Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[676,340]

junho 30, 2009

Seriam mesmo do apóstolo Paulo os restos encontrados no Vaticano?

.
Informam as agências de notícias que, ao encerrar o ano paulino, no dia 28 de junho, o Vaticano anunciou que uma análise científica parcial no túmulo onde estão as relíquias de Paulo revelou a presença de fragmentos de ossos humanos que pertenceriam ao apóstolo.

Segundo o papa, o sarcófago que está basílica de São Paulo Extramuros, que nunca fora aberto nestes quase 20 séculos, foi "recentemente objeto de uma análise científica atenta". Uma minúscula perfuração foi realizada para introduzir uma sonda especial que permitiu retirar do túmulo minúsculos fragmentos de ossos. Os testes com Carbono 14 demonstraram que pertenceram a uma pessoa que teria vivido entre o I e II séculos.– Isto parece confirmar a tradição unânime de que se trataria dos restos mortais do apóstolo Paulo.

A sonda também permitiu a descoberta "de restos de um precioso tecido de linho púrpura, com bordados em ouro, e de um tecido azul com filamentos de linho" assim como que "grânulos de incenso", informou.

Segundo a tradição,o apóstolo Paulo morreu decapitado, no ano de 67, em Roma. Como sabemos pela Bíblia, ele descendia de uma família judaica de Tarso (Ásia Menor) e se converteu a fé cristã nascente após ter perseguido os primeiros adeptos. Depois disto, dedicou sua vida à evangelização dos "gentios" ao redor do mar Mediterrâneo.

O cardeal Andrea Lanza di Montezemolo, arcipreste do templo, disse que "não há nenhuma dúvida de que o sarcófago encontrado sob a basílica de São Paulo é do apóstolo”.

Em 2005, enquanto realizava outras tarefas de escavação sob a basílica, um grupo de arqueólogos encontrou o sarcófago. À época especulou-se que ali podiam estar os restos de Paulo.

Há dois meses, os arqueólogos -- liderados por Giorgio Filippi, membro da equipe de especialista dos museus do Vaticano - trouxeram finalmente à luz o sarcófago, que tinha ficado enterrado sob as camadas das diversas basílicas e edificações que durante anos foram se sobrepondo umas sobre as outras.

Sobre o sepulcro que contém o sarcófago é possível ler a seguinte inscrição em latim “Paulo Apostolo Mart”.

Se se confirmar, depois de estudos transparentes e não secretos, a descoberta é uma das mais importantes da história do cristianismo. Quem sabe, confirmada esta descoberta, outras possam ser feitas. Quem sabe estejamos perto de saber qual era o espinho na carne de Paulo, se era uma enfermidade física, que novos exames podem detectar. É aguardar.


Adaptado - Prazer da Palavra

.

Um comentário:

evanir disse...

A vida é bela e as esperanças nunca devem acabar
Assim como também não deve acabar
O amor que existe dentro de nós.
Um beijo carihoso ,Evanir
Meu eterno agradecimento p/orações.
veja postagem.
Querida tem uma sala de mascote escolha quantos desejar é meu carinho para vc.
www.fonte-amor.zip.net