Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 12.set.2017, Amós 2

Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro e o necessitado por um par de sapatos.
[Joel 3.3; 2Reis 18.12; Amós 5.11-12]
Suspirando pelo pó da terra sobre a cabeça dos pobres, eles pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o Meu santo nome.
[Amós 5.12; Isaías 10.2; Ezequiel 22.11; Miqueias 2.2]
E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas e na casa de seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.
[Amós 6.6; Êxodo 22.26-27; Deuteronômio 24.12-17; Juízes 9.27; Isaías 57.7]
Não obstante EU ter destruído o amorreu diante deles, a altura do qual era como a altura dos cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima e as suas raízes por baixo.
[Malaquias 4.1; Números 13.32-33; 21.23-25; Jó 18.16; Gênesis 15.16]

[676,340]

dezembro 02, 2013


Assalto a luz da Bíblia??!!

[364,560]

Tumblr_m7xk5lugff1ra9ykoo1_500_large
Muitos, evangélicos, têm permitido em se fazer de presas (mantenedores, financiadores) de um sistema que utiliza da Bíblia como forma de manutenção para entidades religiosas apelidadas de 'igrejas', e por conseguinte, do sustento de seus fundadores e idealizadores.

E esta atitude não passa de falta de entendimento da Palavra de DEUS [contida na Bíblia].

Sempre quando fazemos alguma abordagem que se refere ao vil metal, dinheiro, algumas dezenas de evangélicos se fazem de melindrosos e dizem que nos apegamos ao dinheiro e que vez por outra, de maneira sistemática, preferem que nos calamos e ficam de ouvidos arreganhados para degustarem a podridão religiosa que seus pastores proferem dos púlpitos mercenários, assaltando a luz da Bíblia!!

A Bíblia não dá autoridade a ninguém, a nenhum ser vivo racional, para que a use de forma a sustentar instituições e muito menos a prole (filhos, geralmente, problemáticos) de pastores, bispos, apóstolos, reverendos, padres.

Somente pessoas avarentas, tolas, ingênuas, possessivas e que buscam facilidades nesta vida terrena aceitam em entregar dinheiro em forma de dízimos, ofertas, boletas, ajuda, ou qualquer outro título que seja, nas mãos de um religioso e esperar bênçãos de DEUS; que, aliás, jamais virá!!

A Palavra de DEUS [contida na Bíblia] diz em 2Coríntios 3 que, todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do SENHOR, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo ESPÍRITO do SENHOR;

Porém, sem dúvidas alguma, muitos evangélicos têm esmurrado o próprio reflexo da glória do SENHOR em detrimento a ouvir homens religiosos e não a voz do BOM PASTOR!!!


Porque dELE e por ELE, e para ELE, são todas as coisas; glória pois, a DEUS eternamente;
Nos interesses da Igreja que CRISTO edificou. Amém.


Um comentário:

Missionário Luiz disse...

Em 2 Coríntios 3.8b; 3.17 diz:como não será de maior glória do seu ministério do Espírito?
Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
O apóstolo Paulo chama o " novo testamento " ou o novo concerto " o ministério do Espírito Santo ". Mediante a fé em Jesus Cristo, recebemos o Espírito Santo, nascemos de novo, e recebemos a promessa do batismo no Espírito, ver At 1.8; 2.4. Todos os benefícios redentores em Jesus Cristo, vêm através do Espírito Santo. É Ele quem nos transmite a presença de Jesus Cristo e todas as suas bênçãos, ver 2 Co 3.9.
A liberdade que vem através de Jesus Cristo é, acima de tudo, libertação da condenação e escravidão em todos os sentidos da vida, e do domínio total de Satanás e dos homens ver Gl 5.1; 2 Co 3.7-9; Rm 6.6,14; 8.2; Ef 4.22-24; Cl 3.9,10; At 26.18; Cl 1.13; 1 Pe 5.8. A Verdadeira libertação começa quando o cristão se une a Jesus Cristo e receber o Espírito Santo. A libertação da escravidão espiritual é mantida somente através da presença continua do poder do Espírito Santo no cristão, não há grupo neutro, e pela obediência deste à orientação do Espírito Santo, ver Rm 8.1; Gl 5.18; Jo 15.1-11. A liberdade proporcionada por Jesus Cristo não é uma liberdade para o crente fazer o que quer, mas para fazer o que o seu dever: Ser uma testemunha Verdadeira de Jesus Cristo, ser um exemplo de vida cristã, andar na retidão e na justiça divina, não se prostrar diante de homens carnais com suas paixões deste mundo, ver 1 Co 10.23,24; Rm 6.18-23. A liberdade cristã espiritual nunca deve ser usada como pretexto para o mau, nem como justificativa para conflitos, ver Tg 4.1,2; 1 Pe 2.16-25. A liberdade cristã, Verdadeiramente em Jesus Cristo deixa o cristão livre para servir a Deus e ao seu próximo, segundo a justiça, ver 1 Ts 1.9; 1 Co 9.19; Rm 6.18. Agora somos servos de Jesus Cristo, vivendo somente para agradar a Deus, pela graça em Jesus Cristo, ver Rm 5.21; 6.10-13.