Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 10.jul.2017, Mateus 5

EU, porém vos digo: Amai a vossos inimigos, bem-dizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; [Lucas 23.34; 6.27-28; Atos 7.60; Romanos 12.14; 1Pedro 3.9; Salmos 7.4]
Para que sejais filhos do vosso PAI que está nos céus;
porque faz que o Seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
[Lucas 6.35; Atos 14.17; Mateus 5.9; Jó 25.3; Salmos 145.9]
Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? [Lucas 6.32-35; Mateus 6.1; 9.10-11; 11.19; 18.17]
E, se saudares unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? [Mateus 5.20; Lucas 6.32; 10.4-5; 1Pedro 2.20]
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso PAI que está nos céus. [Levítico 19.2; Colossenses 1.28; Gênesis 17.1; Deuteronômio 18.13; Lucas 6.36]

[664,370]

agosto 18, 2008

Conhecendo a Bíblia - 17ª parte

...
O LIVRO DE ESTER

O nome do autor é desconhecido. Mas o livro foi escrito por um judeu que conhecia os costumes e a linguagem dos persas. Talvez Mardoqueu ou Esdras tenha sido o autor, é uma narração bem elaborada, que relata como o povo de Deus foi preservado da ruína durante o séc. V aC.

O livro toma seu nome de uma mulher judia, bela e órfã, que se tornou rainha do rei persa Assuero. Acredita-se que este rei tenha sido Xerxes I, que sucedeu Dario I, em 485 aC, e governou 127 províncias, desde a Índia até a Etiópia, durante vinte anos. Viveu em Susã, a capital persa. Naquela época, certo número de judeus ainda se encontrava na Babilônia sob o governo persa, embora tivesse liberdade para retornar a Jerusalém (Ester 1-2). A história se desenrola num período de quatro anos, iniciando no terceiro ano do reinado de Xerxes.

Ester é um estudo da sobrevivência do povo de Deus em meio à hostilidade. Hamã, o homem mais importante depois do rei, deseja a aniquilação dos judeus. Ele manipula o rei para que execute os judeus. Entretanto, Deus usou da insônia do rei (6.1-3), para exaltar seu servo (Mardoqueu) pelo seu inimigo (Hamã), Deus zela por seu povo de dia e de noite. Ester é introduzida em cena e Deus faz uso dela para salvar seu povo. Hamã é enforcado; e Mardoqueu, líder dos judeus no Império Persa, se torna o segundo depois do rei Assuero. A festa de Purim é instituída para marca a libertação dos judeus.

Um aspecto peculiar no Livro de Ester é que o nome de Deus não é mencionado. No entanto, vestígios de Deus e seus caminhos transparecem em todo o livro, especialmente na vida de Ester e Mardoqueu. Da perspectiva humana, Ester e Mardoqueu foram as duas pessoas do povo menos indicadas para desempenhar funções importantes na formação da nação. Ele era um judeu benjamita exilado; ela era prima órfã de Mardoqueu, adotada por este (2.7). A maturidade espiritual de Ester se percebe na virtude dela saber esperar pelo momento que Deus julgou adequado, para, então, pedir ao rei a salvação do povo e denunciar Hamã (5.6-8; 7.3-6). Mardoqueu também revela maturidade para aguardar que Deus lhe indicasse a ocasião correta e lhe orientasse. Em conseqüência, ele soube o tempo certo de Ester desvendar sua identidade judaica (2.10). Esta espera divinamente orientada provou ser crucial (6.1-14; 7.9,10) e comprova a base espiritual do livro.

Finalmente, tanto Ester quanto Mardoqueu temiam a Deus, não a homens. Independentemente das conseqüências, Mardoqueu recusou-se a prestar honras a Hamã. Ester arriscou sua vida por amor do seu povo quando foi ao rei sem ter sido convidada. A missão de Ester e Mardoqueu sempre foi salvar a vida que o inimigo planejava destruir (2.21-23; 4.1-17; 7.1-6; 8.3-6) Como resultado, conduziram a nação à liberdade, foram honrados pelo rei e receberam autoridade, privilégios e responsabilidades.

Embora não se mencione diretamente o Espírito Santo, sua ação produziu em Ester e Mardoqueu profunda humildade, conduzindo-os ao amor mútuo e à lealdade (Romanos 5.5) O Espírito Santo também dirigiu e fortaleceu Ester para jejuar pelo seu povo e pedir que este fizesse o mesmo. (Romanos 8.26,27).
...

9 comentários:

Rosa Farias disse...

Que Deus continue te abençoando grandemente,amei seu blog e vou recomendar no meu viu? Paz

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jeus Cristo, irmã Rosa Farias!

Deus abençoe a amada irmã por sua visita a nosso humilde blog.

Este espaço é reservado para glorificar nosso amado Salvador.

Fraternalmente.
James.

Rosa Farias disse...

Passando para agradecer a visita do amado irmão ao meu blog, grande é o Senhor.Paz

Agnaldo Gomes disse...

Olá James,
Muito importante esta Série "Conhecendo a Bíblia".
No momento atual da Igreja em que há tantos sensacionalismos, nada melhor do que aprofundar no conhecimento da Palavra de Deus.
Um grande abraço,
Em Cristo, Agnaldo Gomes

Junior disse...

Paz e Bem James!

Ester 8.16 foi o tema de nossa Confraternização, agora em agosto, em nossa humilde congregação.
Lendo este seu estudo, lembrei-me das ministrações dos homems de Deus nestes dias de júbilos.

No amor dAquele que opera em secreto.

Junior

Anchieta Campos disse...

Nobre amigo e irmão James, saudações em Cristo.

Não vou mais precisar comprar livros de síntese e iintrodução do AT, pois o caro já está nos concedendo esta cadeira teológica em seu blog através destes belos artigos.

Todos vão para a minha pasta digital de teologia.

Parabéns e que Deus o abençoe e use cada vez mais, em nome de Jesus. Amém.

Do seu amigo e co-servo de Cristo,

Anchieta Campos

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo, irmão Agnaldo Gomes!

Quando nos aprofundamos na Palavra de Deus, sentimos o Amor do Senhor em nossos corações, e, podemos meditar, pois, assim "... diz o Senhor:Porei as minhas leis no seu entendimento, E em seu coração as escreverei; E eu lhes serei por Deus, E eles me serão por povo;" (Hebreus 8.10).

Deus o abençoe pela visita a nosso humilde blog...

Fraternalmente.
James.

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo, irmão Junior!

Deus seja sempre louvado em todos os momentos que refletirmos nossa vida em sua Palavra, principalmente neste Livro de Ester, onde podemos contemplar a sobrevivência do povo de Deus em meio à hostilidade, vez por outra, nestes dias atuais, como bem frisou nosso irmão Agnaldo...

Deus o abençoe por visita ao nosso humilde blog...

Fraternalmente.
James.

james disse...

A vós, graça e paz da parte de Deus e de nosso Senhor Jesus Cristo, irmão Anchieta Campos.

Louvemos a Deus que, nos agraciou com sua Palavra, o Bem maior que podemos ter, acima de nossas próprias vidas...

As sublimes palavras do amado irmão, elevo-as a Cristo Jesus, nosso Amado Redentor, que, por Seu infinito Amor, nos dá, graça, paz, entendimento e compaixão...

Deus abençoe pela vossa visita a nosso humilde blog, construído no Amor a Cristo Jesus.

Fraternalmente.
Seu conservo e amigo, James.