Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 28.mar.2017, Atos 22

E ele disse: O DEUS de nossos pais de antemão te designou para que conheças a Sua vontade, e vejas aquELE Justo, e ouças a voz da Sua boca.
[Atos 26.16; 1Coríntios 9.1; 15.8]
Porque hás-de ser Sua testemunha para com todos os homens do que tens visto e ouvido.
[Atos 1.8; 23.11; 4.20; Lucas 24.47-48; João 15.27]
E agora porque te deténs? Levanta-te, e baptiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do SENHOR.
[Atos 2.21,38; Hebreus 10.22; 1Coríntios 6.11]

[616,240]

julho 04, 2013

A importância de não se achar o "importante"

[341660]

Os últimos anos estão recheados de homens de extrema sabedoria bíblica, homens com vasto conhecimento religioso, homens de vários cursos teológicos e faculdades diversas no ramo da religiosidade, homens com seus títulos pomposos, e por conseguinte, são seguidos por milhares;

Entretanto, a Palavra de DEUS [contida na Bíblia] jamais considera todo esse arsenal de sabedoria advinda dos homens!!

Em momento nenhum nos contextos bíblicos, o conhecimento humano sobre DEUS se fez importante; não há importância alguma do conhecimento humano para se chegar a DEUS.

Sei que muitos irão se irritar com o que digo, e por mim, o que importa é CRISTO, afinal, está escrito:

"Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos inteligentes" [1Coríntios 1]

Há muitos religiosos [pastores, bispos, missionários, apóstolos, reverendos, padres, médiuns] que se acham o supra sumo do conhecimento bíblico, querem que as pessoas ouçam-lhes, querem que as pessoas lhes dê merecimento, exigem serem reconhecidos pelo vasto conhecimento, que sejam merecedores de aplausos, que sejam reverenciados; aliás, os títulos eclesiásticos servem para este propósito; a sabedoria dos homens religiosos é descaroável.

Descaroável
1 Em que não há afeto ou amabilidade;
2 DESAGRADÁVEL, DESCARINHOSO.
Mas, diante a Palavra de DEUS, estes homens são tolos, na verdade, vivem em meninice e querem aparecer diante outros meninos de a fé!!

Fiquemos, porquanto, com DEUS em CRISTO JESUS, aprendendo pela ação do ESPÍRITO SANTO:

"E a unção que vós recebestes dELE, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a Sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nELE permanecereis" [1João 2].


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.

3 comentários:

Presbítero Santos disse...

Irmão James,

O egocentrismo é quem dirige os corações dos religiosos;
Homens corruptos de entendimento, porém, cheios de conhecimento.
pb Santos

Missionário Luiz. disse...

Em 1 Coríntios 2.1,4,5,6,7,8 diz: E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder,
para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.
Todavia, falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;
mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
a qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.
Assim diz o apóstolo Paulo, um homem cheio do Espírito Santo, e teólogo formado, ensinava, e pregava o evangelho mas no poder do Espírito Santo que habitava no seu ser.
Estas palavras é para a sabedoria do mundo dos homens carnais.
O conteúdo da pregação do apóstolo Paulo não foi segundo a última expressão da " sabedoria " humana, quer na igreja. Antes, concentrava sua atenção, na verdade central do evangelho( a redenção em Jesus Cristo ) e no poder do Espírito Santo. Mas vejo eu que podemos encaixar estas palavras nas igrejas de hoje, em que joio estão pregando o falso evangelho.
Paulo tinha plena consciência das suas limitações humanas, da sua insuficiência pessoal e dos seu temores e tremores interiores. Daí, Paulo não depender de si mesmo, mas da sua mensagem bíblica e do Espírito Santo; ver 1 Co 2.4. Como resultado, houve uma maior demonstração da obra e do poder do Espírito Santo.
À medida que o cristão lê e estuda a Bíblia a Palavra de Deus, o Espírito Santo ilumina sua compreensão da Verdade. Além disso, o Espírito comunica com o cristão fiel uma forte convicção quanto à origem divina das Escrituras Sagradas; ver Jo 16.13; Ef 1.17. Os Escritores da Bíblia usaram palavras ensinadas pelo Espírito Santo; ver 1 co 2.13; o Espírito Santo guiava os escritores das Escrituras Sagradas na escolha das palavras que empregavam; ver êx 24.4; Is 51.16; Jr 1.9; 36.28,32; Ez 2.7; Mt 4.4. Ao mesmo tempo, a orientação do Espírito na comunicação da Verdade divina, não era mecânica; pelo contrário, o Espírito Santo usava o vocabulário e estilo pessoal de cada escritor. Daí, tanto os pensamentos quanto a linguagem das Escrituras Sagradas foram inspiradas pelo Espírito Santo de Deus. Nenhum escritor da Bíblia sequer, escreveu uma única palavra ou frase errada. A Palavra de Deus foi protegida de todo erro por meio do Espírito Santo.

o crente disse...

Na verdade,
irmão James.
Existem milhares de tolos que andam atrás é de homens que parecem ter sabedoria, estes milhares não acreditam em Cristo, acreditam é nas palavras dos religiosos.
D'us o abençoe.