dezembro 03, 2012

O verdadeiro crente, cidadão dos céus

[291630]

SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo?
Quem morará no teu santo monte?
O crente que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração;
Aquele crente que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;
A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR;
O crente que jura com dano seu, e, contudo não muda;
O crente que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente;
O crente que gravando CD’s, não vende, mas, distribui para divulgar a Palavra de Deus;
O crente que escrevendo não requer direito autorais, pois, o que escreve, o faz para Deus, querendo a edificação, afinal, quem de graça recebe, de graça dá [Mateus 10];
O crente que prega a Palavra, não precisa de cachês e nem de hotéis para hospedagem quando é chamado para outras cidades, mas, o faz de coração e se aconchega no mais simples;
O crente que busca a Deus, não faz shows, e não participa de megalomanias religiosas;
O crente não se ilude com a religiosidade sentimental, com as pregações fingidas e de apelo medíocre de horas embaladas de sermões com poucas passagens bíblicas;
O crente não possui testemunho de vida medíocre como os evangélicos que dividem com os ímpios no ranque dos divórcios;
O crente não é conivente com lideres evangélicos e nem com os religiosos que usurpam da fé alheia;
O crente não aceita ensinos errôneos e nem deturpação da Palavra de Deus como é difundida pelos lugares apelidados de “igrejas” (ou igrejas evangélica e católica).
O crente não convive com lideres mercenários da fé, nem os defende com palavras idiotas como “não podemos julgar lideres” ou “não toque no ungido”;
O crente vive a liberdade de Cristo, na confiança, fidelidade e amor, e não sob o cabresto dos lideres evangélicos que colocam jugo em seus discípulos;
O crente vive a “Igreja”, e não em lugares apelidados de “igrejas”, divididos,  dos evangélicos, pois, há um SENHOR, um corpo, um Espírito, uma confiança, uma imersão, e um Deus, Pai de todos, que rege todos, atua por médio de todos e está em todos [Efésios 4];
O crente tem a sua velha natureza levada a morte, não contrasta com a vida dos evangélicos pelo legalismo que gera todo tipo de pecado;
O crente não aceita hierarquias religiosas, pois, isto é coisa das instituições mundanas, mesmo por que, o que os homens das “igrejas” valorizam como títulos, Jesus atribui como “dons” [Efésios 4] e os reparte conforme Lhe bem aprouver, portanto, não é mérito de nenhum homem e muito menos por que participou destes ou daqueles cursos patéticos de teologia.

Quem assim vive, nunca será abalado [Salmos 15].


Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Deus eternamente;
Nos interesses da Igreja que Cristo edificou. Amém.


.

3 comentários:

Anônimo disse...

Paz do Senhor!

maravilhoso texto! Este é o "crente diferente"...

simples assim..

esta frase resume tudo em todos os sentidos.
"O crente que escrevendo não requer direito autorais, pois, o que escreve, o faz para Deus, querendo a edificação, afinal, quem de graça recebe, de graça dá." [Mateus 10];


Deus continue abençoando e edificando sua vida.


Paz e Luz nos caminhos teus e dos teus..


mary

Reginaldo Barbosa disse...

Resumindo:

O crente que dá de graça, aquilo que de graça recebeu.

Amém!

Sarita SAS disse...

A paz do Senhor irmão James, lindo texto, crente de verdade é outra história mesmo!
Que Deus o abençoe ricamente.