Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[676,340]

agosto 09, 2012

Campanhas e correntes... crendices e fantasias religiosas

[255920]

Sempre que me deparo com estes movimentos, agitações, animações, coisas inesperadas e acontecimentos dos evangélicos e demais religiosos, fico perplexo, pois que, a Bíblia, em nosso tempo, está em quase todos os lares da humanidade.

Nada mais tolo e superficial que as tais campanhas e correntes que a igreja instituição (lugares apelidados de “igrejas” ou igrejas evangélicas e tantas outras) têm o costume de realizar.

Não encontramos nenhum respaldo na Palavra de Deus (contida na Bíblia) para estes despropósitos.

O ensinamento de Cristo para Sua Igreja não inclui quinquilharias para as campanhas e correntes; Jesus em momento nenhum realizou qualquer ritual neste sentido, não há nenhuma menção disto na Bíblia.

Estes rituais de campanhas e correntes, sujeita as pessoas na obrigação de estarem todos os dias nos templóides, é indispensável a presença para ‘se tentar’ obter os despropósitos estabelecidos;
Templóides
1 Templos religiosos disfarçados de ‘santos’, lugares comuns onde é profanada a santa Palavra de Deus em comércio.
E, o principal das campanhas e correntes é a distribuição de bugigangas religiosas que a pastorada gosta de comercializar; é porrete chamado de ‘cajado’, comida, óleo de soja chamado de ‘azeite de unção’, sal, terra de araque dizendo que é de ‘Israel’, água com cloro disfarçada de ‘rio Jordão’, campanha com ‘oferta voluntária’ e o valor já estabelecido, enfim, besteirol e comércio predatório religioso, mentira, safadeza; afinal, se os da barganha com Deus não comparecerem nestes rituais, como os mercenários religiosos irão ludibriar, enganar e vender suas porcarias??

Substituição da fé

Porém, um dos objetivos introduzidos nestas campanhas e correntes, nada mais é que substituir a fé em Deus por objetos (as bugigangas religiosas), a pastorada influencia as pessoas de que precisam de objetos para apalpar, precisam vê-los, necessitam de um símbolo, uma imagem, para que, supostamente, estes sejam os representantes de Deus, e assim receberiam o objetivo das campanhas e correntes, tornando as pessoas insatisfeitas com Deus.

Nada mais demoníaco estas campanhas e correntes, afinal, o diabo não podendo destruir a ação das Sagradas Escrituras, tem muitas vezes neutralizado a sua eficácia através da adição, subtração ou substituição dentro da igreja instituição usando pastores, bispos, missionários, as lideranças!!

As pessoas que frequentam estas campanhas e correntes, fazem tal qual o povo de Israel no deserto quando construíram o bezerro de ouro, por que estava insatisfeito com o Deus invisível.

Contrária a estas campanhas e correntes, a Palavra de Deus (contida na Bíblia) mostra, testifica que a ação de Deus está por meio da fé na promessa da palavra divina, e não por objetos inanimados ou movimento religioso [“Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.” - Romanos 1].


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente; nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.


2 comentários:

Reginaldo Barbosa disse...

É o povo que se diz salvo vivendo uma graça sem graça, tentando adicionar elementos a fé, testemunhando dessa forma que o sacrifício do amado Mestre foi em vão.

Deus tenha compaixão de sua igreja e volte logo para levá-la daqui.

Nilo disse...

Meu irmão James, só posso dizer uma coisa: MARANATA JESUS CRISTO!
O que dizer mais!
O irmão já vem alertando em seus textos, e só não enxerga quem não tem compromisso com Deus que são milhões, e principalmente os que estão dentro das igrejas evangélicas, com viséiras como a que põe no burro, que fazem seguir o caminho só para uma direção, sem enxergar o que está acontecendo ao seu lado, é o que os pastores fazem com o seu rebanho os cristãos, os seus membros, pondo viséiras neles e conduzem-os como eles querem, para não deixar enxegarem os retos caminhos de Deus.
A corrupção e o falso o evangelho nas igrejas evangélicas já estão arraizados profundamente, e suas sementes brotando frutos de perdição.
O que dizer mais?
Digo novamente: Jesus Cristo muito em breve virá, prepara-te ó Igreja, povo fiel do Deus Vivo que estão santificando suas vidas no sangue do Cordeiro e em sua Palavra de Vida Eterna.
Ora vem Senhor Jesus, venha com urgência, pois teu povo santo não está aguentando mais este mundo.