Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 21.jun.2017, Hebreus 4

Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, JESUS, FILHO de DEUS, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
[Hebreus 6.20; 1.2-3; 8.1; 9.24; 10.12]
Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
[2Coríntios 5.21; João 8.46; Hebreus 7.26; 2.17-18]
Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.
[Efésios 3.12; Filipenses 4.6-7; Êxodo 25.17-22; Levítico 16.2; 1Crônicas 28.11]

[659,985]

março 17, 2009

Conhecendo a Bíblia – 37ª parte – ZACARIAS

.

Zacarias, cujo nome significa “O Senhor se Lembra”, foi um dos profetas pós – exílicos, um contemporâneo de Ageu.

Estava na Judéia entre os judeus que voltaram para reedificar o templo e Jerusalém. Com Ageu, ele foi chamado para despertar os judeus que retornaram, para completar a tarefa de reconstruir o templo (ver Esdras 6.14). Como filho de Baraquias, filhos de Ido, ele era de umas das famílias sacerdotais da tribo de Levi. Ele é um dos mais messiânicos de todos os profetas do Antigo Testamento, dado referências distintas e comprovadas sobre a vinda do Messias.

O ministério de Zacarias começou em 520 aC, dois meses após Ageu haver completado sua profecia. A visão dos primeiros capítulos foi dada, aparentemente, enquanto o profeta ainda era um jovem (2.4). Os capítulos 7-8 ocorrem dois anos mais tarde, em 518 aC. A referência à Grécia em 9.13 pode indicar que os capítulos. 9-14 foram escritos depois de 480, quando a Grécia substituiu a Pérsia como o grande poder mundial. As profecias que abrangem o Livro de Zacarias foram reduzidas à escrita entre 520 e 475 aC.

Os exilados que retornaram à sua terra natal em 536 aC sob o decreto de Ciro, estavam entre os mais pobres dos judeus cativos. Cerca de cinquenta mil pessoas retornaram para Jerusalém sob a liderança de Zorobabel e Josué. Rapidamente, reconstruíram o altar e iniciaram a construção do templo. Logo, todavia, a apatia se estabeleceu, à medida que eles foram cercados com a oposição dos vizinhos samaritanos, que, finalmente foram capazes de conseguir uma ordem do governo da Pérsia para interromper a construção. Durante cerca de doze anos a construção foi obstruída pelo desânimo e pela preocupação com outras atividades. Zacarias e Ageu persuadiram o povo a voltar ao Senhor e aos seus propósitos para restaurar o templo.

O livro começa com a veemente palavra do Senhor para o povo se arrepender e se voltar novamente para seu Deus. O livro está repleto de referências à palavra do Senhor. O profeta não entrega sua própria mensagem, mas ele, fielmente, transmite a mensagem dada ele por Deus. O povo é chamado para se arrepender de sua apatia e completar a tarefa que não foi terminada. Zacarias encorajou o povo de Deus indicando-lhe um dia, quando o Messias reinaria de um templo restaurado, numa cidade restaurada.

Deus, então, assegura ao seu povo o seu amor e cuidado por eles, através de oito visões.

Observações Sobre as Profecias e Visões.

Primeiras Profecias. 1-8.

1. Primeira Visão. Os Quatro Cavalos. 1.8-17. Falam da reconstrução do templo.

2. Segunda e Terceira Visões. 1.18-23 e 2.1-13. Falam da mesma coisa da primeira visão com símbolos diferentes.

3. Quarta Visão. Troca de Roupa. 3.1-10. Fala da salvação de Israel. Note também a profecia da bênção futura de Israel. v. 8. Claro que fala da salvação de todos os salvos também.

4. Quinta Visão. Castiçal de Ouro. 4.1-14. As oliveiras falam de Zorobabel e Josué, e também que depois nos últimos dias virão as duas testemunhas em Apocalipse 11.

5. Sexta Visão. O Rolo Volante. 5.1-11. Fala da Palavra de Deus que julga e condena tudo que está contra Deus na obra da reconstrução do templo.

6. Sétima Visão. Os Quatro Carros. 6.1-15. Observe v. 5. Observe também v.2-3 que mostram os cavalos de cores variadas. Esta visão fala do juízo futuro das nações gentias no dia do Senhor. v.12-13.

7. Mensagem em Quatro Partes. Capítulos 7-8.

a. No cativeiro as festas eram só formalidades. 7.1-7.
b. Por isso as orações deles não foram ouvidas por Deus. 7.8-14.
c. A promessa da bênção sobre Israel falada. 8.1-17.
d. A promessa da bênção de Israel nos últimos dias. 8.18-23.

As visões são seguidas por uma cena de coroação na qual Josué é coroado tanto como rei como sacerdote. Isso é poderosamente um simbolismo da vinda do Messias. Nos capítulos 7-9, Deus usa a ocasião de uma questão sobre o jejum para reforçar sua ordem para justiça e juízo, para substituir as formalidades religiosas.

Os capítulos 9-14, contém muita escatologia (Estudos das últimas coisas).

Zacarias é, às vezes, referido como o mais messiânico de todos os livros do Antigo Testamento. Os capítulos 9-14 são as seções mais citadas dos profetas nas narrativas dos Evangelhos. No Apocalipse, Zacarias é citado mais do que qualquer profeta, exceto Ezequiel.

Ele profetizou que o Messias virá como o Servo do Senhor, o Renovo (3.8), como o homem cujo nome é Renovo (6.12); tanto como Rei como sacerdote (6.13), e como o verdadeiro Pastor (11.4-11). Ele dá um expressivo testemunho sobre a traição de Cristo por trinta moedas de prata (11.12-13), sua crucificação (12.10), seus sofrimentos (13.7) e sua segunda vinda (14.4).

Duas referências a Cristo são de profundo significado. A entrada triunfante de Jesus em Jerusalém é descrita com detalhes em 9.9, quatrocentos anos antes do acontecimento (ver Mateus 21.4; Marcos 11.7-10).

Um dos versículos mais dramáticos das Escrituras proféticas é encontrado em 12.10, quando, na maioria dos manuscritos a primeira pessoa é usada: “E olharão para mim, a quem traspassaram...”, a definitiva recepção pela casa de Davi.

O versículo mais frequentemente citado do Antigo Testamento em referência à obra do Espírito Santo é 4.6. Zorobabel é confortado na segurança de:

1) que a reconstrução do templo não será por força militar ou por proeza humana, mas pelo ministério do Espírito Santo;

2) que o Espírito Santo removerá cada obstáculo que está no caminho, que impede a conclusão do templo de Deus.

Um triste comentário em 7.12 recorda ao povo sua rebelião contra as palavras do Senhor pelos profetas. Essas palavras foram transmitidas pelo Espírito Santo.
...

4 comentários:

Amenidades da Cristandade disse...

Temos premiação para vcs em nosso blog. Acesse:

Premiações

Amenidades da Cristandade disse...

Temos premiação para vcs em nosso blog. Acesse:

Premiações

Debora Zibordi disse...

A paz do Senhor!!!

Como é bom aprender sobre mais um homem que Deus levantou para glorificar e engrandecer o Senhor!!! O livro de Zacarias é surpreendente!

Parabéns pelo blog, ele continua cheio do poder e do conhecimento verdadeiro da Palavra.

Que Deus te use mais e mais!

james disse...

.
Graça e paz de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo, amada irmã em Cristo, Debora Zibordi.

Em verdade, o livro de Zacarias nos traz uma grandiosidade da obra de Deus, e de como somos egoístas como nós mesmos, mas, devemos pela virtude do Amor de Cristo, limparmos nossos ouvidos para ouvir das maravilhas de Deus, e transformar nosso caminho na “reconstrução” do templo do Espírito Santo (1Coríntios 6.19,20), recordando de tudo quanto o Senhor Jesus nos tem ordenado.

Deus a abençoe e aos seus ricamente, e por sua amável visita ao nosso humilde blog.

Fraternalmente.

James.
...
..
.