, nas evangélicas.
Deus abençoe.

o crente disse...



James,

Nada a acrescentar em tudo o que você disse; as igrejas vem roubando o povo que não se preocupa com Deus!!!