Contexto SAGRADAS ESCRITURAS, 14.abr.2017, Jeremias 18

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
Não poderei EU fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na Minha mão, ó casa de Israel.
[Isaías 64.8; 45.9; Mateus 20.15; Jeremias 18.4; Daniel 4.23]
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,
[Jeremias 1.10; 12.14-17; 25.9-14; 45.4; Amós 9.8]
se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também EU ME arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.
[Jeremias 26.3,13; Ezequiel 18.21; Juízes 2.18]

[628,570]

agosto 30, 2011

Autoridades espirituais: respeitar ou dar-se ao respeito??!!

.
Nosso princípio é bíblico, porquanto, tudo em nossas vidas, dos que professam a Cristo como Senhor e Salvador, está diretamente relacionado com as Sagradas Escrituras;

E assim a história nos mostra que os religiosos, que exigiam respeito do povo, como autoridades espirituais nos tempos de em o Novo Testamente, eram os fariseus e saduceus.

Fariseus - na sua vida, separavam-se de todos os outros judeus, aspirando a mais do que uma simples santidade e exato cumprimento de deveres religiosos: mas a sua separação consistia principalmente em certas distinções a respeito do alimento e de atos rituais. A maior parte das vezes isso era apenas exterioridade religiosa, sem profundeza de religião.

Saduceus - durante mais de um século antes do nascimento de Jesus Cristo constituíam um importante partido nacional, e pelo tempo do Novo Testamento; todos os sumos sacerdotes eram saduceus.

Pois, bem! Podemos entender que estes religiosos sempre foram pelas investidas da auto-afirmação de exigências do que propriamente, servirem.

E, é neste plano que Jesus, em Mateus 23, faz severas críticas aos religiosos, pelo comportamento mesquinho, autoritário e soberbo de usarem a Palavra de Deus como um suporte de benefício humano, da carne;

Outros, personagens bíblicos, também fizeram oposições aos homens autoridades espirituais, como:

- João Batista no Jordão [“E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?” – Mateus 3];

- Pedro e João no conselho ["Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus;
porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido
" - Atos 4];

- Estevão no Sinédrio [“Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais” – Atos 7].

Em nosso tempo presente não será diferente, assim, é necessário entendermos que, hoje, as autoridades espirituais são todos aqueles que permeiam em um título eclesiástico; em geral, muitos são proprietários das instituições religiosas que chamam de ‘igreja’, com seus templos (alguns imponentes) e suas liturgias, congregando (através do cabresto religioso) aqueles que dão maior importância a eles (autoridades e templos) do que propriamente a Cristo.

A autoridade espiritual é um religioso (homem ou mulher) que ensina ser através dele(a) que se recebe a unção de Deus e, portanto, são responsáveis por uma cobertura espiritual, pura mentira!!

Na Bíblia, as Sagradas Escrituras nos afirmam que a unção que recebemos de Deus é única pela ação do Espírito Santo [“E a unção que vós recebestes dEle, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a Sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nEle permanecereis” - 1João 2].

E, toda e qualquer pretensão do homem (e mulher) de querer se intitular de autoridade espiritual e ser capaz de dar cobertura espiritual a alguém, cai por terra quando o Filho de Deus afirmou em Lucas 4:

O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, a pregar liberdade aos cativos, e restauração da vista aos cegos, a pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do Senhor”.

Obedecer a Deus em toda a Sua vontade traz sobre nós cobertura.

Enfim, a nós, resta tão somente obedecer a Deus e Sua Palavra, confiando no Senhor como nosso Refúgio e Fortaleza, e qualquer um, quem quer que seja, somos todos iguais perante o Deus Todo-Poderoso, ainda que possua título religioso, aliás, os intitulados autoridades espirituais serão mais cobrados que os outros, e, portanto, como afirma Hebreus 13, versículos 7 e 17; devemos respeitar aqueles que pregam e vivem, amam e nada querem em troca, os que estão sujeitos a Deus!!

E, por fim, são princípios da Autoridade:

- Certo ou errado, está nas mãos de Deus;
- A Igreja somente se submete a autoridade de Deus;
- A autoridade é constituída por Deus e não por homens;
- Aqueles a quem quer ser “autoridade”, aprendam que não é mandar, mas, servir em humildade.


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
_______
[134636]

agosto 24, 2011

Comunhão, união!! Somente em Cristo.

.
Nossa união, nossa comunhão, a nossa unidade como corpo de Cristo, os que professam o nome do Cordeiro de Deus sobre a face da terra, está, em verdade, em Cristo.

A comunhão real, em princípio, meio e fim quando diz:
- “ Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união” [Salmos 133], somente será real se ocorrer em Cristo, porém, esta união, comunhão, jamais se refere a estar somente reunidos num mesmo lugar com nome de ‘igreja’ (templo), mesmo por que, como dizer que somente há comunhão quando se estão reunidos num lugar chamado de 'igreja' (de tijolos), se todos os membros do corpo de Cristo estão espalhados pelo mundo e não podem estar num mesmo lugar ao mesmo tempo, portanto, a comunhão, união ou unidade da Igreja somente há em Cristo e não por estar reunidos num lugar!!

Cristo, o Senhor, é o centro de nossas vidas, Ele é o Caminho da comunhão, da união, da unidade, do nosso viver, e não por alguns princípios doutrinários de boa fé, de pessoas boazinhas;

Somente se alcança a comunhão, a unidade em Cristo, e esta será mantida pelo Espírito e não por homens que se acham lideres religiosos.

É impossível que forcemos uma unidade do corpo do Cristo, não a criamos como que por uma convocação; Ela existe na comunhão do Pai, e do Filho, pelo Espírito Santo.

Quando, pela misericórdia de Deus, constrangidos pela unção do Espírito Santo, passamos a viver pela Palavra de Deus e por conseguinte, firmados no entendimento de qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus [Romanos 12], participamo-nos desta maravilhosa comunhão, unidade do Pai e do Filho.

Há inúmeros esforços para se fazer uma unidade, união, porém, esta é feita através de esforços humanos, por vontade de homens, na fundação e criação de lugares com nome religioso (construindo templos de pedras), e não por Cristo, o cabeça da Igreja;

Quando, pois, nos permitimos em ser guiados, liderados pelo Espírito Santo, entenderemos a unidade do corpo de Cristo, como disse o Senhor: “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste” [João 17].

E, portanto, pela ação do Espírito Santo podemos afirmar e dizer o que ouvimos e “isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo” [1João 1].

A comunhão, união ou unidade, não existe em templos ou lugares que se chamam de ‘igreja’, mas, a unidade perfeita está em procurar “guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz” [Efésios 4].

Enfim, nestes corpos mortais, necessário se faz que nossa união, comunhão, unidade como Igreja, se faça, pois, em Cristo que no céu está, entronizado na glória de Deus!!


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
_______
[132319]

agosto 22, 2011

O que falam algumas lideranças evangélicas!!!

.
Há muito tempo, tenho acompanhado certo repertório, com declarações pejorativas, saído das bocas dos que se dizem autoridades espirituais evangélicas, que são pastores, bispos, apóstolos, tem até uma tal ‘bispa’(??).

Cristo nos ensinou a sermos mansos e humildes de coração [Mateus 11], que devemos despojar “também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca” [Colossenses 3].

Quando meditamos nas Sagradas Escrituras e em entendimento pela ação do Espírito Santo [1João 2], somos agraciados pelo ensinamento de Cristo para a Sua Igreja, que não temos como enquadrar estes religiosos como liderança espiritual, jamais o serão através da Palavra de Deus e muito menos com estas línguas ferinas, “como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno” [Tiago 3];

Então como estes indivíduos religiosos podem afirmar que estão em um púlpito pregando a Palavra de Deus, o amor?? Pregar, não pregam, repetem versículos bíblicos e nem tão pouco os vivem!!

Aliás, seria bom os evangélicos consultarem a língua portuguesa antes de se apoderarem de títulos esdrúxulos, já que certas senhoras querem sair do propósito de Deus para a mulher na Igreja de Cristo, estas tais ‘bispas’ poderiam pelo menos se intitularem ‘episcopisas’, pois, não há feminino de ‘bispo’ [epíscopo], e em uma transliteração para o português seria ‘episcopisa’ e nunca ‘bispa’; esse vocábulo (bispa) simplesmente é uma excrescência linguística dos evangélicos.

Voltando ao repertório fútil, frívolo, maldizente dos que se dizem liderança espiritual evangélica, este se refere a minha pessoa, por ser um desigrejado de instituições igrejas, e assim falam e dizem:

- insubordinado
- rebelde
- enviado das trevas
- moribundo
- que sou contra os preceitos bíblicos
- sou Enri Cristo
- derrotado
- mago do anticristo
- arrogante
- inseto
- assecla do capeta
- psicopata
- xarope
- idiota
- rabugento
- esquizofrênico
- maníaco
- enviado de satanás
- inseto
- alucinado
- demente
- diabólico
- endemoninhado
- filho de belial
- intruso
- caluniador barato
- revolucionário
- diabo transvestido de cristão

E porque estas afirmações pejorativas saíram de bocas das lideranças evangélicas contra um desigrejado??

- Por que pelo evangelho de Cristo, através de minha regra de fé e pratica, a Bíblia Sagrada, as Escrituras que testificam do Filho de Deus, afirmo que:

1... lugares com nome de ‘igreja’, ou igrejas evangélicas não são obra de Deus [“Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais nAquele que Ele enviou” – João 6]...

2... lugares com nome de ‘igreja’ (templos, igrejas evangélicas) não são “casa de Deus”:

Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra o estrado dos meus pés. Que casa me edificareis? diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso?
Porventura não fez a minha mão todas estas coisas?
Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais
” – Atos 7,

e outra vez,

O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens” – Atos 17;

3... tenho anunciado a Cristo, a salvação, e não recomendo ou elogio homens que se chamam de pastores, bispos...

4... meu Pastor é Cristo e não homens [Salmos 23], por que Deus não deu títulos ou cargos a homens, mas, deu dons ministeriais para o aperfeiçoamento e edificação do corpo de Cristo [Efésios 4];

Deus deu uns para pastores, profetas, evangelistas, os obreiros, tudo quanto diz Efésios 4, mas, meditando no contexto, a Palavra de Deus não nos manda obedecer a homens que querem ser ‘líder’ ou ‘dono’ de denominações...

5... não aceito lideranças espirituais de pastores, homens, meu Líder é o Espírito Santo [1João 2]...

6... somente me submeto aqueles que realmente têm compromisso com a Palavra de Deus e na salvação de almas, e não aos que têm um título religioso, como pastor, bispo [Hebreus 13];

As referências de Hebreus 13, mais específicas ao versículo 17, afirmam daqueles que são os que conduzem por amor o rebanho de Deus; o ‘pastor’ de uma denominação (ou igrejas evangélicas) não é o mesmo ‘pastor’ mencionado pela Bíblia;

O ‘pastor’ de que nos fala a Palavra de Deus em Hebreus 13, é alguém que recebeu seu dom do próprio Senhor para ‘pastorear’ (amar) as ovelhas, não é para dirigir reuniões de membros em denominações;

O pastor bíblico é um homem que zela pelo rebanho de Deus, ama, cuida, visita, não vive do rebanho mas vive para o rebanho; não é um líder e não precisa ser um pregador excêntrico...

7... exalto a Igreja de Cristo, a noiva do Cordeiro, a Igreja santa, orgânica, pura, sem paredes, e não preciso das denominações (em especial evangélicas)...

8... a Igreja de Cristo são pessoas, a “universal assembléia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus” [Hebreus 12], e não lugares comuns (templos) com nome de ‘igreja’...

9... Cristo edificou a Sua Igreja, não ordenou para que homens fossem fundadores de lugares com nome de ‘igreja’ [Mateus 16]...

10... nossa união, a unidade da Igreja, a comunhão real, somente ocorre em Cristo e não é por que se frequenta um lugar com nome de ‘igreja’, a “nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo” [1João 1]...

11... não é preciso, não é obrigação, e muito menos é demonstrar amor frequentar lugares comuns que chamam de ‘igreja’, conforme é pregado pela maioria dos ‘pastores’, bispos...

12... me desliguei das igrejas evangélicas (era da Assembléia de Deus) e me converti a Cristo, sendo um desigrejado de instituições religiosas com nome de ‘igrejas’...

13... podemos nos reunir em qualquer lugar, e que o importante é estar reunidos em nome de Cristo, adorando ao Pai em espírito e em verdade, e não num lugar com nome religioso de ‘igreja’ [João 4]...

14... todo e qualquer pastor é igual a qualquer um e não podem dar ‘cobertura espiritual’ a ninguém, são falhos, são carne e osso como qualquer ser humano [“Maldito o homem que confia no homem” - Jeremias 17]...

15... ‘pastor’ não tem que receber salários, os verdadeiros obreiros do Senhor vivem pela fé e de auxilio [Mateus 10], a Bíblia não ensina a ninguém a sustentar ‘pastores’ e sua prole...

16... não dou dízimos esperando bênçãos materiais, pois, a graça de Deus me basta [2Coríntios 12], e minhas dádivas são para ajuda aos pobres e necessitados [Mateus 19; 1Coríntios 16]...

17... Deus nada dá em troca por causa de ofertas dadas nas mãos de pastores, a única promessa que temos (nós, gentios) é a vida eterna...

18... Deus não abençoa a ninguém (nós, gentios) com bênçãos por causa de dar ofertas ou dízimos nas mãos de pastores, tais como carros, casas, finanças, isto é coisa do diabo, como foi a tentação de Jesus no deserto, “Novamente O transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-Lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares” [Mateus 4].

Enfim, como disse Paulo, assim digo as lideranças evangélicas que a mim maldizem: “Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?” [Gálatas 4]


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
_______
[131268]

agosto 17, 2011

Abandonando as ‘igrejas físicas’ (instituições, organizações religiosas), mas não a Igreja de Cristo

.
É impossível negar que há um êxodo, de muitos crentes em abandonar as instituições religiosas com nome de igrejas (as igrejas físicas), não migratório como procurando uma melhor que a outra (por que não há).

Este abandono não é um movimento, mas sim, liberdade em Cristo, está diretamente relacionado a ação do Espírito Santo, que abrindo aos olhos de muitos os têm feito enxergar que, diante decepções e erros comuns aos homens, nas comunidades de crentes dever-se-á existir a expressão perfeita ao amor de Cristo, a santificação e o cuidado dEle; nosso vínculo é com Deus e Sua Palavra na pessoa de Seu Filho Amado, e não com instituições e a maioria dos homens que se acham pastores;

Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra Ela” [Mateus 16].

O que muitos esquivam é que a Igreja foi edificada por Cristo, e não é as fundadas por homens; Ela é formada por pessoas imperfeitas, e, somente através de orações, paciência, perseverança através da Palavra de Deus, poder-se-á haver mudanças significativas em nossas vidas, avivamento, e isto nada tem haver com frequência a igrejas físicas ou entrega devocional de oferendas.

Cristo fez discípulos e nos deu o exemplo; não foram discípulos perfeitos para formar um grupo perfeito; e pós morte, Ele garantiu a Igreja que conseguisse permanecer unida, apesar dos defeitos e diferenças humanas, numa vitória espiritual sobre as hostes do mal.

A perseguição da Igreja de Cristo é real, muitos foram perseguidos até a morte e não desistiram, em razão de que, tudo fizeram em e para o nome do Senhor; devemos fazer a diferença, ser sal e luz ao mundo e não aos olhos de alguns (dentro das instituições religiosas com nome de igrejas) como querendo mostrar ser superior e, portanto, o motivo de estar sendo perseguido.

A reunião em templos ou instituições religiosas com nome de igrejas é salutar, mas não pode ser somente a única fonte de se buscar a Deus, mesmo por que não O encontrará, uma vez que, estes lugares são locais comuns e Deus não habita em templos feitos pelas mãos dos homens;

Nossa busca deve ser a Deus, as primícias divinas, o reino de Deus e Sua justiça, e não ser sempre a busca de uma reunião de igrejas físicas para solucionar problemas de nossas vidas cotidianas:

Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.
Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei.
E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.
” [Jeremias 29]


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
_______
[129198]

agosto 13, 2011

Conhecendo a 'maioria' dos evangélicos...

.
Antes de falarmos sobre “evangélicos”, é importante entender que a Bíblia não usa deste termo, ressalta-se que, alguns assim se têm feito e se apresentado, em uma nomenclatura moderna cristã.

Porquanto, somos chamados a crer e não a sermos evangélicos, fica-nos impossível aceitar tal confronto, e isto com relação as próprias palavras de nosso Senhor Jesus, quando diz: ... “não sejas incrédulo, mas crente” [João 20]; Cristo nos admoesta a sermos crente nEle, e não nos convencer que Ele exista...

E outra vez, as Sagradas Escrituras nos exortam na fé a sermos crentes, quando dizem: “De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão” [Gálatas 3]...

... e mesmo por que, a salvação está aprovada por Deus aos crentes; “Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” [1Coríntios 1].

Outra idéia que é difundida e errônea na Palavra de Deus, diz respeito que muitos afirmam que o diabo é crente, e isto não é verdade, pois que, ele não crê, mas, se estremece!!

Então, vamos relatar sobre as atitudes de alguns evangélicos (quiçá a grande maioria):

01 – Cantam sempre qualquer música evangélica e todos os domingos tem sem exceção um testemunho;
02 – Repetem sempre o mesmo testemunho ou pregação;
03 – Se algum irmão não os cumprimenta com a “paz do Senhor”, perguntam se ele ainda é evangélico ou está desviado;
04 – Quanto aparece um visitante na igreja, arrastam-no para aceitar Jesus;
05 – Soltam um “glória a Deus” quando alguém está pedindo oração por algum problema;
06 – Sempre citam versículos bíblicos durante diálogos para parecer que são profundos conhecedores da Bíblia;
07 – Colocam hinos evangélicos em casa no som bem alto para seus vizinhos ouvirem;
08 – Insistem até que as pessoas entrem em seus blogs evangélicos;
09 – Sempre oram bem alto, não importa o lugar ou horário;
10 – Sempre tem um “sonho revelador” para contar;
11 – “Profetizam” bênçãos para cada pastor que visita a “igreja”;
12 – Sempre tem uma “profecia” na manga, nunca se sabe quando irá precisar;
13 – Deixam bem clara a opinião de que tudo é pecado;
14 – Chamam a atenção do irmão que não está de acordo com as regras da denominação, mesmo que ele não seja da denominação;
15 – Quando um irmão falta, ligam para ele e perguntam sobre sua vida espiritual;
16 – Diz que vivem da fé, mas sempre aparecem para almoçar nas casas dos irmãos;
17 – Visitam sem avisar e sem serem convidados;
18 – Fazem questão de parecer mais santos que os outros, e tomam cuidado para que ninguém descubra de seus pecados ocultos;
19 – Sempre que tropeçam, justificam com a célebre frase: “A carne é fraca”!
20 – Repetem sempre que “tudo é do diabo” quando não concordam com algo;
21 – Durante uma oração, cantam, oram melodiosamente e de forma chorosa, mesmo que não estejam sentindo emoção alguma; querem parecer pessoas espirituais;
22 – Batem palmas fora do ritmo;
23 – Pulam, saltam, rodopiam e falam bem alto durante a pregação inteira;
24 – No nome do Orkut sempre acrescentam “levita” ou “cantor”;
25 – Rejeitam assistir filmes não evangélicos, ainda que sejam bons, mesmo que os outros queiram ver;
26 – Sempre argumentam e tentam provar que a denominação que frequentam é a certa;
27 – Usam somente camisetas com dizeres evangélicos, afinal, de alguma forma precisam mostrar que são cristãos. Senão, como as pessoas saberão??
28 – Sempre que podem, intrometem na vida alheia;
29 – Acreditam e defendem com unhas e dentes o que ouve do pastor;
30 – Sempre justificam seus credos e pensamentos afirmando: “Meu pastor disse que era assim”;
31 – Evangelizam repetitivamente seus amigos que já são crentes;
32 – Contam os problemas e pedem oração a todos com quem conversa;
33 – Andam sempre com a Bíblia debaixo do braço, mesmo que não a leiam, e, se percebem que um irmão está sem a Bíblia, perguntam onde está a dele;


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.


Nota: Este apêndice é alusão ao 'Guia do Crente Chato: 45 Dicas Fantásticas' [Internautas Cristãos].
.
________
[127904]

agosto 10, 2011

A falácia do "mercado religioso" apresentado aos evangélicos

.
Valdemiro Santiago (auto intulado apóstolo), líder da Igreja Mundial, conseguiu “por de baixo dos panos” tirar do ar Silas Malafaia em um de seus principais meio de divulgação, as madrugadas de sábado na Band.

Com uma proposta irrecusável oferecida no começo de junho deste ano, Valdemiro ofereceu mais que o dobro do valor que Silas paga a Band para ficar com o horário do pastor nas famosas madrugadas na emissora. De acordo com informações, o valor oferecido foi 150% a mais do que já é pago pelo horário, os valores exatos não são divulgados, mas devem girar acima da casa dos 10 milhões de reais por mês.

Valdemiro se tornou o dono da madrugada da Band, já que com a oferta também tirou o RR Soares do ar, que tinha seu teleculto exibido após o programa do Silas. A nova programação do horário das 2 horas as 6:45 da manhã com a Igreja Mundial no comando começará a ser exibida em outubro. Os contratos já foram assinados.

“Traíra!”

Por meio de assessoria de imprensa, Valdemiro foi classificado como “traíra” pela atitude. A mensagem enviada a imprensa afirma que “o Ap. Valdemiro Santiago é um verdadeiro TRAÍRA! Tudo que ele falou do R.R. Soares e Igreja Universal ele fez agora muito pior. (…) Ap. Valdemiro Santiago, QUE VERGONHA! QUE ABSURDO! QUE TRAÍRA!

Na nota ainda é lembrado que Silas defendeu o próprio Valdemiro quando este comprou os horários do RR Soares na CNT tirando-o do ar no canal. Também é dito que o líder da Vitória em Cristo foi quem solicitou junto a direção da TV Globo para que eventos da Igreja Mundial fossem noticiados pela emissora, como já aconteceu, além de afirmar que teria o ajudado “em outras ‘coisitas’ mais que não interessa falar aqui…

A assessoria ainda ataca indiretamente a Igreja Universal ao afirmar “Entendemos que de onde ele veio o DNA não podia ser diferente, isso é ESPÍRITO DE ESCORPIÃO! Pede ajuda e depois mata quem o ajudou!”.

Disputas

Valdemiro e Silas estavam na disputa pela compra dos horários na madrugada no SBT. Após Malafaia se retirar da disputa, Santiago chegou a acertar valores, mas devido a burocracia gerada pela emissora de Silvio Santos decidiu mudar a estratégia e investir o dinheiro em outras formas de divulgação de sua igreja, uma delas seria a compra de um canal em São Paulo. A outra foi a compra do horário do Silas Malafaia.

Apesar de perder o horário da madrugada, constantemente usado nas divulgações de seu programa, Malafaia renovou com a Band o horário do meio dia nos sábados; também possui horários nas emissoras Rede TV!, Boas Novas e CNT, não se sabe se voltará a disputa pelo espaço no SBT.

Gospel+


E os evangélicos é quem paga para esta briga na disputa da divulgação destes patéticos programas e enriquecimento destes religiosos!!


Nota: Falácia - s.f. Engano, ilusão, sofisma. / Filosofia. Argumento capcioso que induz a erro.

.
________
[126591]

agosto 09, 2011

Servindo a Deus e não aos religiosos!!

.
A cada dia mais, servimo-nos das Sagradas Escrituras para anunciar das coisas de Deus para a salvação, a condução do homem a vida eterna;

Entretanto, alguns milhares têm resistido ao evangelho para salvação, e, vivem para a barganha da negociata religiosa das igrejas evangélicas (e outras).

A Bíblia nos ensina a servir a Deus (e ao próximo), então, portanto, jamais seremos servidos por Deus como alguns pregadores de renome, pastores, bispos, missionários e a grande maioria dos evangélicos querem afirmar; porquanto, afirmar que Deus abençoa (serve) alguém por causa de entregar dízimos em instituições religiosas (ou igrejas evangélicas) é mentira!!

Deus é servido por nós, é necessário por amor ao evangelho fazer tudo o que agrada a Deus, caso contrário, estaremos sós nesta vida [“E Aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada” – João 8].

Ora, se alguém diz que serve a Deus, então jamais poderá ouvir o que pregam a maioria dos pastores (inclusive a grande maioria dos de televisão), por que o evangelho que eles transmitem é para que os ouvintes sirvam a eles (homens)!!

E para isto, Paulo foi enfático:

Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou a graça de Cristo para outro evangelho; Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema” [Gálatas 1].

Deus não espera que façamos ‘tudo’ o que os homens (líderes) dizem (ou cobram) em suas religiões, mas que, por nossa própria perseverança, firmamo-nos em Sua Palavra e agimos pela força de Seu Espírito.


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
_______
[126242]

agosto 03, 2011

Deus tem dado carros, casas, prosperidade financeira??

.
Diante os relatos e ensinamentos bíblicos, pela Nova Aliança que Cristo consumou na cruz do Calvário, não, Deus não dá carros, casas, prosperidade financeira a gentios!!!

Deus nos tem agraciado com Sua graça, que nos basta [2Coríntios 12]; e, portanto, temos amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança [Gálatas 5], deixamos as coisas do mundo [Romanos 12], buscamos a sabedoria do alto [Tiago 3], em nossas vidas, agora como novas criaturas [2Coríntios 5], buscamos primeiro o reino de Deus e Sua justiça [Mateus 6]; e assim, as coisas pelas quais temos necessidades, Deus já as conhece mesmo antes de pedirmos.

Mas, contrários ao ensinamento bíblico de que nossa esperança está nos céus e não nas coisas terrenas [Colossenses 1], existem uma grande maioria de “pastores” dando um falso testemunho de que recebem coisas materiais
(carros, casas...) como bênçãos (ou milagres) de Deus através de suas orações...

Ora, todos os que não são judeus (da nação de Israel), somos gentios; e, as bênçãos ou milagres que encontramos na Antiga Aliança de Deus para com Israel (relatos do Antigo Testamento) não nos dizem respeito; tudo quanto está relatado a Israel, foi para Israel; como exemplo, a prosperidade de Abraão, Isaque e Jacó são coisas de Deus para a nação de Israel (aliás, você sacrificaria, com morte, seu filho para Deus como fez o patriarca Abraão??);

Pois que, é fundamental termos entendimento dos propósitos de Deus para conosco, gentios, ora, fomos enxertados na boa Oliveira; somos chamados de zambujeiros (oliveira brava, da família das Ramnáceas, Ramnus Iycioides), ou seja, pela misericórdia de Deus para nos fortalecer na persistência em buscar o Seu reino e Sua justiça, e porquanto, se nos permanecer na Sua benignidade, benignidade para conosco; de outra maneira também seremos cortados [Romanos 11];

Então, a Bíblia, pela Palavra de Deus que nos traz, a nós gentios, como promessa, é tão somente a vida eterna [1João 2.25] e não as promessas feitas pela Aliança de Deus com a nação de Israel quanto as coisas materiais; e outra vez, o que foi prometido a nação de Israel não nos diz respeito!!

Então na sejamos iludidos por “pastores” e por esta falsa afirmação de dizerem que se Deus não fosse um Deus de prosperidade, não alimentaria, ao longo da Bíblia, as promessas que fez lá no início, a Abraão, Isaque e Jacó; por que Deus cumpriu o que prometeu a Israel, a Antiga Aliança conforme relatada em todo o Antigo Testamento. Ponto final, acabou!!

Se Deus não fosse conhecido como Deus de prosperidade, não faria o Éden frutífero que fez, nem faria as promessas que fez a Abraão em Gênesis; mas, nossa promessa de prosperidade é quanto ao Espírito, relativa aos céus, as coisas do alto, nada mais.

Não se deixe iludir por promessas que “pastores” dizem ser de Deus, leia (medite) em oração a Bíblia; Deus tem muito a nos falar, gentios, e sendo nossa única promessa, a vida eterna; alguém quer mais alguma coisa??

Nunca se deve esquecer que os milagres são acontecimentos que Deus realiza para confirmar Seu poder, o Seu amor e a Sua mensagem, e em nada precisamos pagar ou dar em ofertas a homens religiosos (pastores, apóstolos) para receber os milagres de Deus, e estes milagres estão relacionados a curas e não a coisas materiais.

A grande mentira

Muitos afirmam que o evangelho de Cristo é de prosperidade material, e assim, lêem a passagem de Gálatas 6 sobre a semeadura (eita!).

Esta passagem sobre a semeadura é um néctar na boca dos que enganam. E é claro, sempre com um final mirabolante para a prosperidade material (que é a razão de levar multidões aos templos religiosos, e ou, igrejas evangélicas);

Dos carnês as boletas de contribuições, que dizem ser “sacrifícios”, deixam claro que se pode “exigir” que Deus cumpra o que está em Sua Palavra deturpada pelos intelectuais e mercenários religiosos, ou seja, quem semeia dinheiro, colhe dinheiro (será??).

É lógico que esta (lei) semeadura tem o lado de receber pelo Senhor, bênçãos, mas, é sem dúvida nenhuma como dádivas, não como um fim em si ou como por uma aplicação a vida terrena.

E é neste sentido que pregadores da barganha da negociata religiosa (ou os chamados dízimos ou ofertas) anunciam que é dando a eles [religiosos (pastores, bispos), lideres evangélicos, apóstolos, missionário dos boletos, conferencistas de renome, donos de patéticos programas de TV] que se recebe de Deus. Só mesmo um tolo (para não dizer trouxa) para aceitar isto!!!

E, a Verdade que liberta, nos diz que se Deus não dá carros, casas, prosperidade financeira a gentios, então toda esta prosperidade material que muitos têm recebido (carros, mansões, riquezas, blá, blá, blá) tem por fim o diabo ["Novamente o transportou (Jesus) o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares" - Mateus 4].


Vivendo Por, Em e Para Cristo; nos interesses da Igreja que Cristo edificou.
.
________
[124003]