Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[676,340]

novembro 21, 2014


Por que os 'protestantes' demoraram tanto pra aparecer???

[404,350]

A fé dos oprimidos, tornou-se religiões para os mercenários da fé;

Criando um sistema institucionalizado com os mesmos moldes (adulterados) que o fundador da fé, CRISTO Crucificado, que tanto denunciou os mesmos moldes, daqueles que O assassinaram, e a partir daí, uma "reforma" reformando outra reformulada, até chegarmos aos protestantes evangélicos, filhas meretrizes da mãe católica.

Os mercenários da fé deram uma nova roupagem às suas instituições religiosas elaboradas e criadas a partir da vontade de homens corruptos de entendimento, apelidando-as de "igrejas" e assim, de todas as formas usam este argumento capcioso induzindo em erro aos outros, meninos na fé, com o artificio maligno de serem, enganando e erroneamente obra de DEUS, sem jamais terem sido da vontade do TODO-PODEROSO.

• Católica Apostólica Romana — Imperador Constantino — 325d.C — Roma
• Arianismo — Ário — 325 — Alexandria
• Nestorianismo — Nestório — 431 — Constantinopla
• Monofisismo (Jacobitas) — Dióscoro — 451 — Alexandria
• Ortodoxa Oriental  — Miguel Cerulário — 1054 — Constantinopla
Luterana — Martinho Lutero — 1517 — Alemanha
• Episcopal (ou Anglicana) — Henrique VIII — 1534 — Inglaterra
Reformada (ou Calvinista) — João Calvino — 1541 — Suíça
• Menonita — Menno Simons — 1550 — Holanda
Presbiteriana — John Knox — 1567 — Escócia
• Congregacional — Robert Browne — 1580 — Inglaterra
Batista — John Smyth — 1604 — Holanda
• Quaker — John Fox — 1649 — EUA
• Dunker (ou igreja dos Irmãos) — Alexander Mack — 1708 — Alemanha
Metodista  — John Wesley — 1739— Inglaterra
Mórmon (igreja de J. Cristo dos Santos dos Últ. dias) — Joseph Smith — 1830
Espiritismo Kardecista — Léon-Hippolyte-Denizart-Rivail — 1854 — França
• Exército da Salvação — William e Catarina Booth — 1865 — Inglaterra
• Velhos Católicos — João Frederico von Schulte — 1871— Tchecoslováquia
• Ciência Cristã — Mary Baker — 1875 — EUA
• Pentecostais  — Charles Parham e outros — 1900— EUA 
• Mariavita — Francisca Kozlowzka — 1906 — Polônia
• do Nazareno — vários — 1908 — EUA
• Congregação Cristã — Luigi Francescon (ital.) — 1909 — Brasil 
Assembléia de Deus — vários pastores de 100 grupos — 1910 — EUA
Testemunhas de Jeová — Charles-Taze Russel — 1914 — EUA
• Moralogia — Chiruko Hiroike — 1915 — Japão
• Amigos do Homem — Alexandre Freytag — 1920 — Suíça
• Racionalismo Cristão — Luiz José de Mattos (port.) — 1926 — Brasil
• do Evangelho Quadrangular — Aimée Semple McPherson — ca. 1940 — Canadá
• Católica Apostólica Brasileira — D. Carlos Duarte da Costa — 1945 — Brasil 
• Santo Daime — Raimundo Irineu Serra — 1945 — Brasil
• Pentecostal Unida Internacional — vários — 1945 — EUA
• Adhonep — Demos Shakharian — 1952 — EUA
• Associação para a Unificação do Cristianismo Mundial — Sun Myung Moon — 1954 — Coréia do Sul
• Brasil para Cristo — Manoel de Mello — 1956 — Brasil
• Legião da Boa Vontade — Alziro Zarur — anos 50 — Brasil
• Nova Vida — Robert Edward McAlister — 1960 — Brasil
Deus é Amor — David Martins Miranda — 1962 — Brasil
• Tabernáculo Evangélico de Jesus (Casa da Bênção) — Doriel de Oliveira — 1964 — Brasil
• Meninos de Deus (A Família do Amor) — David Berg — 1968 — EUA
• Cristã Maranata — 4 ex-presbiterianos — 1968 — Brasil
• Vale do Amanhecer — Neiva Chaves Zelaya — 1969 — Brasil
•  Universal do Reino de Deus — Edir Macedo  — 1977 — Brasil
• Cidade dos Sete Planetas (Ordem dos 49) — Polo Noel Atan — 1977 — Brasil
Internacional da Graça de Deus — Romildo Ribeiro (RR) Soares — 1980 — Brasil
• Maná — Jorge Tadeu — 1984 — Portugal
Renascer em Cristo — Estevam e Sônia Hernandes  — 1986 — Brasil
• Vineyard — John Wimber — 1987 — EUA
Sara Nossa Terra — Robson Rodovalho — 1992 — Brasil
• da Restauração —  Terra Nova — 1992 — Brasil
• Novo Destino — Johan e Tessa Proost — 1993 — País
Mundial do Poder de Deus — Valdemiro Santiago — 1998 — Brasil
(há algumas divergências sobre datas)

Os apóstolos NUNCA fundaram qualquer que seja instituição religiosa (denominação, igreja instituição, como detalhadas acima), nem católica e nem protestante foram fundadas por eles, afinal, foram enviados por DEUS para pregarem, anunciarem o evangelho e não para viverem como mercenários da fé (desde 325 d.C por Constantino)!

Afinal, a Igreja de CRISTO, subsiste eternamente, independente de lideres humanos e muito menos em função de dízimos, ofertas, ajudas ou qualquer que seja outra definição no âmbito do dinheiro, pois quê, dinheiro é coisa de homens, não de DEUS!!



Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.



Um comentário:

Erivelton Lopes disse...

Muitos evangelicos vivem com a mente presa. Não tem a mente de Cristo. são alienados ao sistema de regras de suas denominações. Eu fui evangélico por 2 anos. Porém com a inteligencia que Deus me deu, não pude ser controlado. Conferia tudo nas cartas de Paulo e não batia. São guiados para não amar ninguem que não seja de sua denominação.
Vivem numa caverna de Platão, vendo as sombras produzidas pelo reflexo da realidade fora da caverna produzida pela luz do sol. Nunca verão a realidade, somente as sombras.